Duas conclusões

/
0 Comentários
A doutrina da Igreja se consolidou a partir da análise da vida, obra e ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo, tendo como fontes o testemunho dos homens da época, a tradição ensinada pelos apóstolos, seus primeiros escritos e a condução sobrenatural do Espírito Santo na Igreja.

Isso não impede, logicamente, que estes ensinamentos sejam consolidados com os tempos em sua expressão, nem que não hajam controvérsias. Nem que estes temas sejam tão mortalmente sérios que homens de Deus saíram na porrada mesmo por eles.

Esta meditação acima nos conduz a duas conclusões: a primeira de que não tentemos encontrar em épocas mais antigas as fórmulas acabadas as quais estamos acostumados, muito suor foi gasto nas fórmulas doutrinárias, portanto elas devem ser valorizadas como prata sete vezes refinada. A segunda que os antigos cristãos tinham tanto amor à Verdade que batiam e apanhavam por ela, enquanto hoje em dia vemos a apostasia grotesca mesmo dentro da hierarquia da Igreja sendo tolerada sob uma capa falsamente virtuosa de "submissão e respeito", quando na verdade é submissão e respeito ao Mal e ao pecado.


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.