Campanha da Lixicidade

/
1 Comentários


A bosta que é a CNBB quer que na Quaresma nos preocupemos com o saneamento público... ou seja, bosta. O rio corre de volta pra o mar, uma CNBB de bosta quer discurtir bosta. E vai ser muito blá blá blá e nenhuma ação. 

Seria melhor nos preocuparmos com o saneamento privado em nossas almas. Foi como disse Cristo, tão esquecido pela Campanha da Fraternidade, limpe o copo por dentro que por fora será limpo. Limpe o esgoto imundo na sua alma que você saberá manter o da cidade limpo. Ou alguém de mitra me prove que homens santos podem vir a necessariamente desprezar o saneamento público. Deverão demonstrar que Santo Antônio de Pádua não ligava para o esgoto de Pádua. Ou que São Lourenço de Brindisi jogava lixo no córrego de Brindisi. Ou que São Clemente de Roma aterrava a cloaca máxima romana. Se a santificação pode ficar em segundo plano na quaresma frente "a casa comum" então tudo é permitido. Em tempo, no Egito os muçulmanos transformam cemitérios de cristãos em depósitos de lixo. Enquanto as lideranças da Igreja no Brasil substituem a pregação sobre a cruz de Cristo por falar de lixo, no Islã eles nos enterram em lixo.

O que dá mais raiva ainda é que vão falar falar falar e não vão se abaixar para catar uma única garrafinha plástica do corrégo fedido que cruza a metros da paróquia. Vai ser uma masturbação estatólatra "para que os nossos governantes façam isso, para que o governo olhe por aquilo...". Então Campanha com os fiéis para quê? Se tudo invariavelmente termina com uma tediosa e espirtiualmente vazia "Oração da Assembléia" implorando para que os governantes façam a coisa certa em nosso nome... São Pedro pediu para que se rezasse pelos governantes, não para que os governantes resolvam. Assim também o missal romano. Ou será que Jesus fazia alguma oração anódina do tipo " Para que os governadores romanos da nossa Judéia desenvolvam com entusiasmo o bem comum e promovam os direitos dos cidadãos mais necessitados, oremos". Quem pensou em bem comum aliás foram Anás e Caifás. Em nome do bem comum eles crucificaram a Cristo, temendo uma revolta contra os romanos. 


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Ok, mas ainda não percebi: vão fazer uma pizza gigante aí no Brasil?

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.