Cala-a-boca eclesial já morreu. Quem manda na minha boca é Deus!!!

/
2 Comentários
Ridendo castigat Pontifex


Apostolado do Cala-Boca não existe. Mandem para aquele lugar. Os esquerdistas na Igreja que eram todos "Revolta e Desobediência" agora são "Obediência e Silêncio" porque estão no poder. E não se preocupe se é um padre de uma venerável congregação cujo único carisma visível é puxar-saco e dedicar-se formar santos carreiristas. Não vale nada usar batina se sustenta os vermelhos no poder. Não cuidam das ovelhas por respeito humano, corporativismo, covardia, então mandam os outros se calarem também pra não passar vergonha... E isso é muito sério, estão criando dramas de consciência nas pessoas onde não existe... e o que tem de gente que acaba achando que está pecando quando não está...

Mandem à merda esta raça de víboras. Podem meter a boca a vontade no clero com as bençãos do atual Código de Direito Canônico. E não se preocupem com o respeito. Vocês são adultos, sabem limites. Preocupem-se com a opinião de Deus e mandem os homens à merda. 

Se alguém te mandar calar a boca, as pedras gritarão. Aliás, não foi isso que os fariseus pedir para que Cristo fizesse com o povo fiel???

Cala-a-boca eclesial já morreu. Quem manda na minha boca é Deus!!!


Você também pode gostar

2 comentários:

  1. Tem razão, sr frei, pois se até do Vaticano costumam sair coisas politicamente corretas, imaginem agora que a turma das esquerdas deita e rola!
    Prova disso? A mídia globalista parou de torrar o Vaticano e o papa, como faziam antes com os 2 últimos que saíram!

    ResponderExcluir
  2. O sr viu Frei ? ...il prossimo 18 marzo manifestazioni in tutto il Brasile. «Abbiamo di fronte una grande sfida: riempire le strade di tutto il Paese in difesa della democrazia. Nessuno può mancare a questa convocazione» ha scritto il presidente del Pt. Osservatore,16/03... e l'omelia. «È misterioso:i serpenti... Obrigada, leio sempre seu blog.:)

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.