As bobagens que o Padre Zezinho conta

/
8 Comentários
 Só agora, depois que o Fedeli virou pó na sepultura esse ai tem coragem de abrir a boca para difamar os tradicionalistas. Levou poucas e boas do homem.

Não me admira o tal Padre Zezinho defendendo com unhas, dentes e bobagens a CNBB. Se não fosse a bagunça litúrgica que esta ONG fora do Magistério da Igreja fez na Igreja do Brasil, ele nunca ficaria famoso nem teria o status de "grande compositor" sagrado.

Depois de que fomos reduzidos ao tamanho de pigmeus, até um anão vira um gigante. Dai seu sucesso e fama.

***

Se criticar a CNBB é ódio, então a CNBB, esta ongona que não faz parte do Magistério e não tem autoridade, odeia faz décadas a doutrina da Igreja católica e sua liturgia

***

A gente já criticava a CNBB desde o tempo de Paulo VI! É que não tinha internet naquela época.
Quem tenta misturar o atual pontificado com a CNBB faz uma confusão demoníaca. E embaixadinhas para a torcida mitrada.
A CNBB é umbilicalmente ligada ao projeto comunista já desde décadas atrás. Isso está muito bem documentado. Nesta o atual pontífice, a época em suas paragens argentinas, não tem nada a ver.
Mente feito um demônio quem afirma que ataques à CNBB são na verdades ataques contra o atual papa. Basta dar uma (ber)googleada nos posts antigos dos sites. É muito simples.
Como um homem que supostamente está a serviço da Verdade pode dizer uma mentira destas? Bem se vê o seu amor à Verdade. Se não fala a verdade factual, como poderá pregar a Verdade divina? Se for ordenado, mente feito um demônio ordenado.

***

Eu tenho uma regra de ouro: Nunca confio numa defesa de quem tem a se beneficiar pelo defendido.
Por exemplo, um padre episcopável defender os bispos brasileiros, ainda mais quando ele nega peremptoriamente fatos já conhecidos pelos seus efeitos, como a invasão de agentes comunistas no clero.
Já se sabe a causa material (agentes vermelhos), a causa formal (exteriormente católicos), a causa eficiente (inicialmente pelo engano vocacional, num segundo momento de estímulo mútuo entre os vermelhos e a expulsão das vocações verdadeiras) e a causa final (a destruição da Igreja por dentro). A causa final está ai para quem quiser ver, sendo ela mesmo a causa eficiente do fim do catolicismo.

***

A CNBB NÃO PERTENCE ao magistéria da Igreja.

Nenhum católico tem obrigação de os "obedecer" porque Conferência Episcopal NÃO TEM autoridade.

Quem duvidar, vá checar sem medo no Catecismo e especialmente no Código de Direito Canônico o que uma Conferência Episcopal deveria fazer e a CNBB não faz. A CNBB não faz o que devia e se mete a apoiar o comunismo que não devia.

Quem disser o contrário disto ensina HERESIA, isto é, um ensinamento contrário à fé da Igreja ensinado como se fosse da Igreja.

***

Não fiquem por nem um segundo com escrúpulos sobre "temer" a CNBB. Vão no Código de Direito Canônico e dêem um "search/find" ou "Localizar/Procurar" no termo "Conferência Episcopal" e vejam o que eles deveriam fazer (e não fazem, como zelar pelo ensino universitário católico). Observem que o Código não é doutrina, e sim um regulamento. Regulamento (dentre outros temas) para o clero, bens da Igreja e administração dos sacramentos, mas ainda assim um prosaico regulamento.

E se você fizer o mesmo em um livro doutrinal, como o Catecismo, a procura não resultará em nada. Nada, nothing, rien...


Você também pode gostar

8 comentários:

  1. E só de imaginar quantos "Padres Zezinhos" temos pelo Brasil afora, principalmente no interior, é de ficar em uma tristeza imensa.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o artigo, mas acho que o finado Prof. Fedeli bateu muito foi num certo "Pe. Joãozinho".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No Zezinho também. Eu lembro e outros leitores também

      Excluir
  3. Interessante como dizer-se discípulo de Jesus e semear a arrogância e o ódio! A tristeza se dá jogando pedras nos outros com a pretensao de tudo saber! Triste é ver nossa Igreja inflamada por uma verdade que se distancia da caridade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você descreveu a apostolado do padre Zezinho com perfeição, Cláudio. Obrigado pela colaboração.

      Excluir
    2. O Senhor Zezinho fica ai soltando indiretas contra os conservadores os xingando. Você o descreveu com precisão. Ele fala como cordeiro as palavras do Dragão.

      Excluir
  4. Ouçam!!! A Verdade nunca se distancia da Caridade, por mais dura que seja.

    Mas a caridade que se distancia da Verdade não é a correta Caridade, é obra do Inimigo, disfarçado de anjo da luz. Quem prega a tolerância com o mal disfarçada de caridade está fazendo a obra de Satanás.

    ResponderExcluir
  5. Caro Frei, sou um leitor de seu blog, e fiel da Santa Igreja, ao menos tento.
    Uma dúvida:
    A CNBB não exercendo seu papel, não faz parte do magistério da Igreja?

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.