Não há vagas

/
0 Comentários


Deus não quer violar a vontade humana. Por isso para ele é mais "fácil" fazer milagres que violem leis da física ou curas milagrosas.

Digo isso porque muitos estão rezando - com razão - pedindo emprego. Porém ai há um agravante, de tal forma a situação econômica é um conjunto de escolhas que por mais compadecido que  Altíssimo esteja ele não vai violar o livre-arbítrio do potencial empregador para te contratar. "Contrate este homem", como se fosse um truque Jedi sobre mentes. Isso seria sumamente injusto da parte de Deus.

Sim, Deus pode te ajudar a fazer conhecer as boas oportunidades, a sair-se bem nas entrevistas, a manter a casa (e a sanidade) no desespero da penúria. Mas mesmo Deus fica sem ação em algo escasso como emprego, em que são vários pedindo para poucas vagas, ou vagas que não existem ("Contrate mais funcionários mesmo que seu negócio não aguente pagá-los" sussurraria o Altíssimo no ouvido do patrão? Não, né.). Sim, ele é omnipotente. Mas é aquele que pode tudo sabe que nem tudo convém. E ele não vai mudar mentes a força. Ele não quer mudar mentes a força. Se o fizesse, convenceria os hoteleiros a arrumar quartos para a Sagrada Família. Se seu Filho nasceu no meio da imundície de um estábulo por conta da vontade dos homens...

Em sua bondade Deus há de fazer tudo da melhor maneira possível. Mas demora. O que depende da vontade humana sempre é mais difícil. Ó poderoso dom do livre-arbítrio humano que consegue amarrar as mãos de Deus! 

É fogo. É terrível. Vejam no Antigo Testamento que quando Israel e Judá pecavam, a desgraça caia sobre o Reino todo, bons e maus se danavam pelas escolhas da Nação. Sofriam o pecador Davi e o bom Nathan, sofriam o mau Sedecias e o bom Jeremias. O Brasil está nesta pindaíba danada por culpa coletiva de seu povo, do mais simples até a elite. Agora é aguentar o empobrecimento, o desespero, a Escravidão no Egito, a Profanaçao do Templo, o Exílio na Babilônia...

E que Deus faça por nós aquilo que for justo, nos dê forças para passarmos por estes tempos amargos causados por nossos pecados no trato com o Bem Comum público. Nós valemos mais que pardais. E por valermos mais que pardais cometemos erros que pardais não cometem, e sofremos suas consequencias. Benefícios de homem vém com responsabilidade de homem.


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.