Tuberculose das idéias

/
0 Comentários
"Agora sim eu refutei a Medusa", disse Perseu


Uma doutrina só fica morta quando perde a capacidade de influenciar pessoas. Haver uma refutação a ela esquecida em algum lugar não a mata, de jeito nenhum. Na História da Igreja, por exemplo, diversas heresias já nasceram refutadas antes mesmo de seu surgimento, ainda assim se espalharam e provocaram danos terríveis. Fazendo uma analogia, existir uma cura para uma doença não impede que a doença se espalhe, infecte e mate muita gente. A tuberculose, cólera e sífilis já têm cura há mais de cem anos, ainda assim infectam e matam. As idéias protestantes foram refutadas antes mesmo de Lutero nascer, nos heresiarcas medievais, ainda assim nem após a formalização das refutações da contra-reforma o movimento devolveu as regiões que tomou da Igreja. Da mesma maneira a Teologia da Libertação foi brilhantemente refutada pelo Cardeal Ratzinger, ainda assim domina nossos seminários, escraviza nossas igrejas, empobrece nossa alma, lobotomiza a Igreja a serviço de um partido, e retorna firme e forte até mesmo no Vaticano. Milhares de pessoas morrem de doenças curáveis e vacináveis, a cura se não disseminada é como uma refutação esquecida.

Ou seja, escrever refutações sem o trabalho catequético e político de disseminação e combate não mata uma idéia maligna.


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.