Pio X, um santo combatido

/
0 Comentários
Hoje é dia de um santo que seria descanonizado pelos "pogreçistas" de uma "Igreja aberta, moderna, sem medievalismos e sem barroquismos". De qualquer forma, ele é cuidadosamente escondido.

Pobre Pio X!
A maior desgraça para um profeta é ver que os males que previra ocorreram.

Pio X de fato removeu muitos males da hierarquia, mas não conseguiu remover as idéias malignas, que conquistaram muitos adeptos. Como uma infeccção mau-curada, o mal voltou e voltou mais forte, resistente aos antibióticos naturais. Hoje em dia se você tascar a pecha de herege excomungado num deles, ele vai rir e ainda capitalizar politicamente em cima, dizendo-se perseguido pelas forças antiquadas e adquirindo um ar de mártir da liberdade. Como bactérias que se tornaram resistentes aos antibióticos, os remédios da época de Pio X não funcionam mais.

Eis uma bela lição: A Guerra de Posições é apenas a primeira etapa. Se não houver um Combate de Idéias como segunda etapa, virá uma nova geração seduzida pelas idéias falsas ainda em voga. É por isso que mesmo depois de curado, você continua tomando antibiótico um bom tempo depois.

Em certo sentido, fato análogo ocorrereu no Brasil depois de 1964, em que a esquerda foi derrotada nas posições, mas não nas idéias, que ressurgiram fortíssimas retomando em seguida as posições. Vejam que a esquerda não cometeu este mesmo erro, e fez cuidadosa terra-arrasada nas idéias da Direita nas escolas, universidades e artes.

Assim também na Igreja, aqueles a quem Pio X combateu no topo, como cupins roeram embaixo, chegaram ao poder e cuidadosamente desmantelaram o edifício, de tal forma que a simples menção ao conservadorismo é causa de perseguição terrível e cruel a qualquer sacerdote. Quem negar esta afirmação, não discuta comigo: Discutam com o cadáver desgostoso de Dom Livieres, de preferência com algum texto da CNBB na mão.


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.