Diversas

/
0 Comentários

Se a Deus ignorasse nossos pecados e vícios e só considerasse nossas virtudes e méritos, que tremendos santos, ou mehor, verdadeiros anjos nós seríamos!

Mas Deus, por ser justo, leva em conta a tudo... Nós homens, que só sabemos estar ora na hagiografia ora na catilinária, queremos pintar ou santos ou crápulas.

***

Afirmar que não deveríamos reclamar da invasão e perversão comunista na Igreja e dizer (em construções teóricas que não resistem a um estudo das próprias palavras de Antônio Gramsci ou Saul Alinsky) que deveríamos ignorar por jogo de cena político para não validar a corrupção é a mesma coisa que dizer que Cristo não deveria demonstrar sofrimento na cruz, e sim dar risadas e dizer que estava tudo bem, porque supostamente se demonstrasse sofrimento apenas "referendaria" o castigo querido pelos sumo-sacerdotes. Ou seja, é ser prejudicado e ainda ter de sorrir dizendo "as uvas estão verdes" ou "nem doeu".

***

Gente, a obediência não é um mérito em si, ela tem o mérito daquilo ao qual é destinada. Trocando em miúdos, não é meritório ser obediente para fazer as coisas erradas. Até os demônios são obedientes ao que manda Satanás.



Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.