Se a autoridade religiosa é corrompida, o que sai dela é corrompido

/
0 Comentários
Nem todos os galhos estão unidos à videira

Quando Jesus disse que os fariseus ao converterem uma pessoa a faziam sete vezes mais digna do Inferno, ele lançou um nada sutil alerta contra as autoridades religiosas. Os fariseus não eram os sacerdotes, os saduceus, que cuidavam do Templo, mas eram os chefes das Sinagogas, ou seja, quem efetivamente ensinava ao povo o judaísmo. Os fariseus eram autoridades religiosas com até mais impacto que o clero dos saduceus. E eram os que mais levavam saraivadas de Jesus, justamente porque ensinavam ruim. Proporcionalmente, Jesus fustigou mais os fariseus e doutores da lei (os "teólogos" da época) que os saduceus, os sacerdotes propriamente ditos. E eles mereciam cada uma das cacetadas que levavam de Jesus, afinal, o próprio Salvador constatou que o povo era como ovelhas sem pastor.

Se a autoridade religiosa é corrompida, mesmo na Religião boa, o que sai dela é corrompido. Sendo assim, "ser leal à hierarquia" só é virtude em relação à hierarquia boa, se você for leal ao ensinamento de um bispo herético, você de fato lealmente pode o acompanhar ao Inferno. A lealdade não é uma virtude em si, mas uma virtude destinada ao seu fim. São Paulo se queixava dos que diziam que eram leais a Apolo, a Paulo, ou a Pedro, quando na verdade todos deveriam ser leais a Cristo, e era a doutrina cristã seguida que validava a Apolo, Paulo e até mesmo a dignidade de chefe de Pedro.

A hierarquia da Igreja é como um avião, se bem guiada sobe aos Céus, se mal espatifa-se numa bola de fogo na terra. E por mais leigo que se seja em aeronáutica, dá para se saber se o avião está subindo ou caindo. Apeguem-se aos bons pilotos e fujam dos vôos da morte.

A árvore se reconhece pelos frutos. A figueira era figueira, de fato, mas sem frutos virou lenha seca. A videira era videira, de fato, mas quando seus ramos se separaram do tronco de Cristo, secavam. A hierarquia da Igreja são ramos mais grossos da videira, se você, folhinha de gente, se apega a um ramo separado de Cristo, vaio secar junto dele. Judas Iscariotes, afinal de contas, era apóstolo igual aos outros.

Não reclamem comigo, reclamem com Jesus Cristo. Ele prometeu que a Igreja de maneira miraculosa cresceria e nunca seria completamente derrotada pelo Mal, não que fosse um ajuntamento de santos acabados, sem traidores nem apóstatas nem mercenários travestidos de pastores.


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.