Nem Guarulhos, nem Galeão.

/
1 Comentários
Quando vemos o avanço que a esquerda está tendo em todo o mundo, seja em Roma, em Bruxelas, em Washington, em Jerusalém, em Buenos Aires e como se fortalece mais ainda em Havana, Moscou, Istambul, Mossul e Pequim, francamente perdemos a doce ilusão brasileira que a saída para o Brasil seja Guarulhos ou o Galeão.

Não tem saída. No Brasil nós nem somos uma ilha de desgraças nem um oásis de bençãos. Somos vasos comunicantes de uma desgraceira a nível mundial. Não tem para onde fugir.

As coleiras ali são de ouro, lá são de ferro, acolá de bronze, aqui de inox, mas sempre são coleiras.

***

Não vou chorar a escolha do Fachin em público. Isso apenas foi resultado das eleições. Assim que elas acabaram, sabia que isto iria acontecer. Você não corrompe o Executivo e o Legislativo e acha que o Judiciário vai resistir. A separação de poderes é boa, mas não é divina. Até as cordas triplas arrebentam com puxões contínuos.

O que o PT está fazendo é acumular o máximo de poder possível para não cair, como César Bórgia depois da morte de Alexandre VI, como muito bem contou Maquiavel.

Eles puxam daqui, a gente puxa dali. Pensem, foram uns bons 10 anos de resistência passiva das instituições, elas foram minadas e resistiram de maneira passiva, como uma pedra resiste às picaretas. Até que agüentaram demais! Agora que brasileiros estão se levantando e fazendo a resistência ativa, como uma fileira de metralhadoras detendo o avanço do inimigo, o jogo é outro. É resistir. Eles tem a fortaleza do governo, cabe a nós mantermos o assédio.

E os quinta-colunas do PSDB, como Álvaro Dias, merecem o lixo da História... e das urnas. Traidores!

Obrigado ao Alvaro Dias por relembrar que Social-Democracia significa socialismo. 16 anos de difamação do PT quase faz a gente acreditar que eles eram "liberais". Se eles são liberais, eu sou o Padre Brown então...

O Partido de Lênin não se chamava de Comunista, nunca se chamou, nem após 1917 (só décadas mais tarde). Era partido da Social-Democracia Russa. De Lenin, de Plekhanov, de Martov, de Stálin, de Trótsky, de Kamenev, de Bulkharin...

Social-Democratas todos eles, bolcheviques e mencheviques.


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Excelente texto! vou surrupia-lo e postar em meu blog com os devidos créditos

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.