Os hereges bagres ensaboados (Política Eclesiástica para Conservadores XIII)

/
0 Comentários
Política Eclesiástica para Conservadores


Livro III
"O que fazer"


Capítulo XIII
"Os hereges bagres ensaboados"




A maioria das lideranças na Igreja é boa. A maioria dos fiéis na Igreja é boa. A Igreja não resistiria se a maioria fosse ruim. Houve um lugar em que a totalidade era ruim, era Sodoma: Deus tocou o bondoso Lot de lá e destruiu a cidade. Mesmo em Samaria e Jerusalém com a punição nacional do povo diante respectivamente da Assíria e Babilônia os bons sobraram, ainda que tomando parte do castigo. 

O problema é que esta grande maioria é mal-formada. Formada ruim demais da conta, sô!

Há sim dentro da Igreja hereges e apóstatas no sentido mais terrível da palavra. E o diabo é que eles estão em posição de autoridade, têm amigos poderosos no governo e em Roma, e muitas vezes estão em Roma mesmo. É joio. É joio forte, é joio ruim, é joio mutante com trepadeira. E estes hereges são tão ruins quanto ensinam suas cacas para a maioria mal-formada.

Mas pelas cinco chagas de Nosso Senhor e pelas sete dores de Nossa Senhora, não confundam uma pessoa bem-intencionada, porém mal-formada e influenciada de boa fé pelos maus, com os maus. Não saiam por ai enfiando o dedo na cara e dizendo feito um imbecil: “herege, herege, herege”. Herege não é quem se engana (ou foi enganado) num artigo de fé, é quem pertinazmente e com convicção nega uma doutrina da Igreja.

Vou dar um exemplo: A Dona Cotinha que – porque ouviu demais programa kardecista e porque ouvia boa doutrina de menos na missa dominical – achava que Jesus era apenas um homem bom, um grande mestre, um guia da luz, mas não era Deus. Ela não é herege, ela apenas está enganada. Ela acha que é isso que a Igreja ensina, mas ela está enganada de boa fé. A proposição que nega a divindade de Cristo é a velha heresia do Arianismo. Ora, o arcebispo Ário era um herege (um heresiarca, aliás). Não faltou quem na Igreja dissesse que ele estava enganado, mas ele insistiu e arrastou vários bispos consigo. Os Concílios da Igreja repeliram as idéias de Ário, mas ele insistiu. Herege, certamente. Mas a Dona Cotinha, coitada, simplesmente precisa ser catequizada. Vou agora enfiar o dedo na cara da senhora e como se fosse um Atanásio sem santidade gritar que ela é ariana? Hoje em dia se você falar em arianismo pensam que é suposta raça pura alemã!

Muito diferente é a situação da Dona Cotinha com um arcebispo que dissesse não ser Cristo verdadeiro Deus. Ai não se escusa ignorância. Porém vocês verão que os hereges hoje em dia na Igreja não são declarados. Perto deles o velho Ário comprando brigas com Atanásio era um amador. Você verá os hereges modernos dando volta, fazendo rodeios, dizendo nem que sim, nem que não, deixando aos outros ensinarem errado e deprimindo ao máximo o ensino correto. Os hereges hoje em dia não sujam as mãos com heresia.

Bagres são tidos pela sabedoria popular como peixes escorregadios, difíceis de pegar nas mãos. Um bagre ensaboado é a expressão do supra-sumo desta qualidade, não basta ser bagre, tem de estar ainda coberto de sabão. Assim são os hereges e apóstatas no comando, é difícil pegar eles. Não se tira nada de conclusivo. Eles não são francos nem abertos. Terceirizam a heresia para outros bagrinhos que ficam escondidos nas universidades ou seminários, para formarem uma geração de teólogos e sacerdotes mal-formados, talvez hereges de boa fé, que crêem e ensinam errado porque pensavam ser este o certo.

Não pense que você será capaz de descarregar uma fúria atanasiana contra estes potentados. Eles vão te destruir, tirar-te da Igreja de forma que você nunca mais tenha impacto nem influência nela. São bagres, mas tem dentes de grandes tubarões.

Os bons bispos são muito fáceis de serem identificados. Eles estão assoberbados com as tarefas da diocese, cuidando das contas a pagar (e como têm!), da doença do padre Fulano, do crisma na paróquia de São Beltrano. Eles não têm tempo de fazer a politicagem esquerdista como os bispos vermelhos excomungados. Estes não estão nem ai, querem que a vinha do Senhor se perca mesmo para os javalis. Eles estão viajando e recebem recursos até de fora, têm tempo de esquentar a marmita marxista e vender estas idéias espúrias e excomungadas como a opinião dos bispos na Conferência Nacional. Sempre atrás de um bispo vermelho há uma diocese em frangalhos. Eles, como o Falso Profeta, vestem-se como cordeiros, mas falam a mensagem dos dragões. E digo mais, se você denunciar estes potentados, um bocado de gente boa mas inocente vai dizer: “Você está ofendendo Dom Sicrano” e ficar contra você. O pior do mercenário é enganar as ovelhas. Isso é triste. Triste DEMAIS!!!


A nossa luta não é no primeiro momento para remover os hereges tubarões da Igreja. Eles existem desde os tempos apostólicos, vide Judas Iscariotes. A nossa luta é para que a pobre Dona Cotinha se salve. E sabemos que ter uma concepção errada de fé é um sério empecilho para a santificação de qualquer batizado.  Vive-se como se crê, quem crê em bobagens vive dominado por bobagens. Nós não queremos que estes hereges tubarões ponham a perder as almas das donas Cotinhas que existem aos milhares na Igreja. A nossa missão é salvar almas.


Continuará...


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.