Meu recado aos bispos e párocos que me lêem

/
0 Comentários

Reverendíssimo, 

Mesmo que o senhor simpatize com o PT, (afinal, é duro abandonar repentinamente um velho amor), deixe desta vez para lá esse negócio de reforma política em sua dioceses ou paróquia.

O PT envenenou de tal forma as águas que o povo quer ver o Judas montado no Capeta, mas não quer ver o PT. Vá num mercado e olhe os preços, não vai ter conversa na Igreja que dê jeito nisso para dar nó no povo. Pense bem, Reverendíssima, o povo não teve medo de arrostar e cobrar o Cardeal Arcebispo de São Paulo, homem de quatro costados no Vaticano, com muitos bons amigos em Brasília, Aparecida e Roma, imagina o que irá acontecer com o senhor, coitado, que leva tudo nas costas! "Se isso aconteceu com o ramo verde, o que acontecerá com o ramo seco!".

Olha a confusão para vossa cabeça, Reverendo! Abandone esse papo de "Reforma". Isso não vai ajudar em nada sua diocese nem sua paróquia, capaz ainda de reduzir os já poucos dízimos e ofertas. Deixe César se enforcar com a corda que é de César, quanto a ti, apegue-se a Jesus Cristo! Depois dá confusão e o senhor só terá inimigos: Terá por inimigos todos que querem o PT longe e terá como inimigos os graúdos na CNBB, porque não defendeste com afinco essa reforma. Ou seja, é arrumar para a cabeça. O Diabo pesca em águas turvas, cuidado para que nessa confusão ele não te fisgue.

Se Vossa Reverendíssima não quer abandonar essa Reforma por amor, abandone por cálculo político: De um lado, a inimizade de gregos dos bispos e troianos do povo, de outro lado, a tranquilidade e o sossego sem entrar numa briga que não é sua. O senhor conhece como é a política na Igreja, esses grandões da CNBB vivem nas núvens, o que eles falam não se escreve, "viajam muito" como diz a garotada. E é o senhor quem vai levar a bucha, Reverendo. Os grandões tem amigos, tem quem os defenda no Vaticano e na imprensa, o senhor, coitado, tem só o seu anjo da guarda.

Sendo assim, deixe para lá. Diga que está trabalhando na reforma, mas na prática não faça nada mesmo, cautela e caldo de galinha faz muito bem para bispos e presbíteros, e o senhor já tem muito com que se preocupar.
E lembre-se: Deus está nos vendo. Que não aconteça que o Altíssimo receba as reclamações do povo ultrajado pelo petismo na Igreja e te diga "Que é isso que ouço falar de ti? Presta contas da tua administração porque não poderás mais cuidar de meus bens!" (Lc 16,2)

Prudência, Reverendíssima!

Paz e bem,
FCR


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.