Jesus pelo Impeachment de Dilma Rousseff

/
1 Comentários



Você também pode gostar

Um comentário:

  1. . Os líderes religiosos judaicos, porém, haviam acrescentado muitas tradições verbais à Palavra escrita, por eles consideradas indispensáveis à adoração verdadeira. Paulo (Saulo), como fariseu e antes de sua conversão ao cristianismo, era incomumente zeloso em seguir as tradições do judaísmo. Estas, naturalmente, incluíam tanto as não-objetáveis como as ruins. Mas, por seguir como se fossem “doutrinas os mandados de homens”, ele foi levado a tornar-se perseguidor dos cristãos. (Mateus 15:9) Por exemplo, eles ‘não comiam sem lavar as mãos até os cotovelos, apegando-se à tradição dos homens dos tempos anteriores’. (Mr 7:3) Entre aqueles homens, este costume não era seguido para fins higiênicos, mas era um ritual cerimonioso que supostamente tinha mérito religioso. Cristo mostrou que eles não tinham nenhuma base para criticar seus discípulos por não seguirem esses e outros desnecessários “mandados de homens”. (Mateust 15:1, 2, 7-11; Mateus 7:4-8; Isaias 29:13) Ademais, por causa de sua tradição a respeito de “corbã” (uma dádiva dedicada a Deus), os líderes religiosos haviam invalidado a Palavra de Deus, infringindo o mandamento de Deus. — Êx 20:12; 21:17; Mt 15:3-6; Mr 7:9-15

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.