The Rojão´s lectures on Sexual Health and Epidemiology

/
7 Comentários
"Use camisinha!!!"
A Sífilis (que coisa mais século XIX !!!) aumentou a incidência em jovens em mais de 50%. A AIDS vai pelo mesmo caminho. Com uma diferença: quando a sífilis não te destrói e te faz uma ruína, ela incuba no seu cérebro e te mata algum tempo depois. Lênin morreu cedo em 1922 porque tinha sífilis incubada no cérebro que pegara em 1902 num lupanar parisiense.

Ou seja, se eu fosse jovem manteria minhas pernas fechadas não mais por medo do Inferno após a morte, mas o Inferno sifilítico antes dela.

E não me venham falar de camisinha: há mais camisinhas dadas à juventude que cadernos, e a sífilis está ai crescendo...


"Use camisinha!"
Camisinha: mesmo se ela fosse moral o crescimento dos números de casos de HPV, sífilis e AIDS mostram que ela tem sido inútil. É uma ilusão perigosa de proteção...

Moralmente têm responsabilidade os profissionais e autoridades de saúde por estimularem um método INEFICAZ (olhem os números epidemiológicos!!!) de proteção.

No futuro a camisinha será listada ao lado das sanguessugas, amuletos de âmbar e balas de antimônio como métodos da medicina primitiva.

A chance de deter a epidemia de sífilis atual com preservativo é a mesma de deter a peste bubônica em 1366 queimando enxofre pelas ruas...

"Use camisinha!!!"
A grande crueldade da doença venérea (sífilis, AIDS, HPV et caterva), não é o sujeito que pega indo na amante ou na zona... Há até um certo componente de justiça irônica nisso...

A injustiça é com da pobre esposa fiel em casa que pega do marido que foi... e do filho em sua barriga.

Ai realmente é de chorar até rasgar a cara com a unha...

A camisinha é a nova doxa, e ai de quem falar mal dela. Os apóstolos da borracha vieram aqui me chamar de herege pela simples constatação que apesar de camisinhas serem mais distribuídas que pão com manteiga, a AIDS, sífilis, herpes e HPV só aumentam...


Mas eles dizem que "camisinha previne". Então tá... Só que até hoje não preveniu nem está prevenindo... Mas o obscurantista medieval sou eu, e os espertos sifilíticos são eles...

Freios ABS, airbag e cintos de segurança são efetivos métodos para diminuir individualmente a chance de mortes no trânsito.

Porém nenhum deles diminui as mortes em acidentes se dirige-se perigosamente, em alta velocidade ou embriagado. Nenhum carro de passeio por melhor equipado resiste a uma colisão frontal, ou debaixo de um ônibus, ou rolando barranco abaixo.

Ou seja, se você dirige sistematicamente feito um kamikaze a exposição demasiada ao risco anula e supera os efeitos das barreiras de proteção. Não há nada que se possa pôr nos carros que te proteja da imprudência.

De maneira análoga com os preservativos. Ainda que individualmente possa ser uma barreira para o contágio em uma relação isoladamente, se as relações promíscuas aumentam pela ilusão da proteção e de uma cultura permissiva, chegará o dia da probabilidade macabra: camisinha estourada, mal-colocada, esquecida, troca de fluidos fora da zona do preservativo, variações não-genitais de contágio, enfim...

Esperança estatística = probabilidade X eventos. De que adianta diminuir a probabilidade se se aumentam os eventos??? Que você pegue AIDS em uma relação desprotegida ou mil semi-protegido, que diferenca faz??? No túmulo não se contará vantagem de quantas vezes você fez...

Ou seja, a camisinha só protege nas relações em que você não teria muita chance de contágio mesmo...


Você também pode gostar

7 comentários:

  1. Frei, eu já não tenho é dó de ninguém neste mundo. O filho na barriga tudo bem, não tomou nenhuma decisão em todo o processo. Mas a esposa fiel em casa avaliou mal o caráter do marido, então dane-se junto com ele...

    ResponderExcluir
  2. ...ou do marido fiel..

    ResponderExcluir
  3. Frei, os antigos e medievais não estavam sendo totalmente supersticiosos ao utilizarem sanguessugas no tratamento de doenças, visto que a Medicina moderna comprovou a eficácia delas no combate às varizes, enxaquecas, problemas de circulação, dentre outras doenças.
    Pesquise sobre hirudoterapia no google.
    Salve Maria meu bom Frei e longa vida ao blog!

    ResponderExcluir
  4. Frei, surgiu uma dúvida: se a mulher fiel que esta em casa, sabe que seu marido é infiel, e ele quiser manter uma relação sexual com ela, e ela sabendo que ele é um baita de um vagabundo, e ela então querer se proteger de alguma doença venera, é licito ou não esta pobre mulher exigir que seu marido use a camisinha (embora saibamos que ela, a camisinha não é 100% segura, porra nenhuma)

    Anonimo Sidnei.

    ResponderExcluir
  5. Frei, me perdoe, mas minha pergunta ficou no vácuo ?

    Anonimo Sidnei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tipo, tenho de responder no seu tempo ou no meu tempo?

      Excluir
    2. No tempo que o senhor quiser e puder, só fiquei preocupado que não ira obter resposta, mas se o senhor colocou que irá responder no tempo em quiser e puder, estarei esperando.

      Anonimo Sidnei.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.