A última e desprezível injúria inútil do papa Francisco à Cúria Romana

/
13 Comentários
O papa Francisco tem declarações certamente desprezíveis! Francamente! O homem está no trono de Pedro, mas as vezes fala feito a Serpente. 

O papa Francisco elaborou nesta segunda-feira (22) uma lista de doenças que ameaçam a Cúria,  a administração central da Igreja Católica, entre elas o que chamou de "Alzheimer espiritual", em um discurso de uma severidade sem precedentes, no qual condenou a as rivalidades, as calúnias e as intrigas.

Em seu discurso anual aos membros do governo da Igreja, o papa afirmou que, "como qualquer corpo humano", a Cúria sofre de "infidelidades ao Evangelho" e de "doenças que precisa aprender a curar". (...) O papa citou 15 doenças, usando expressões fortes como, além de "Alzheimer espiritual", "terrorismo do falatório", "esquizofrenia existencial", "exibicionismo mundano", "narcisismo falso" e "rivalidades pela glória". (...) UOL 

Se é verdade que o papa Francisco disse que a Cúria romana sofre de Alzheimer espiritual, eu o lembro que o Mal de Alzheimer é causado pela cabeça doente, não pelos membros doentes. Quem tem Alzheimer é sempre a cabeça, tá bom, senhor Jorge Mário? 

Porém o papa Francisco acusar a cúria de "exibicionismo mundano" e "terrorismo do falatório" é uma piada pronta. Está faltando espelho lá em Santa Marta?

Fico feliz que o papa tenha pedido perdão de seus erros em 2014. Como podem ver acima, ele está preparando novos e melhores para 2015.

Ele é o chefe! Pinte e borde, se quiser! Haja! Faça e aconteça! Demita! Suspenda! Não está feliz, mande para Malta, para Partenia, para Pasárgada, para a Sibéria! Mas não fique soltando mangueiradas de injúria.  Nunca ficar passando recado no púlpito é algo que o menor dos diáconos provisórios no pior dos seminários deveria já sair sabendo. É desprezível. É covarde! É indigno. É coisa de charlatões. É baixo demais. Até o padre Vieira em um de seus sermões criticava os padres que usavam os sermões para atacar seus desafetos na Igreja. Como pode o Santo Padre fazer isso, pintar um conservador caricato que não existe para enxovalhar seus desafetos secretos? O que é indigno para um pároco não seria indigno para um papa?

Muitos me disseram: Frei, não confie no UOL. OK, mas a notícia está na Zenit também. Não devo confiar na Zenit? O UOL aumenta, mas não inventa. E graças à chamada sensacionalista ao UOL eu tive acesso, se fosse o anódino do Zenit desidratando o fato nem me preocuparia em ler. E aqui entre nós o UOL teve a perspicácia jornalística que a Zenit não teve: A notícia é um papa passando sabão em público na Cúria Romana e os acusando de terem quinze (não uma ou duas,  mas quinze!) doenças espirituais. Como se a frase "quem fala o que quer escuta o que não quer" não se aplicasse ao pontífice romano...

Há uma regra que absolutamente não vejo exceção na Igreja: Quem acompanha o que se passa na sede da Igreja está extremamente desapontado com o papa Francisco. Isso quando não confiam mais nas suas intenções e nem na sua honestidade. 

É rídiculo que o papa diga: "Um padre costumava ligar para os jornalistas para contar coisas privadas que aconteciam com seu colegas. Ele queria apenas ver seu nome nas primeiras páginas dos jornais para se sentir potente. Coitado!".  Isso é absolutamente indigno de um gerente de empresa mundana, quanto mais o pontífice romano! Imaginem se numa reunião de diretoria o presidente de uma empresa diga que há um supervisor que fica passando aos jornalistas fofocas da empresa. O que os outros diretores pensariam? "Por que esse cara não o demite? Nós aqui devemos cuidar das estratégias dos negócios, não ouvir fofocas dos funcionários. Que presidente é este que se preocupa com coidsas tão prosaicas e não faz nada?". Quero que o leitor entenda a indignidade e a baixeza dessa colocação do papa. É ridículo! É estupefaciente! É humilhante para a dignidade petrina! Francamente, se Francisco sabe disso, que transfira o tal padre, ou o suspenda, autoridade não falta a ele. Vir reclamar disso aos cardeais da Cúria Romana? Ó tempos, ó costumes!

Pois é, tempos de merda os que vivemos.
O papa está certo!
Afinal, esse negócio padre de dar declarações 
à Imprensa 
para aparecer nas primeiras páginas
é doença espiritual... ops! 

Foi mal ae, Santidade!

*** 

Para quem diz que o papa Francisco não semeia divisões na Igreja, eis um exemplinho prosaico e círculo vicioso que mostra bem o que inequivocadamente é uma divisão (via Facebook):

1 - O papa Francisco faz um sermão covarde com uma caricatura contra os conservadores, saudado pela mídia mundana anti-católica.
2 - A blogsfera repercurte. Quem conhece as coisas da Igreja e da fé responde nos mesmos termos
3 - A resposta é publicada aqui. Afinal, quando somos atacados só há três reações: Fugir, apanhar calado ou rebater. Como não podemos fugir da Igreja e apanhar calado é dar razão às calúnias, mesmo pontificais, rebate-se. Afinal, a autoridade petrina tem limitações muito precisas dadas pela própria doutrina e mesmo São Paulo soube enfrentar São Pedro quando ele saiu do bom caminho.
4 - Os "Cleaners", gente que não acompanha o que se passa nem o que já se passou na Igreja nem se aprofunda na fé, tenta destrambelhadamente defender sem saber o que se passa, apenas pronunciando anátemas e condenações (sem caridade, como pede o papa) contra quem supostamente "discorda do papa" como se a controvérsia fosse artigos de fé como a Trindade, não ataques rasteiros e politiqueiros aos conservadores.
5 - Eu respondo setenta vezes sete mais forte a quem vem aqui vomitar condenações contra mim.
6 - Os Cleaners começam com o pecado de difamação, que sou contra a fé e contra o papa: A famigerada "campanhas das descurtidas"
7 - Eu bano todo mundo que se envolveu na briga

Se isso não é divisão na Igreja, é o quê? A pergunta é: João Paulo II e Bento XVI endereçaram graves questões em seu pontificado: alguma vez geraram um fenômeno assim? Alguma vezes estes cavalheiros, estes santos pastores, ao terem que agir com autoridade e gravidade contra algum mal na Igreja, semearam confusão, discórida e divisão, mesmo tendo de discordar de um ou outro? Não, né... 

Pois é... "A árvore se conhece pelos frutos."
***

Enquanto isso no meu facebook, um jovem sacerdote recebeu o carisma amuliano do "falou levou":


Mas o jovem não aprendeu que não se deve discutir com os velhos. Não por respeito, mas porque eles são mais hábeis nas escaramuças verbais.





Você também pode gostar

13 comentários:

  1. Frei, depois que circulou no facebook aquela coleção de "fotinhas" com os dizeres de que Francisco não tinha destituído Burke mas lhe dado um exército, eu já não me irrito mais com esse povo, só tenho pena pela deficiência mental deles...

    ResponderExcluir
  2. Nao precisa dar explicações frei - qualquer catolico serio ja se deu contabda desgraça presente- mesmo os bocós que tentam defende-lo ...

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde ao Frei e aos demais!

    E se em 2015 as coisas ficarem pior? Se vierem mais bordoadas? Como ficará o verdadeiro rebanho Católico que já hoje se sente órfão? Aqueles que amam a Santa Igreja? Muitos estão desiludidos com os últimos acontecimentos desse pontificado.

    Frei, se o senhor permitir ,desejaria informar que no blog contra impugnantes vai ter início no dia 05 de janeiro o curso: "O Papa do fim do mundo?" Francisco e os sinais dos tempos. Penso que seria interessante a gente se inteirar acerca desses tempos difíceis pelos quais passa a Igreja.http://contraimpugnantes.blogspot.com.br/2014/11/o-papa-do-fim-do-mundo.html


    Desejo um santo e abençoado Natal ao Frei e a todos os seus leitores!

    Ana Maria.


    ResponderExcluir
  4. O sr tem razão, são mesmo atos públicos, todos conhecem, sr frei, veja essa do dia 12/12 no encontro do Vaticano com os vencedores dos Premio Nobel da Paz:
    Roma (RV) – “Que o legado de não-violência e reconciliação de Nelson Mandela possa continuar a inspirar o mundo”. É o que se lê em uma mensagem do Papa, assinada pelo Cardeal Secretário de Estado, Pietro Parolin, enviada na manhã desta sexta-feira, (12/12) aos membros do 14º Encontro dos vencedores do Prêmio Nobel da Paz, que acontece em Roma e recorda a memória de Nelson Mandela, Nobel da Paz em 1993.
    Nelson Mandela tem até vídeo no You Tube, veja lá, declarando morte aos brancos quando era do Umkhonto we Sizwe e era comunista do pé vermelho!!!
    Leão

    ResponderExcluir
  5. É isso mesmo Frei, alguém com tomates que fale sem medo do venenoso pontificado de Bergoglio. Parido pela maçonaria criado e amamentado pelo partido comunista e pela TL.

    ResponderExcluir
  6. Esse papa não esta sendo bom exemplo para os cristãos de verdade.
    E muita asneira que vemos,sair da boca do sumo pontífice.

    ResponderExcluir
  7. Todo o cacarejo que li aqui, só poderia ter vindo da inútil e malígna corrente ortodóxa, não tem outra razão. Não se levante contra teu irmão. Seja um bom Samaritano. Pelo menos tenha um pouco mais de inteligência e assuma as verdades postas a vistas nuas. A realidade sempre foi notória. O povo de Deus nunca se ilide, apenas era vítima da Ditadura dos diversos Pontificados que existiam até o advento do Papado de Francisco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa!!, a Igreja de Cristo esteve equivocada durante os últimos 2000 anos, só agora é que abriu os olhos com o Santo Bergoglio, maior que Cristo, só Deus nos altos dos céus é que é comparável a Bergolglio. Só Bergoglio é que teve a audácia de colocar a divina doutrina da Igreja Católica a votos, só Bergoglio é que tem a audácia de pretender colocar adúlteros a distribuir a comunhão ou a ler as escrituras na missa, só Bergoglio é que vai conseguir dar a comunhão a pessoas em pecado mortal. Enfim só um verdadeiro deus é que pode mudar as leis divinas. Só resta saber que espécie de deus é que esta criaturaé, mas não é difícil de adivinhar. Senhor Peron converta-se enquanto é tempo não siga as velhas novidades heréticas por muito que estejam na moda, elas não levam à vida mas à morte.

      Excluir
  8. "A realidade sempre foi notória. O povo de Deus nunca se ilide, apenas era vítima da Ditadura dos diversos Pontificados que existiam até o advento do Papado de Francisco."

    Em uma só frase o sr. anulou as palavras de CRISTO que disse que as portas do inferno não prevaleceriam contra a sua Igreja, taxando assim o Divino Salvador de mentiroso, já que a Igreja foi governada por papas ditatoriais sendo assim as portas do inferno prevalecerão contra sua igreja, e de quebra taxando também o ESPIRITO SANTO de incompetente, haja vista que JESUS prometera que enviaria o ESPIRITO SANTO para ensinar toda a Verdade, talvez o ESPIRITO SANTO não este a altura de tal função e ensinou erroneamente a Igreja, e assim a Igreja esteve em erro nestes 2000 anos de história. Incrível como pessoas assim ainda se dizem "católicas" e não se tocam nas bobagens que dizem.

    Anonimo Sidnei.

    ResponderExcluir
  9. Frei, continuemos a rezar pelo Papa, afinal, é nossa obrigação.

    Mas não há como não ficar em dúvida se já não estamos no advento do anti Cristo... é despautério atrás de despautério, escândalo sobre escândalo... não há como não se assustar com tudo o que está acontecendo neste pontificado, e o que é pior, já se passou tempo suficiente assim como já aconteceram exemplos demais para que pudéssemos aceitar que se trata de algum deslize ou ação impensada.

    Senhor, vinde em nosso auxílio!

    ResponderExcluir
  10. Nem ligo mais para que falam bispos,padres e o papa .Eles são como nossos professores e as pessoas ao nosso redor,nada sabem da realidade.Prefiro ficar calado e deixar tudo como está.Não tenho a coragem de Frei Rojão

    ResponderExcluir
  11. A maior parte dos blogueiros catolicos adulam o papa até mesmo quando nao merece .Não precisam criticar,mas elogiar um engano ,acredito que é bancar o ridiculo.Aquela do papa ser soberano por destituir um conservador e depois afirmar que Cuba vai se democratizar graças a abertura de relações diplomaticas com EUA são exemplos cômicos

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.