Versão infantil dOs 120 dias de Sodoma

/
4 Comentários

Inspirado na demagógica campanha publicitária do Itaú "Conte uma história para uma criança", e consoante as diretrizes do MEC de erotização das crianças e adolescentes pela Ideologia de Gênero (cuja campanha à reeleição o Itaú é doador), segue a minha versão infantil de "Os 120 dias de Sodoma" do Marquês de Sade. Apesar de extremamente resumida verão que ela é fiel à obra. Afinal, enquanto o Itaú espeta os pais com tarifas bancárias e pede que eles contem histórias a seus filhos, patrocina o governo Dilma que ensina Sodomia às crianças nas escolas. Então vamos logo de Sade! Patrocine esta idéia, Itaú!!! E se não gostou, vai tomar no...



"""Quatro ursinhos carinhosos foram de férias para um castelo mágico num reino encantado para brincar bastante! Eles levaram alguns amiguinhos, sete cavalões e doze bambizinhos... Junto deles foram quatro fadas que contavam histórias enquanto os animaizinhos brincavam para valer, até porque a forma de brincar é meramente uma construção social. Mas eles se machucavam também brincando. Na primeira semana, as fadinhas contavam histórias de animaiszinhos que faziam travessuras. Na segunda, histórias das brincadeiras dos animais entre si. Na terceira, histórias de animaizinhos que faziam caca e brincavam com ela.  Na quarta, história de animaizinhos que ficavam dodói e se cortavam brincando..."""


Nota: Preciso dizer que estou sendo irônico?


Você também pode gostar

4 comentários:

  1. Frei essa cena é de algum filme? qual?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No Brasil, recebeu o título de "Contos proibidos do Marquês de Sade", com Kate Winslet e Geoffrey Rush. O filme é de 2000.

      Excluir
  2. Há um "paraíso" socialista atual, a Suecia, em que a ideologia a ideologia do gênero está em estagio mais avançado; os pais perderam o poder pátrio sobre os filhos, não os podem corrigir pois deus-pai-mãe-Estado é que os doutrina, não lhos permite; afinal de material tudo os provisiona e conclui que tudo está subjugado e resolvido, ou seja, para eles, o homem é como os animais: saciado, dá-se por plenamente satisfeito.
    Para o Ocidente, sua mídia passa uma linda imagem para nós desse ceu terrestre, mas a realidade é outra: os cidadãos sentem-se reféns do governo e os atritos, a violência, estupros a rodo e suicídios estão em alta, inclusive de minorias muçulmanas pondo e impondo internamente e, quanto mais esses governos mantiverem os cidadãos presos ao esquema - uma bolsa-família de primeiro mundo - e sem Deus, poderemos sempre esperar cada vez mais pela implantação do relativismo patrocinado pela ONU-NWO e asseclas.
    Aliás, a mesma agenda dos teleguiados de Satã daqui para subverterem a infancia, os vermelhos do PT e do PSB.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.