Minhas desculpas ao Cardeal Kasper

/
3 Comentários
Não acompanhei, de fato, o sínodo das famílias por causa das eleições. Mas ao final, do li, uma coisa me surpreendeu: Cardeal Kasper saiu mal. 

E eu não estou celebrando isso não! Está evidente que o Cardeal Kasper tentou o que tentou por instigação do papa Francisco, que desejava que o sínodo referendasse a mudança de doutrina que ele por si só não tem coragem de assinar. Esta estratégia é muito boa para as coisas boas. Mudança de doutrina, nem se um anjo do céu pedir, já dizia São Paulo. E eu me pergunto porque ainda não me atirei da ponte ao constatar - ó tempora, ó mores - que um papa quer mudar a doutrina do casamento...

Ao fim, os conservadores reagiram e bloquearam. As custas de suas cabeças, podem crer. Cada um deles vai ser punido veementemente pelo papa Francisco, que é é democrata vestido com um pálio igual aos outros para pedir que o Sínodo referende suas idéias marotas, mas é papa-Rei de tiara tripla para punir seus desafetos sem apelo nem recurso. Eu sempre presto atenção a que Francisco faz mais ao que Francisco fala. Amo o papa Francisco de seus sermões, lamento o homem real sentado na cátedra de Pedro.

E Kasper? Kasper foi atirado aos leões. Parece que tudo saiu de sua cabecinha torta. Nem dele nem de Baldisseri!!! Eles eram testas de ferro. Foram os Josés-Dirceus que viraram os réus para ocultar o chefe. Agora Kasper se tornou o ícone da heterodoxia na Igreja (mas talvez não se importe) e apanhou mais que Aécio e Marina (até eu bati, com justiça). O fato é que politicamente perdeu e quando a maré do Sínodo se voltou, nosso santo padre tirou o seu pontifício xxx da reta, "não era com ele". E, na política, quem bate mais leva. 

É por isso que na vida eu tenho uma lei: Nunca faço trabalho sujo para o chefe. Isso já me custou diversos cargos e promoções, mas uma incrível tranquilidade na vida.

Desculpe-me, Cardeal Kasper. Mas da próxima vez não seja o pontifício carregador de marmitas doutrinárias.


Você também pode gostar

3 comentários:

  1. O Frei diz isso porque está mal informado, não leu os blogs conservadores da internet que explicaram que nada havia de errado com o primeiro relatório do Sínodo e que só viam coisas erradas as mentes perversas que insistiam em interpretar sem levar em conta o resto da doutrina da Igreja, interpretando isoladamente aquele texto, ou insistiam em ler a tradução do fratres in unum. Frei, leia os blogs dos garotos conservadores, vai te trazer muito conforto para o espírito. Sabe aquele conforto que sentem os caranguejos na panela?

    ResponderExcluir
  2. PODERIA SER ATÉ EXPURGADO, À LA PCs...
    Os cardeais Kasper em separado, mesmo seus pares Baldisseri e Maradiaga etc., parecem-me não terem bem desempenhado suas supostas funções de convencimento de se introduzirem as mudanças heterodoxas acerca dos homo-re-uniões.
    Se de fato verídico que ele estaria sintonizado com o Papa Francisco nas profundas mudanças que se introduziriam, corre serio risco de ser rebaixado para categorias inferiores por ter falhado na missão e se comprometido; teria sido incompetente e não ter convencido com suas teorias, barrado por obstáculos intransponíveis, tipo Cardeal L Burke, Dom Gadecki etc..
    Parece que o momento é deixar baixar a poeira, dar um tempo, ele e voltarem à carga, tipo sanfona, até que vinguem as ideias; estariam preparando novas estratégias
    Que os obreiros da régua e compasso são experts nisso, tenho certeza!

    ResponderExcluir
  3. Frei, sempre há várias justificativas, à escolha do freguês.

    O PT primeiro diz que não há corrupção e tudo é invenção da Veja, e depois diz que a sensação de corrupção aumentou porque no governo do PT mais corruptos são presos e a imprensa noticia mais. Quem não se convence de uma tese, adere à outra. Quem não aderir a nenhuma das duas, pode ainda acreditar que: 3- o PT só rouba porque é necessário pagar mensalões ao Congresso para fazer as reformas necessárias para mudar o Brasil; 4- todos os governos roubam assim, mas o PT também cuida do social.

    No caso dos jovens conservadores, as explicações também se multiplicam: 1- não há nada de errado, é tudo culpa da imprensa e da má interpretação que ela dá aos ditos e feitos de Francisco; 2- se você não acredita em "1", então saiba que foi um tal de Arcebispo Forte quem inseriu sozinho, sem consultar ninguém, os parágrafos polêmicos no primeiro relatório do Sínodo. O tal do Arcebispo Forte, curiosamente, mesmo depois de ter fraudado o relatório, causado escândalo entre os fiéis de todo o mundo, não foi deposto de suas funções no Sínodo nem promovido a Arcebispo de Mossul.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.