A possessão pelo Demônio é a possessão pelo Zeitgeist

/
7 Comentários
Pior que a possessão pelo espírito demoníaco é a possessão pelo Espírito dos Tempos, o Zeitgeist, que são as bobagens influentes de uma época.

Vejam o que um tolo escreveu:


"Em tempos tao carentes de caridade, de respeito ao próximo, de amar como Jesus amou... "
Ui, ui, ui, que cuti-cuti.
Amar como Jesus amou... E exorcizar como Jesus exorcizou, já que amava aos possessos também...

"ver um religioso falando de possessão demoníaca... "


Jesus então era um religioso de quinta, porque ele não só falou do Demônio como colocou ele para correr. E não só ele, mas os diversos doutores da Igreja e papa que se debruçaram no assunto. São Pedro, este apóstolo de quinta, disse que o Demônio rondava a Igreja procurando a quem devorar. São Tomás de Aquino deve ser um religioso de quinta por dedicar tanto da Summa para falar sobre demônios. O papa Leão XIII, que incluiu o pequeno exorcismo de São Miguel no ordinário da missa, devia ser um bispo de quinta talvez, e um papa de vigésima-quinta. O quarto Concílio lateranense, com todos os bispos da Igreja reunidos, foi um concílio de quinta por ensinar: "De fato, o Diabo e os outros demónios foram por Deus criados naturalmente bons; mas eles, por si, é que se fizeram maus"

" o demônio sente na pele". Antropomorfismo de quinta... 
Eu respondo que na verdade isso foi o ENSINO FUNDAMENTAL DE QUINTA de quem escreveu, que não sabe a diferença entre sentido figurado e sentido literal. É evidente que um espírito não tem corpo e muito menos pele, ora bolas, "sentir na pele" é uma expressão assim como "saber de cabeça" ou "apertar o coração".

Tenho muita pela da confusão mental na cabeça de quem escreveu uma tolice destas.

"se esse assunto fosse tratado assim pela Igreja porque então nao vemos mais exorcistas, mais debates sobre."

E vemos! A Igreja durante 2000 anos se debruçou no tema da ação diabólica no mundo e nas pessoas. Só mesmo um completo ignorante pode falar isso. Apóstolos, santos, papas, doutores comentaram e testemunharam. Leão XIII, um papa que viveu a pouco mais de 100 anos atrás fez a mais completa e abrangente oração de exorcismo até hoje.

E como não é discutido? O exorcista padre Gabriel Amorth escreve best-sellers atrás de best-sellers sobre o tema. O padre Fortea, outro exorcista famoso, volta e meia dá entrevistas e escreve. Até o já folclórico Padre Quevedo comenta sobre exorcismo e parapsicologia em programas de TV. O Padre Paulo Ricardo, esse expoente magnífico do clero brasileiro, em seu site tem dado um curso muito abrangente de Demonologia

Ironicamente o tema do Exorcismo voltou a ficar famoso na cultura popular por conta do paganizado e comunistizado Hollywood, com os famosos "O Exorcista", "O bebê de Rosemary", "O Exorcismo de Emily Rose", "Constantine" e recentemente o excelente "The Conjuring" (a Invocação).

"E porque senão o demônio ouve? Ele deve ter ouvidos também não é?"


Aqui cabe um exorcismo:


SAI DESTE CORPO ESPÍRITO DE BURRO!



É óbvio que um espírito ouve. Não vou entrar nas sutilezas metafísicas de "depreensão de fatos por ato simples da vontade dos espíritos" porque até mesmo um ignorante que não sabe ler e escrever sabe que se Jesus e os discípulos comandavam aos demônios nos exorcismos dos evangelhos, é porque os cramulhões os ouviam. Não é nem questão de lógica, é questão de conhencer OS SANTOS EVANGELHOS. Além do mais, se os anjos ouvem nossas preces, se os santos, estas almas na glória, ouvem, porque os demônios não ouviriam?

"Em momento algum Jesus pediu para que seus discípulos pregassem sobre o inimigo, mas pediu: amai-vos uns aos outros assim como eu vos amei. "

Que besteira! Jesus não mandou que amassem e esquecessem todo o resto que ensinou. E quando ele mandou os discípulos saírem exorcisando, era o quê?

Voltaram alegres os setenta e dois discípulos dizendo: "Senhor, até os demônios se nos submetem em teu nome!" Jesus disse-lhes: "Vi Satanás cair do céu como um raio. Eis que vos dei poder para pisar serpentes, escorpiões e todo o poder do inimigo. Contudo, não vos alegreis porque os espíritos vos estão sujeitos, mas alegrai-vos de que os vossos nomes estejam escritos nos céus".

São Lucas 10,17-22
Mais uma vez, a luz de tão clara passagem evangélica, exorciso nosso comentarista:
SAI DESTE CORPO ESPÍRITO DE BURRO!




"E me desculpe anônimo das 12.04 esse artigo nao merece Parabéns. Retrocesso teologico pastoral.Isso e opinião sectaria de um religioso e nao a verdade da igreja."

Retrocesso só se for para as obras pastorais de Satã, a qual colaboras!  Negar a existência do demônio é HERESIA e negativa formal dos ensinamentos de Cristo e da Igreja. Para esta besta ver se aprende um pouco, copio aqui os ensinamentos da Igreja no Catecismo da Igreja católica. PEÇA PERDÃO A DEUS! VÁ SE CONFESSAR, VOCÊ ESTÁ EM PECADO!

391. Por detrás da opção de desobediência dos nossos primeiros pais, há uma voz sedutora, oposta a Deus (266), a qual, por inveja, os faz cair na morte (267). A Escritura e a Tradição da Igreja vêem neste ser um anjo decaído, chamado Satanás ou Diabo (268). Segundo o ensinamento da Igreja, ele foi primeiro um anjo bom, criado por Deus. «Diabolus enim et alii daemones a Deo quidem natura creati sunt boni, sed ipsi per se facti sunt mali – De facto, o Diabo e os outros demónios foram por Deus criados naturalmente bons; mas eles, por si, é que se fizeram maus» (269).

392. A Escritura fala dum pecado destes anjos (270). A queda consiste na livre opção destes espíritos criados, que radical e irrevogavelmente recusaram Deus e o seu Reino. Encontramos um reflexo desta rebelião nas palavras do tentador aos nossos primeiros pais: «Sereis como Deus» (Gn 3, 5). O Diabo é «pecador desde o princípio» (1 Jo 3, 8), «pai da mentira» (Jo 8, 44). 

393. É o caráter irrevogável da sua opção, e não uma falha da infinita misericórdia de Deus, que faz com que o pecado dos anjos não possa ser perdoado. «Não há arrependimento para eles depois da queda, tal como não há arrependimento para os homens depois da morte» (271). 

394. A Escritura atesta a influência nefasta daquele que Jesus chama «o assassino desde o princípio» (Jo 8, 44), e que chegou ao ponto de tentar desviar Jesus da missão recebida do Pai (272). «Foi para destruir as obras do Diabo que apareceu o Filho de Deus» (1 Jo 3, 8). Dessas obras, a mais grave em consequências foi a mentirosa sedução que induziu o homem a desobedecer a Deus.

395. No entanto, o poder de Satanás não é infinito. Satanás é uma simples criatura, poderosa pelo facto de ser puro espírito, mas, de qualquer modo, criatura: impotente para impedir a edificação do Reino de Deus. Embora Satanás exerça no mundo a sua acção, por ódio contra Deus e o seu reinado em Jesus Cristo, e embora a sua acção cause graves prejuízos – de natureza espiritual e indirectamente, também, de natureza física – a cada homem e à sociedade, essa acção é permitida pela divina Providência, que com força e suavidade dirige a história do homem e do mundo. A permissão divina da atividade diabólica é um grande mistério. Mas «nós sabemos que tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus» (Rm 8, 28).

Em resumo, quem não gostou de que eu ensine sobre o Demônio é porque não gosta do que ensina a Igreja. 


Você também pode gostar

7 comentários:

  1. Esse mesmo papa Leão XIII escreveu a rerum novarum e desde esta enciclica até o papa Francisco a igreja escreveu uma densa e extensa doutrina social da igreja. O que o senhor me diz dela frei?

    ResponderExcluir
  2. Caro frei... o senhor mistura exegese bíblica com dogmática. .. fez teologia por correspondência? Se publicas um artigo devias ser capaz de discuti-lo até mesmo para ter um efeito apologético. Mas seus argumentos sao tao mal colocados, sem lógica e sem conteúdo sustentável. Que pena. Achei que o senhor era capaz de um debate maduro. Cuidado. Por falar tanto em Demônio ele deve estar embotando sua mente.

    ResponderExcluir
  3. Quem nao sabe ler e escrever nao e ignorante; e analfabeto. E diferente.

    ResponderExcluir
  4. Padre Paulo Ricardo é tão confiável que esteve até afastado do uso de ordens pelo bispo de sua diocese. Entre os papagaios exorcistas o frei se esqueceu do falecido Rufus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sujeito que nega os Santos Evangelhos agora faz profissão de leadade a bispo maçon???

      Não, ele não este afastado. Isso mostra o seu rigor de fancaria.

      Excluir
  5. Caro Frei,

    Ontem eu li uma crítica ao Papa Francisco que lembra o tema deste seu post e do seu post anterior.

    Se conseguir ler em inglês (pode tambémo google translate se não), acesse:

    http://lasalettejourney.blogspot.com.br/2014/09/yes-holy-father-jesus-walks-with.html

    Abraço,
    Pedro Erik

    ResponderExcluir
  6. O QUE TEM APARECIDO NESSE SITE DE FORMADOS NO SEMINARIO DO ORDINARIO DOM FABIO DE MELO NÃO SÃO POUCOS!
    O seminário do ordinário Dom Fabio, tendo como seus auxiliares formadores da TL, são inúmeros e já têm muitos formados e atuando na "diversidade" religiosa, a começar desse elencado a que sr. frei fez menção por suas elucubrações teológicas, sendo que nesse seminario as questões concernentes ao diabo estão fora do currículo por ser desnecessário, dando relevância a outras abordagens mais atuais, pois agora doutrinam que estamos nos tempos da ternura, da compaixão, da brandura, da diversidade, de respeito ás outras religiões e o diabo há muito não mais preocupa; afinal, sua crença agora está mudada, fazendo parte da tese da "evolução dogmática", defendida pelo ordinario Dom Fabio de Mello.
    Dessa forma, deve-se ressaltar que o mencionado no post pelo sr. frei corresponde à tradicional doutrina da Igreja e, como no momento presente tudo é ao inverso, corresponde ao tipo de ensinamento ministrado nessa faculdade de teologia politicamente correta.
    Aliás, vi as fotos numa loja maçônica do provável ordinario que afastou Pe Paulo Ricardo de ordens, indo confraternizar-se com os irmãos-bodes...
    O tempora, o mores!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.