Não é triste estar triste

/
2 Comentários
Parem com este culto idólatra da felicidade! É OK estar triste de vez em quando, e grandes más notícias geram grandes tristezas mesmo. Não se sinta mal por estar mal, até os velhos salmistas diziam "minha alma está abatida". Patologia é estar deprimido a todo tempo, não de vez em quando. E não corram para tentar curar a tristeza como se fosse uma infecção ou dor de cabeça: encher a cara só trará ressaca, comer doces trará obesidade, tomar remédio dá efeitos psíquicos colaterais. Se ficar chateado "somatizasse" mesmo, teríamos um câncer por semana. Também não se puna com "a culpa é minha por ter escolhido estar triste", está ai algo que é mais fácil falar que fazer. Deus é um bom refrigério para a tristeza, mas não procurem a Deus como antidepressivo sobrenatural, a alegria divina é profunda demais para servir de pílula de alívio imediato.

Coisas ruins acontecem e nos abatem. Somos homens vulneráveis, não deuses olímpicos.

Apenas... se entristeça em seu silêncio... Ela passará.


Você também pode gostar

2 comentários:

  1. Há uma patologia que grassa no presente em todos os ambientes sob o nome de "quero ser feliz", mas os que aspiram e esse estado de "beatitude" ainda não se depararam que isso é inexistente nesse mundo em que oscilamos entre esse estado, o de transtornos e o de depressão, importando que esses 2 últimos não nos dominem; ou parece que muitos foram dopados, o mais certo, para que não percebessem que nas terra dos mortos ainda ambulantes isso é impossível; ao máximo, existirem momentos felizes, mesmo assim sujeitos a contratempos.
    As ideologias são as que mais propagam esse suposto estado de felicidade, apesar de entre os propagadores ideologistas dessa tal felicidade prosperarem e reinarem os ódios recíprocos
    Não seria melhor sermos mais objetivos e menos crédulos?.

    ResponderExcluir
  2. Belas e profundas palavras Frei!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.