Boa catequese fará boas missas

/
1 Comentários
Superestima-se muito o efeito catequético da liturgia. Esta catequese, em primeiro lugar, é função acessória, não essencial da liturgia. A missa é missa não para ensinar a presença real eucarística ao povo, mas por uma ordem divina, ela permaneceria fiel aos seus mandatos mesmo se - como em alguns ritos orientais - a consagracao fosse feita as ocultas dos olhos da assembléia. Uma das demonstrações da minha tese é que no santo ordinário da missa atual, as leituras da Escritura são mais amplas que no igualmente santo rito anterior: posso dizer com razoável certeza que os católicos não conhecem mais a Escritura por isso. Ou seja, esta função catequética da liturgia é um "bom de ter" mas não é um "deve ter". Boa catequese faz o povo compreender boas missas, infelizmente a recíproca não é verdadeira: boas missas, se as tivéssemos sempre, não compensariam a nossa má catequese. E digo com muita convicção que teríamos missas melhores com melhor formação de católicos...


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. HÁ UMA TENDENCIA DE SUPERVALORIZAR O ACESSORIO E SUBESTIMAR O ESSENCIAL!
    Lindas liturgias, emocionantes, cativantes e muito mais se não trouxerem no seu bojo como principal o conteúdo do conhecimento do essencial, poderão se esvaziarem por si mesmas e se prenderem mais ao exteriorismo, sem consequencias maiores, quem sabe mais atenderem aos sentimentalismos?.
    Ao contrario, uma ótima preparação catequética, ainda que as liturgias sejam mais pobres, serão melhor assimiladas do conteúdo imprescindível que traz consequências de mudanças de vida, serão muito mais valiosas que ao contrario acima.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.