A Fabulosa vitória da Alemanha quebra o feitiço bolivariano

/
3 Comentários
Nota do Frei: Somos tão tantalizados pela rivalidade com a Argentina no futebol que esquecemos onde somos irmãos dela, nas correntes bolivarianas. Pensando bem, ter perdido a Copa talvez seja mais ainda uma benção para a Argentina que para o Brasil. Quem sabe de fato em atenção ao pontífice Deus deu o melhor à pobre Argentina. 


***

Aluisio Amorim - A Seleção da Alemanha fez por merecer o título de tetra campeã. A Argentina dança seu tango fúnebre mergulhada num desastre econômico. Oxalá os argentinos tivessem tanta disposição para a seriedade, o trabalho e o respeito às instituições democráticas como têm para o futebol. E não tenham dúvida. Se a Argentina tivesse logrado a vitória esta seria utlizada politicamente pela camarilha de psicopatas que governa o país sob a direção da ridícula e picaresca bruxa bolivariana, à semelhança com o que ocorreria no Brasil, caso a tal "família Scolari" conseguisse o hexa.

A Argentina está falida e chegou a essa situação pela adoção das diretrizes emanadas dos Foro de São Paulo, a organização comunista fundada pelo Lula e Fidel Castro em 1990, cujo objetivo é destruir qualquer vestígio de democracia e transformar todos os países latino-americanos sem extensões do comunismo cubano. O descalabro econômico é uma das metas desses tarados ideológicos, porquanto com a inflação e a miséira é mais facil o domínio da população face às escassez de alimentos que inevitavelmente ocorre. 

Atualmente a Argentina, Venezuela, Bolívia e Equador são os países onde o processo de comunização cubana está mais adiantado. Uma as primeiras providências do regime kircherista - reparem que é tudo igual - foi dominar a Suprema Corte de Justiça e em seguida avançar contra a liberdade de Imprensa, assestando um duro golpe no grupo empresarial Clarín que, guardada as devidas proporções, se equipara à Rede Globo. E a Rede Globo sabe disso. Os filhos do falecido Roberto Marinho, o fundador da Globo, por isso optaram, à diferença do que ocorreu com o grupo Clarín que resiste, em submeter-se aos caprichos do bando de psicopatas que desgoverna o Brasil.

O negócio é tão nojento, mas tão nojento, que toda a programação da Rede Globo é uma bosta. Tanto é que o ridículo Galvão Bueno durante a narração do jogo Alemanha X Argentina, não conseguiu esconder essa estupidez que habita a mente da maioria dos brasileiros e demais latino-americanos, ou seja, a defesa do subdesenvolvimento, e o exercício do preconceito brutal contra países democráticos como a Alemanha.

Ninguém em sã consciência pode achar graça, se divertir e gritar vivas a Argentina, Brasil e seus homólogos latino-americanos, quando se sabe que a democracia e a liberdade em todos os países da América do Sul estão sendo destroçadas e que o fanatismo futebolístico é utilizado para obter dividendos políticos.

Por todos esses aspectos a vitória da fabulosa seleção alemã tem esse significado, por impedir que essa festa bonita que é a Copa do Mundo seja conspurcada pela peste comunista do Lula, da Dilma, do PT, da Cristina Kirchener; do tirante Nicolás Maduro, do psicopata desgraçado do Equador, do índio cocaleiro da Bolívia, do tarado tupamaro do Uruguai, que dissemina o uso das drogas, do idiota da Colômbia que indulta o terrorismo as FARC e dos histéricos que compõe a maioria da população latino-americana e que votam nesses tarados ideológicos, que vivem varejando em torno do poder em busca de caraminguás.

O povo latino-americano é profundamente tão idiota que chora nas arquibancadas dos estádios e exulta gente como Lula, Dilma, Cristina Krichner e seus sequazes.

Como já afirmei aqui a realização da Copa do Mundo no Brasil deveu-se a um fabuloso esquema do PT que dava como favas contadas a vitória do Brasil, algo que imunizaria 12 anos de patifarias e roubalheiras do PT, sob a direção de Lula, o chefão do Foro de São Paulo, o presidente de honra desse banquete de abutres que tipifica o petismo no poder.

Igualmente, se a seleção argentina vencesse a Copa isso seria como uma bênção para o desgoverno da bruxa bolivariana Cristina Kirchner, comandante desse Titanic desgovernado. Repito: a Argentina está falida e mais uma vez aplica um fabuloso calote.

Por tudo isso, vejo com alívio que esta Copa do Mundo terminou. A derrota das seleções latino-americanas, com destaque para Brasil e Argentina, soa como uma dádiva e, mais do que isso, como a quebra de um feitiço. Oxalá eu esteja certo.


Você também pode gostar

3 comentários:

  1. NEM IMAGINO O QUE A BOLCHEVIQUE CRISTINA APRONTARIA EM CIMA DE UMA VITORIA!
    A DAQUI ENTÃO, TERIA SIDO GRAÇAS A ELA E AO PT!
    Sendo ambos povos em grande parte idólatras pela desmedida paixão ao deus futebol - a vida e a eternidade desses se encontrariam nas mãos dele - ficariam completamente narcotizados pelo fato e, um ou outro governo, próximo a eleições, quem sabe, conseguiria até se reeleger sem grandes dificuldades.
    As vaias a Dilma no Itaquera no inicio e se repetiram, seriam esquecidas se a Seleção conseguisse o hexa, estaríamos borrados, pois o PT bombardearia dia e noite na simbiose de: PT/Copa/Seleção/Governo/Povo vitorioso, sempre; até Dilma apareceria sempre toda entusiasta, orgulhosa, vaidosa e hilariante nas tvs entronizando seu PT!
    Mas, a bandeira vermelha do martelo e foice estaria escondida; seria apresentada em lugar da outra, na hora certa...
    E as vaias iniciais seriam esquecidas ou atribuídas a alguns reacionários, invejosos que teriam que pagar pelos seus crimes, não duvidaria, dos que fossem apanhados!
    Parece provir de Deus a compaixão por dois povos com as derrotas, mais se pareceriam apostasiados, trocando o reino de Deus pelo do materialismo, a níveis piores que os de missões de povos pagãos! .
    Vi uma nota que o Cardeal Hummes coordena um retiro lá em BH para 60 sacerdotes arquidiocesanos...

    ResponderExcluir
  2. Só não concordei foi com uma frase nesta matéria que é a seguinte:

    " Tanto é que o ridículo Galvão Bueno durante a narração do jogo Alemanha X Argentina, não conseguiu esconder essa estupidez que habita a mente da maioria dos brasileiros e demais latino-americanos, ou seja, a defesa do subdesenvolvimento, e o exercício do preconceito brutal contra países democráticos como a Alemanha."

    Bobagem, o Chatão Bueno, ops, Galvão Bueno assim como a maioria do povo brasileiro, não escondeu em nada a sua torcida contra a seleção da Argentina, tive até pena da seleção e do povo argentino, e não daquele governo nojento que eles tem lá, que ele lá como ká , são péssimo em escolher seus representantes políticos, porém, eu vi que o jogo de encerramento da copa não foi a Argentina x Alemanha, mas foi a Argentina x o Mundo, porque todos torciam para a Alemanha e ninguém para a Argentina. Porém concordo com a matéria, foi muito melhor ver o Brasil e a Argentina perder a copa, pois agora, talvez, o povo de ambos os países acordem e ponham para correr este malditos comunas que se apossaram do poder políticos destas nações e não querem mais largar o osso. Torcerei para o Brasil e a Argentina o dia que ambos os povos colocarem para correr estes governos comunas, se assim não fizerem, continuarei a torcer para seleções de outros países o qual mesmo que nestes países a imoralidade corre a solta e legalmente como na Holanda, porém, o povo lá pelo menos tem o direito de se manifestar, enquanto que aqui no Brasil e na Argentina e nos demais países dirigidos por estes comunas safados, talvez nem isto poderemos fazer daqui alguns anos caso ele ainda continuem no poder.

    Anonimo Sidnei.

    ResponderExcluir
  3. Frei Rojão, ótima essa paródia no Youtube do garotinho. Mas fiquei na dúvida, é a mesma voz no filme e na paródia? Quem é o dublador?

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.