O Segundo Anticristo, o Falso Profeta

/
3 Comentários
Apocalipse, capítulo XIII
Às vésperas de Pentecostes, e a luz da presença do Santo Padre numa celebração carismática,fui impelido a escrever sobre truques e heteropráxis que podem surgir neste tipo de corrente. O tema é extenso e não tenho a pretensão de esgotá-lo. Sim, preferiria aqui falar da excelente Dominum et Vivificantem, acredito que um dos melhores textos modernos sobre o Espírito Santo (fica a dica para os leitores).

Observem os leitores que no Apocalipse não há apenas um anticristo, mas dois anticristos (ou duas bestas/feras do Apocalipse). O primeiro é "o" Anticristo mesmo, a paródia demoníaca do Filho, a Besta do Apocalipse por definição, a que tinha corpo de dragão, sete cabeças e dez chifres, e sobre os chifres o nome da blasfêmia (cf Ap 13). 

Prosseguindo o texto no mesmo capítulo, veremos uma segunda besta, aquela que tem corpo de cordeiro mas fala como dragão, e que sendo mais discreta no corpo monstruoso seduz os reis da terra e faz a primeira Besta executar prodígios. Este é o Segundo Anticristo, a paródia do Espírito Santo. 

Ou seja, o grande Apóstolo, ao descrever o final dos tempos, faz questão de nos alertar que o Mal não só se traveste de Cristo, mas se traveste de Espírito Santo também. Fica o alerta. Porque enquanto é fácil identificar os falsos Cristos, pela sua monstruosidade (sete cabeças e dez chifres) é mais difícil identificar o falso Espírito Santo, pois ele tem corpo de cordeiro. A solução é prestar atenção na fala. Se este Espírito fala feito o Dragão, então é o Anti-Espírito Santo, é o segundo Anticristo, é o Espírito das Trevas. 

Atenção aos discursos! Atenção aos discursos! Cordeiro, o falso profeta se parece mesmo. Mas atenção ao seu discurso! E como disse o mesmo São João nas suas cartas, aquele que nega que Jesus é o Senhor, eis o Anticristo!  Eis o Anticristo e eis o falso profeta.


Você também pode gostar

3 comentários:

  1. O SEGUNDO ANTI CRISTO É O ATUAL!
    Um sonho de S João Bosco reflete nossos tempos: viu a Igreja representada por um grande navio que estava sob grande ataque:
    "Os navios inimigos atacam com tudo o que eles têm: bombas, canhões, armas de fogo, e também livros e panfletos são jogados no navio do Papa".
    Seriam: folhetos de seitas, a mídia globalista anti Cristo e sendo sua parodia a TL, ou seja, a Igreja seria inundada com um dilúvio de falsos profetas, como os Fabios de Melo, van Balen, apostasia generalizada - crescimento de partidos comunistas - imoralidade geral, seitas aos milhares, RCCs "auês" e outros infiltrados na Igreja, que não são poucos, além dos tradicionais perseguidores dentro de sua alta hierarquia, provindo dos maçons, comunistas e protestantes.
    Outros anti Cristo representam as ideologias, como as comunistas, ao travestirem-se de algo que não são, para os quais o básico é rejeitar a Deus, seus Mandamentos, perseguir sua Igreja católica; o resto deixe com eles pois solucionarão tudo mais, arrastando atrás de si imensas multidões, podendo ser os que farão prodígios - mas, são muito bem maquinados truques, imperceptíveis chantagens por detrás de milagres e portentos (Medjugorje?), sob o nano tecnológico, e já disporiam de um esquema, ao se falar numa língua, todos entenderiam em seus próprios idiomas...
    Sobre a marca na mão direita e na testa, seria sempre um boicote aos cristãos - impedir acesso a cargos, exclusão social, demissões de empregos, desterro etc. - por parte do anti-Cristo de todas as épocas; e isso oficialmente se confirmará se vier o uso dos chips na mão ou a marca na testa ou similares.
    Assim, o antiCristo, além de inverter e excluir tudo que for de Jesus Cristo, apoia o aborto, exalta o homossexualismo, critica aIgreja como discriminadora e impedidora da liberdade e muitos mais, podendo incluir o intenso movimento de "sedevacantistas" ou acérrimos críticos do Vaticano II - como o Fratresinunum - tratando de S João XXIII adiante sejam "anti-papas" ou os responsáveis pelos atuais descalabros que assolam a Igreja e provieram do Vaticano II, como a gênese da TL, dos problemas litúrgicos etc.
    Os argumentos são falsos, equívocos de interpretações errôneas do Vaticano II, como se o catolicismo de hoje fosse uma "falsa Igreja".
    Bem lembrado por ser "Às Vésperas de Pentecostes"!


    .-

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.youtube.com/watch?v=C5WWDuromDA

      Excluir
  2. Frei acho que você exagera nas críticas contra a RCC, pois se é certo que a RCC gosta de se gabar de possuir só ela o Espírito Santo, porém papas como João Paulo II a apoiaram e também é bom que a Igreja se abra para os dons espirituais, pois no início da Igreja havia tal abertura. A questão toda é o pessoal carismático buscar os melhores dons como o dom de profetizar e o dom de amar.

    ABRAÇOS!


    JOÃO EMILIANO MARTINS NETO

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.