Coragem é ser conservador cristão!

/
1 Comentários
Rodrigo Constantino, trecho - A esquerda fala muito em diversidade e defesa das minorias. Mas, no fundo, preza a uniformidade politicamente correta e ignora certas minorias, como a dos conservadores em determinados ambientes profissionais. Não é nada fácil se assumir conservador em alguns meios, podendo atrair para si forte preconceito e um alto custo na carreira. Em Esquerda Caviar, escrevi:

Thomas Sowell alfinetou: "Da próxima vez que alguns acadêmicos te falarem o quão importante é a diversidade, pergunte quantos Republicanos existem no seu departamento de sociologia". Uma pesquisa realizada em 2005, apenas para efeito de ilustração, mostrou que 72% dos professores universitários americanos se consideravam de esquerda, e apenas 15% se descreviam como conservadores. O filósofo Pondé também provocou essa postura esquerdista "isenta" de preconceitos:

Hoje em dia, num mundo em que todo o mundo diz que não tem preconceito, o único preconceito aceito pelos inteligentinhos é contra a igreja: opressora, machista, medieval…

Em Hollywood, por exemplo, nenhum gay precisa de coragem para sair do armário. Eles já saíram há muito tempo, e tomaram conta do show. Já um conservador… Precisa-se de muita coragem para se assumir um conservador por lá. Eleitor do Partido Republicano, então, nem se fala. Religioso cristão ainda por cima? Aí tem de ser macho de verdade, pois corre o risco de total ostracismo e até de boicote na carreira, como mostra James Hirsen em Tales From the Left Coast. São vários casos relatados.

Mel Gibson foi um que sofreu na pele esse preconceito quando resolveu produzir o filme A paixão de Cristo. Até seu pai de 85 anos seria investigado pela patrulha, que só tolera uma opinião sobre o tema: aquela pejorativa, que retrata a crença cristã como algo ultrapassado. O ator James Caviezel, que interpretou Cristo e estava em meteórica ascensão na carreira, foi colocado na geladeira e não conseguiu mais papéis de muito destaque. É o preço por resolver adotar ao pé da letra a ideia de "diversidade", defendida pela esquerda. (... o artigo continua, mas o melhor estava até aqui


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. OS COMUNISTAS ENTENDEM DE LAVAGEM CEREBRAL!
    Ser conservador ou de direita significa apoiar ditaduras? Significa apoiar golpes militares?
    Vejamos o caso de líderes comunistas do Camboja julgados e a imprensa brasileira reduzindo a importância do caso a uma noticiazinha sem grande importância, porquê?
    Durante alguns anos a direita, o conservadorismo e até o liberalismo têm sido associados à defesa de ditaduras, a defesa de um golpe militar. Isso foi um estigma eficazmente implantado pela esquerda, mas está exaustivamente comprovado que a esquerda é que na verdade implantou e ainda deseja implantar ditaduras comunistas em vários locais do planeta, sendo Cuba, Coreia, China e Vietnam são grandes evidências disso, sob o esquema de sempre: "chame os outros do que v é e acuse os outros do que v faz", instrução de Lênin.
    Quem assistiu ao filme “Os gritos do silencio”, que originalmente se chama “Os campos da morte” certamente teve uma boa visão do processo destrutivo que ocorre durante a implantação de uma ditadura comunista; é um filme passado com cenas muito fortes, e os depósitos de crânios dos assassinados são em milhões, pelos que estavam lutando pela implantação da "democracia" no Cambodja - a mesma da cantilena do PT.
    Para esses psicopatas só está correto quem recusa o cristianismo, máxime a Igreja católica e se associa ao relativismo atual do "politicamente correto"; apenas os outros são preconceituosos, jamais eles!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.