Sábado santo: A mais desoladora das noites...

/
1 Comentários

Não há noite mais desoladora que o sábado de Aleluia, a vigília pascal. Vamos  nos pôr no lugar dos Apóstolos, Jesus morreu de maneira humilhante, fracassada, esmagada, como um exemplo terrível contra quem ousasse ir contra a heterodoxia dos poderosos do momento... Ó noite das frustrações, sábado santo! Ó noite das dúvidas! Ó noite da fé bestificada, vacilante, tristonha e que se pergunta: o que deu errado? Por que caímos numa ilusão? Como aquele Jesus, profeta poderoso em palavras e ações, pôde ter sido derrotado desta forma???
Nós já sabemos o final feliz. Mas se ponham na pele dos Apóstolos hoje! Ó mais cruel e desoladora das noites!


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Imaginemos os apóstolos em particular naquele tempo ainda não suficientemente entendidos do que posteriormente adviria à morte de Jesus; pelo que lhes parece, estava tudo acabado, fôra uma um sonho fantástico todos os acontecimento de viram por suas mãos, pois nada mais restou senão uma frustração geral.
    Faço exceção a N Senhora que ficou silente a esse tempo em meio ao desaponto geral, pois intuía em si que no desenrolar dessa situação acreditava na força de Deus e que agiria na ocasião propicia; afinal, seus caminhos jamais são os nossos dos imediatismos.
    Se não contemplarmos esse silêncio - apesar de termos ciência de Sua Ressurreição - é porque ainda não mergulhamos no mistério do Amor compassivo, podendo negar a Deus o que de mais humano há em nós: o poder ser e fazer comunidade compassiva e solidária, compartilhando a dor e o luto desse tempo até que no momento propicio Ele se nos manifeste de novo..

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.