Os cardeais podem não ser espertos por serem santos, mas certamente são espertos por serem velhos...

/
5 Comentários
Aqui para vocês, ó!
As besteiras que a Veja conta, olhem que pérola de frase bucéfala achei: "A nomeação de Bertone é tida pela banda boa da Igreja como um dos maiores enganos cometidos por Bento XVI." (SIC)

Banda "Boa" ??? Pressupõe a banda má. (A banda má deve ser o Rosa de Saron então...) Que há uma banda má na Igreja eu sei, afinal, quem escreveria na Adital se só houvesse a banda boa??? Quem aprovaria os projetos esquerdopatas para financiar com o dinheiro da coleta da Campanha da Fraternidade??? Quem faria o Grito dos Excluídos para defender os bem nutridos do governo??? Quem escreveria cartas de apoio endossando a abortista Dilma Rousseff??? Que há a banda má na Igreja sabemos, e o Inferno conhece intimamente a banda má. 

Romance vaticano barato
Mas a Veja falar em "banda boa" assim de graça... Francamente! Que falta de respeito! A Veja tem muitos méritos por ser um dos poucos veículos que não dobrou a espinha ao Baal petista, mas tem ainda os cacoetes mentais anticatólicos da imprensa brasileira.

Em tempo, não acho o Bertone o bicho-papão que se falava dele. Assim como foi criada a lenda do humilíssimo Francisco, foi criada a lenda do maquiavelíssimo Bertone. Assim como a do liberalíssimo Marini, do poderosíssimo Maradiaga, até dos papabili Scola e Scherer. Ah, meus amigos, os cardeais não são tão planos e simplórios assim, podem não serem espertos por serem santos, mas certamente são espertos por serem velhos... Estes tolos da imprensa fizeram um romance pobre a moda de Dan Brown, incapazes de entender a sutileza prosaica da política vaticana, que no fundo é uma antipolítica...


Você também pode gostar

5 comentários:

  1. Uma é certa; pelo que tenho notado até então, os jornalistas, em termos de consciência e redação católicas não deficientes, escrevem cada asneira, receberiam medíocre formação acadêmica nesse sentido, apesar de darem uma de entendidos de Igreja Católica..
    Umas das provas é que nos festejos de igrejocas apreciadoras de se passarem por católicas, como a igreja católica brasileira, nas festas que promovem de S Edwiges, ou mesmo S Judas Tadeu nunca distinguem tais festividades de coincidirem com as datas católicas romanas, e eles, nos locais de suas coberturas, não fazem a devida distinção dessa igreja que simularia ser a mesma católica romana, sendo um dos erros crassos deles.
    Isso não é um "privilegio" da Veja; bazófias desses tamanhos são quase gerais!

    ResponderExcluir
  2. http://fratresinunum.com/2014/04/23/telefonema-do-papa-reacende-debate-sobre-comunhao-para-divorciados-recasados/

    ResponderExcluir
  3. http://fratresinunum.com/2014/04/24/entre-desmentidos-que-nao-desmentem-e-esclarecimentos-que-nao-esclarecem/

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.