Homem primata, capitalismo selvagem, ô ô ô...

/
3 Comentários
Capitalismo Liberal só existiu em posters soviéticos
(Colagem de artigos meus diversos no facebook - Vale a pena também reler meu antigo artigo - Não transformem economia no novo geocentrismo)

Cavalheiros, não percam tempo discutindo a moralidade do capitalismo selvagem e liberal! Não existe capitalismo selvagem e liberal no mundo. É uma construção teórica. Só existe como espantalho na boca dos esquerdistas. Mesmo entre os economistas, a intervenção estatal keynesiana é já parte da "ortodoxia" de qualquer pais ocidental. É verdade que a diferença entre o remédio e o veneno é apenas a dose, mas estamos de tal forma dominados pelo câncer da estatolatria esquerdista que o liberalismo é remédio, e mesmo largas doses dele antes é cara e rara quimioterapia que imoralidade.

Discutir a moralidade do capitalismo liberal hoje em dia tem a mesma utilidade de discutir os perigos da obesidade entre os famélicos do Sudão e do Centro da África. Ou os perigos das enchentes para os habitantes do Saara. 

Quem discute moralidade de empréstimos deveria ler em conta o fator multiplicador bancário. Nenhuma discussão sobre moralidade dos juros é sólida em levar em conta esta tecnicidade economica: O banco gera moeda de maneira indireta emprestando o dinheiro que não tem, o que leva ao bem comum e merece ter este risco premiado.

Quanto à doutrina social de Leão XIII não me parece que tenha sido desenvolvida ao ponto de oferecer - e nenhum texto de Leão XIII autoriza a concluir isto - um sistema economico moralmente valido. Mesmo o "distributivismo" nao deixa de ser uma vertente do capitalismo e não podemos ignorar os alertas dos economistas da escola liberal de como o distributivismo poderia ser capturado e cooptado pelo socialismo. A moeda tem a efígie de César, dai a César o que é de César. Eis um dos muitos assuntos que impera a liberdade de ação dos leigos (salvo os sistemas doutrinariamente amorais, como o comunismo). Ai está um belo campo de ação para os leigos, conforme diz o catecismo.



Antônio Salieri, Magnífico Maestro
Ai alguém dirá com má fé: "Quer dizer então que Mises é infalível???". Se estiver de bom humor digo: "A única escola austríaca que sou fã incondicional é a escola do Maestro Antonio Salieri, o professor de Beethoven e colega de Mozart, ouviram???". Porém me preocupa ver gente que se diz católica (porque suspeito serem agentes russificantes a favor do bloco sino-russo) atacando o economista Ludwig Mises como se fosse um novo Lênin (aliás, queria ver estes atacando Lenin, nunca vi, que curioso!!!). Eu não preciso pertencer ao "discipulado" de ninguém para ouvir uma verdade. Se Maomé disser algo correto, deixarei de considerara a validade porque foi Maomé?

O que não quer dizer que também não fique irritado com quem acha que Mises tem a solução para tudo, até unha encravada. A diferença entre o remédio e o veneno é apenas a dose...

Preocupa-me um pouco - não que seja o caso do artigo - a tendência "islamizante" que vejo naqueles que desejam usar a doutrina social da Igreja para proporem uma forma da sociedade se organizar economica e politicamente, o que não deixa de ser análogo às pretensões da TdL. Nem JC tinha esta pretensão (vide o episódio da moeda e da divisao da herança entre irmaos) nem Leão 13. O que trago do núcleo da doutrina de L13 é que homens bons terão decisões morais e honestas em seus negócios. Eis o que penso.

Enfim, é um saco de gatos isto, porque sempre surge um garoto - cuja certeza é inversamente proporcional à idade - brandindo a Rerum Novarum com o fervor de um dervixe em transe te chamando de herege "em matéria econômica" (como se houvesse alguma!!!).


 ***

NO mais, Sou obrigado a ter uma politica draconiana com os comentários no facebook. Não quero "acidentes" com a página sumindo ou sendo banida. Além do mais, aos ataques "ad hominem" o silêncio é a melhor resposta. 


Você também pode gostar

3 comentários:

  1. UMA MENTIRA SEMPRE INSISTIDA, COM O TEMPO TORNA-SE VERDADE - Lênin
    É o caso do carniceiro Fidel Castro ante revolução insistindo com os cubanos que se aliassem a ele para derrubar os capitalistas opressores dos trabalhadores.
    Eles caíram no golpe, hoje estão muito piores que no tempo de Fulgencio Batista por os adentrarem ao poder e não terem planos de governo, apenas de poder, presos, sem comida, carcomidos pela opressão e, por enquanto, sem saída à vista, sob o esquema de Lênin: O ESTADO É A ARMA DE REPRESSÃO DE UNS SOBRE OS OUTROS.
    O comunismo com suas falácias econômicas - confira Dilma - e uma praga de gafanhotos difere apenas no tempo de destruição de uma nação, mas o resultado final será o mesmo, além daquele entregar as almas dos seus submissos ao deus Alá!.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele foi nesse caso acima um genial economista, filósofo e grande defensor da liberdade econômica como suporte básico da liberdade individual, é um dos fatores de desenvolvimento pessoal e nacional.
      Demonstrou que a Rússia sob o regime soviético com que todas as pessoas concordam é: que a qualidade de vida desse povo ser muito inferior que a do país no pais que é universalmente ainda considerado como o paradigma do capitalismo, os Estados Unidos; os antigos países satélites soviéticos, muitos piores.
      Se fôssemos considerar o regime soviético um experimento científico, poderíamos dizer que tal demonstrou claramente a superioridade do capitalismo e a inferioridade do socialismo, comprovando-o como exemplos as miserabilíssimas Cuba e Coreia do Norte: indigencia, opressão, chantagens, destruição e morte; previa do inferno na terra.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.