Dois alertas interessantes sobre as eleições

/
1 Comentários





Publico dois, na verdade três, interessantíssimos alertas sobre a eleição. 
E como tenho escrito no capítulo V da Política Eclesiástica para Conservadores, saber lidar com o jogo político com seus aliados é fundamental.


***

Rodrigo Constantino - Tenho reparado que muitos leitores endossam uma tese que considero esdrúxula, e desconfio até que seja criação de algum petista: a de que devemos, nós antipetistas, torcer pela reeleição de Dilma, pois vem chumbo grosso aí e seria melhor que o abacaxi ficasse para ser digerido pelo próprio PT. Se uma bomba econômica está prestes a estourar, então é melhor que estoure no colo do PT, diz o raciocínio.

Não caiam nessa! É muita ingenuidade. É fruto de uma confusão muito comum: a de que a economia e a política andam pari passu. Essa crença foi resumida por aquela frase do assessor de Clinton: é a economia, estúpido! Isso pode até ser parcialmente verdadeiro em países mais desenvolvidos, como os Estados Unidos, com sólidas instituições republicanas.

Mas é temerário crer que basta uma crise econômica para tirar bolivarianos do poder na América Latina. Não aprenderam nada com a Venezuela e a Argentina? Querem mais caos social e econômico do que inflação fora de controle e prateleiras vazias? E por acaso isso derrubou Maduro ou Kirchner?

O fato: o PT vem aparelhando a máquina estatal como nunca se viu antes neste país. Já tem até petista infiltrado no STF! Domina ONGs, fundos de pensão, estatais, agências reguladoras, sindicatos, parte da imprensa, enfim, estendeu seus tentáculos vermelhos e pegajosos por todo lugar.

Mais quatro anos de PT no poder significa mais tempo e recursos para o avanço desse aparelhamento partidário. O projeto bolivariano do partido venceria mais alguns obstáculos, haveria nova tentativa de domínio da imprensa (que eles chamam de "controle social"), o STF pode acabar mais vermelho ainda, e por aí vai. Alguém quer mesmo bancar o risco?

O argumento assim vai: o PT plantou as sementes da próxima crise econômica, jogou muita coisa para baixo do tapete, e em 2015 ou no mais tardar 2016 o Brasil vai experimentar uma grave recessão. Se o próprio PT estiver no poder, o povo vai se dar conta de que é culpa sua, e ficaremos livres dos petistas por um longo período. Já se for outro partido no poder, como o PSDB, ele será responsabilizado pelo sofrimento e o PT retorna com força total.

Não compro isso mesmo! Não vou negar que exista a possibilidade de acontecer algo nessa direção. Mas considero absurdo torcer pela vitória do PT somente por esse risco hipotético, quando o risco muito maior, mais palpável, concreto, é de o Brasil caminhar a passos largos rumo ao modelo argentino com a reeleição de Dilma.

Nesse caso, como podemos ver, não há crise econômica que derrube facilmente o governo, pois a política já foi toda dominada. Nem sempre é a economia, estúpido! Especialmente abaixo da linha do Equador. Portanto, todas as forças daqueles que prezam a liberdade devem se voltar contra a reeleição do PT neste ano.

E isso, vale lembrar, inclui rejeitar o voto nulo, aquele que dá o conforto da consciência, mas que na prática significa exatamente escolher o PT. Acorda, Brasil!

***


Blog do Coronel Vivemos em plena democracia. Estamos perdendo o que perdemos no voto. Lá no Congresso Nacional. Por um motivo muito simples: temos 102 deputados de oposição, em 513 que compõe a Câmara dos Deputados. Para vencer qualquer embate como, por exemplo, conseguir implantar uma CPI da Petrobras, são necessários 257 votos. Metade mais um. Faltam, assim, 155 votos que precisam sair da base do governo. Entenderam? 

Gente mal informada, que só ajuda o PT, vive bradando que não temos oposição no Brasil. Temos. E das boas, pois mesmo minoritária, esta oposição impede uma série de projetos que atentam contra a liberdade de ir e vir, a liberdade de informação, a liberdade de opinião. É pouco? Não, senhores, é muito. Respeitem a oposição. Apóiem a oposição. Parem de dizer bobagens contra ela. O único canal que existe é no Congresso Nacional. Ou nas ruas, como vemos em junho e julho passados. Não como querem fazer amanhã, com uma marcha provocativa, anti-democrática e radical, que só prejudica a oposição.

Cobram que Aécio Neves deveria ser mais agressivo. Querem o quê? Que ele ataque o "blocão" quando para aprovar qualquer coisa precisa negociar com eles e buscar 155 votos para uma CPI? Na democracia é assim mesmo. A maioria vence. A minoria negocia ou não sai do lugar. Como mudar isso? Escabelando-se de tanto xingar a oposição nas redes sociais? Revoltando-se contra quem passa o dia inteiro lutando para manter a nossa frágil democracia? Ou querem uma ditadura de esquerda? Ou de direita? Este blog quer o Brasil vivendo em pleno Estado de Direito. Chega de burrice! Em vez de atacar a oposição, vão correr atrás de votos. Vão eleger mais deputados. Vão trabalhar para retomar o poder. Ou calem-se e parem de dizer bobagens.

Eleições 2014, a metáfora
Não estamos sob ameaça alguma de comunismo no país. Se não estamos é porque temos uma minoria de deputados e senadores capazes de mobilizar a opinião pública contra qualquer golpe, formando maiorias de ocasião. Chega de teorias estúpidas de conspiração. O PT está no poder porque distribui dinheiro aos pobres. E não porque é de esquerda ou coisa que o valha. O PT está no poder porque arregimentou os apoios mais fisiológicos com o mensalão, o toma-lá-cá-cá, a farta distribuição de benesses, a corrupção desenfreada. Enquanto o PT pensa em vencer a próxima eleição, tem gente que passa o dia atacando a oposição. É hora de arregaçar as mangas e trabalhar para tirar o PT do poder. Não com marchas ridículas e pitis nas redes sociais. Indo para a rua, indo fazer campanha, indo pedir voto. Assim é na democracia. 

Frei aqui: Achei do que muito que ia acima deveria ser compreendido "com um grão de sal", mas o coronel mais tarde escreveu um adendo excelente:

Coronel - 1. Em nenhum momento escrevi é que os manifestantes desta ridícula Marcha da Família não tenham direito de sair às ruas. O que escrevi que os organizadores formam um bando de imbecis que vão conseguir, no máximo, dar discurso para a esquerda atacar o fanatismo e o radicalismo de uma direita que de direita não tem nada. São apenas radicais pregando contra a democracia. Não existe nada que justifique intervenção militar no Brasil de hoje. É golpe.

2. Fernando Henrique Cardoso disse, em seu pronunciamento ao UOL, que 1964 ocorreu dentro de um contexto de guerra fria. E que este cenário não existe hoje. Está coberto de razão. FHC teve erros, mas é uma figura a quem devemos reverenciar pelos acertos. Sua explicação para o tratamento dispensado ao Lula é muito clara: provar ao país que não haveria ruptura institucional, como de fato não houve. Perdemos para eles no voto. Vamos recuperar o poder no voto.

3. Alguns aí tem visitado a área de comentários para dar aulinhas ao blogueiro, achando que, por terem lido Olavo de Carvalho, são os donos da verdade, são os mais sabidos, são os iluminados. Existe o Foro de São Paulo sim. O nosso problema não é que ele exista. Eles podem existir assim como existe a Marcha dos Imbecis. O nosso problema é que o governo do PT participa dele. Como resolver?  Tirando este governo e colocando outro no lugar. Ou alguém acha que as FFAA vão botar os tanques nas ruas para derrotar a enorme ameaça comunista que paira sobre o Brasil? Deixem de ser ridículos! 

4. A oposição e este blog tem criticado o que está acontecendo naquele paiseco sem nenhuma importância no mundo chamado Venezuela. Da mesma forma como registra o que acontece naquela latrina chamada Cuba, um lugarejo que tem qualquer efeito em nossas vidas. O que devemos nos preocupar e cobrar é que o nosso dinheiro não seja transferido para estas pocilgas por estes corruptos que estão no poder. Tanto a oposição quanto este blog têm feito isso.

5. Por fim, o facebook do Blog do Coronel foi denunciado e tirado do ar. Na investigação que realizei, identifiquei que foi gente que se diz de direita, incomodada com as críticas feitas aqui à Marcha dos Imbecis. Se a esquerda nunca me calou, não serão estes alucinados que o farão.

Nota do Frei: Quanto à última, penso ser verdadeira. Há gente jogando contra. Tenho meus suspeitos...

E para terminar, com uma frasezinha excelente que vi há pouco no blog do Reinaldo Azevedo: 

"Idiotas falam e dizem idiotices e, por óbvio, isso faz deles o que são: idiotas. Se fizessem e dissessem as coisas que fazia e dizia Schopenhauer, então Schopenhauer seriam. É evidente!"



Você também pode gostar

Um comentário:

  1. OS COMUNISTAS SÃO APÁTRIDAS!
    O câncer maligno que ora atinge o Brasil e que tem demonstrado forte poder neoplásico é o martelo da destruição e a foice da morte, o PT. Que fazer? Dar um jeito de tirar esses corruptos e corruptores do poder em outubro, sem falta, nas próximas eleições e não permitirmos que esses agentes de Satã fiquem nos governando, por meio de uma corrente-prá-frente, instruindo os vizinhos, amigos e os outros de jamais votarem no PT; aliás, é um ato de caridade para com os mais frágeis por serem as maiores vítimas desses adeptos das teorias dos sanguinários comunistas.
    Sempre insisto: os eleitores do PT têm plena culpa do que está acontecendo por aí: mensalões, perseguição à Igreja, desvios de dinheiro para Cuba e mais países da África, perversão infanto-juvenil, infernizando a sociedade por meio das malditas lutas de classes e muitas outras ações demoníacas - v, eleitor do PT, compartilha de tudo isso, é comparsa, é avalista, é dos tais que põe fé no capeta e ainda lhe acende uma vela!
    No mais, vamos ajudar a oposição, quem saiba o Aécio, "pior que tá não fica", a única coisa aproveitável que saiba, do Tiririca e exorcizemos de nosso meio essas assombrações mortos-vivos das legiões infernais!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.