Da neurose à censura

/
3 Comentários
Felipe Moura Brasil - Se desde a mistura de portugueses, negros e índios, o que se vê no Brasil é a busca por sexo e dinheiro, quase ninguém atende a um "chamado", quase ninguém exerce uma vocação. Sem o exercício da vocação ou, como chamava o psiquiatra Viktor Frankl, a busca pelo sentido da vida, não há realização pessoal. Sem realização pessoal, sobram inveja, azedume, frustração. A frustração acaba sendo naturalmente também descontada nos filhos, sob a forma de hostilidade.

Os filhos em geral são desde cedo atormentados pelos pais, em contraste com o bíblico "Não atormente seus filhos" de Efésios 6,4. A hostilidade e o tormento – que se manifestam ainda no esforço de impedi-los de lutarem por seus próprios sonhos – são o oposto da afeição, do carinho, do afeto, da segurança, da confiança, de tudo que constitui o amor paterno verdadeiro. Se não são amados pelos pais, os filhos precisam encontrar fora de casa o amor faltante.

Eles então buscam alhures "ser estimados a qualquer custo", o que já constitui um desejo neurótico de afeição, como definia Karen Hornay em "A personalidade neurótica do nosso tempo", de 1937. Este desejo neurótico resulta na incapacidade de ficar sozinho e na consequente dependência grupal, que, por sua vez, diz respeito apenas ao terceiro dos seis graus da escala de consciência moral do professor Lawrence Kohlberg, de Harvard.

Essa dependência grupal que impede os brasileiros de subir na escala da moralidade, e que vira associação mafiosa e solidariedade no crime em cidadãos adultos com prestígio, autoridade e poder de mando, como por exemplo no caso dos mensaleiros, é tanto mais grave quanto mais contaminados são os grupos de qualquer idade pela linguagem dessa mesma máfia criminosa, exploradora por natureza dos ressentimentos dos mal-amados.

Com a infiltração de militantes de esquerda nos centros disseminadores de ideias desde a virada dos anos 1970, seguindo a estratégia da "revolução cultural" do ideólogo comunista italiano Antonio Gramsci, os brasileiros cresceram absorvendo naturalmente em escolas, universidades, mídia, show business etc. os slogans e "raciocínios" esquerdistas, dos quais apenas a leitura de autores demonizados pelos manipuladores gramscianos poderiam curá-los.

Mas como esperar que um sujeito incapaz de ficar sozinho um minuto, dependente da afeição das pessoas do seu meio social imediato – inclusive pais, professores e patota de miguxos – e ávido, senão por dinheiro, por uma vida de prazeres sem sacrifícios, tenha a dignidade de buscar em livros e blogs ao menos as informações que sua cultura ambiente lhe sonegou antes de reproduzir como um papagaio julgamentos alheios recebidos prontos sem o menor exame?

Melhor não esperar, nem condescender. Deve-se expor a sua idiotice em toda a linha, em livros e blogs, incansavelmente, demonstrando a que sorte de canalhas ela favorece, até que as brechas em revistas e jornais, os memes das redes sociais, a criação de músicas e de todo um ambiente alternativo ao mainstream ofereçam uma base cultural sólida na qual os (ex-)idiotas percebam que há um imenso amor à verdade, exercido através da busca individual sincera.

Isto já está acontecendo no Brasil. E não foi por outra razão que os militantes do crime derrubaram mais uma vez o Facebook do Olavo de Carvalho. O instinto de autodefesa grupal deles, em seus delírios persecutórios, não permite que ninguém ensine sequer "O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota". Eles preferem que os brasileiros não passem de bichinhos adestrados, sonhando apenas com dinheiro, sexo e "um mundo melhor e mais justo".




Você também pode gostar

3 comentários:

  1. Leonardo Santana de Oliveira.9 de março de 2014 11:42

    Esses esquerdistas reviveram a Lei dos suspeitos da revolução francesa, onde quem era suspeito de ser contra a revolução era julgado e sentenciado sem direito a defesa.Hoje quem for contra os "tolerantes" esquerdistas em sua utopia pelo mundo melhor e de paz (quando a verdadeira Paz só a de Cristo) é logo rotulado com os epítetos estigmatizantes:nazista, fascista,homofóbico,fanático fundamentalista, radical e etc.

    Já posso imaginar o "argumeto" usado pelos esquerdistas marxistas para tirar a página do Professor do ar, o famoso e velho, discurso de ódio.

    O discurso de ódio é a lei dos suspeitos da revolução francesa mas com nova roupagem!!

    Como diaria o Santo Papa Pio X, que tinha as virtudes dos santos e a autoridade do sucessor de São Pedro: Lamentabili!!

    In Corde Jesu, semper.

    ResponderExcluir
  2. Imaginemos se os sacerdotes em geral, salvo poucas exceções, ao invés de homilias insossas, agua-doce, pregassem contra as verdadeiras causas-bases de todos os males: nas raízes do pecado?
    Trecho de la Salette:
    Ai dos sacerdotes e pessoas consagradas a Deus, que pelas suas infidelidades e más vidas crucificam meu filho de novo! Os pecados das pessoas consagradas a Deus “clamam aos céus” e atraem a vingança e eis que a vingança está as suas portas, porque já não se encontra ninguém para implorar misericórdia e perdão para o povo. Já não há almas generosas, já não há ninguém digno de oferecer a Vítima sem mancha ao Eterno Pai, pelo mundo. Deus vai castigar de uma maneira sem precedentes. Ai dos habitantes da terra! Deus vai esgotar a sua cólera e ninguém poderá fugir de tantos males juntos.
    De minha parte, há anos que não ouço um só sacerdote citar nas homilias nem de longe, como: "as causas dos males do Brasil (e das outras nações) estão em se elegerem partidos e notórios ateístas, como os maçonistas e aliados comunistas, destruidores do tronco judaico-cristão, inimigos de Deus e caluniadores da Igreja, disseminadores das doutrinas satanistas e nós católicos, comportando-se como pagãos batizados, preferindo-os àqueles que poderiam estar mais ao lado de Deus. De que raça somos nós afinal, com quem estamos, com Deus ou com Satanás?
    Mesmo na net, os que atuam dessa forma, contundentes e atuantes até então detectados por mim, sou capaz de escrever-lhes os nomes em no máximo 2 linhas; ao contrario, que se comportam relapsa e relativizadamente seria difícil enumerar a todos.
    As campanhas pró paz e outras que se vêem por aí correlatas são "enxuga-gelo"; as verdadeiras causas do caos que cada vez mais se instala são instigadas pelos pecados pessoais recorrentes e impenitentes, e seria culpa maior de quem mais os deveria refutar.
    Eis aqui o verdadeiro retrato daquilo que falou o profeta Miquéias em 7,2: “Desapareceram da terra os homens piedosos, não há quem seja íntegro entre os homens”. E são estes pastores, estes falsos pastores, que abandonam o seu rebanho Zc 11,17, são eles que atraem sobre a humanidade os castigos que já estão caindo sobre a terra.
    E nós leigos somos também responsáveis por eles - cobrarmo-lhes ações mais enérgicas para saírem do marasmo - não esqueçamos disto; dizia S Pio: se perdemos uma alma é porque não pagamos por ela o seu preço em sofrimento e oração, e hoje, quem detectaria isso?
    E o povo sofre muito com a má atuação dos sacerdotes; há uma imensa fome e sede de Deus Am,8,11 sobre o mundo; já não há pastores para guiar o rebanho, matar a sede das almas, curar as feridas das doentes e apascentar as sãs Zc 11,16, pois enquanto os pastores do rebanho de JESUS se entregam aos prazeres do mundo e ao relativismo, Satanás toma a frente e apascenta o rebanho rumo ao seu “redil”, no inferno!
    Ai do servo infiel que for causa de juízo ou condenação de um só destes pequeninos, mesmo dentre os leigos por má conduta influenciando a outros! Melhor seria que se lhe atassem uma pedra ao pescoço e o atirasse ao mar. Mc 9,42.
    Quem falou assim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo Santana de Oliveira.9 de março de 2014 13:52

      Prezado Roger, Salve Santíssima Imaculada Virgem Maria, Mãe de Deus, Co-Redentora pois trouxe ao mundo O Redentor!!

      Meu caro, perfeito seu comentário!!

      O que vemos hoje, quando esquerdistas revivem a lei dos suspeitos da revolução francesa com o nome de discurso de ódio é nada mais, nada menos que a ação de satanás sedutor e príncipe do mundo.

      Desde a revolução prostentante, revolução francesa e revolução russa vemos que satanás seduziu o homem alimentando sua vaidade ao ponto de se fazer de deus, esquecendo Cristo e Sua única Igreja.

      O antropocêntrismo tem conduzido o mundo e já gerou um oceano de sangue e montanhas de cadáveres e por isso a Santa Imaculada Igreja é militante, para não deixar satanás seduzir as almas.

      Se a maioria esmagadora cléro conciliar se nega lutar contra satanás e sua descendência, lutamos nós leigos católicos!!

      VIVA CRISTO REI!!VIVA A SANTÍSSIMA VIRGEM MARIA!!VIVA A SANTA IMACULADA IGREJA CATÓLICA!!

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.