Missão dura para Francisco

/
1 Comentários
Super Francisco!!!
Nota do Frei: Quando olhamos em retrospecto as tentativas do glorioso Clemente VI e do beato Urbano V em mediarem a Guerra dos Cem Anos julgamos que era mais fácil acabar com a intriga dinástica das coroas medievais que resolver os problemas de uma republiqueta latino-americana que caiu nas garras do Fóro de São Paulo. Os reis da França e da Inglaterra era mais honestos que os chavistas da Casa Rosada.

Bem, se me permitem um rasgo de ironia, quem sabe agora é a hora do papa por em prática sua teoria econômica em Evangelium Gaudium... Garanto que a Argentina kirschnerista está bem longe do capitalismo selvagem que o pontífice criticou. Mas há quem superestime o carisma papal, e no melhor estilo dos católicos cuti-cuti "Não julgueis" fabiomelianos, quem sabe o sorriso do papa não faz milagres... 

***

O Globo - BUENOS AIRES – A situação econômica na Argentina não está fácil, tanto que o papa Francisco convocou representantes do governo e de sindicatos trabalhistas e patronais para um encontro no Vaticano, informa neste domingo o jornal "La Nación". Marcado para o dia 19 de março, a reunião já tem presença confirmada do ministro do Trabalho, Carlos Tomada; o presidente e vice-presidente da Unión Industrial Argentina (UIA), Héctor Méndez e Daniel Funes de Rioja; e o secretário geral do sindicato dos trabalhadores da construção (Uocra), Gerardo Martínez. Não se descarta a participação do secretário geral da Confederação Geral do Trabalho (CGT), Antonio Caló.

Segundo fontes envolvidas na iniciativa, o diálogo convocado pelo papa é "um sinal de pacificação" e de promoção "da cultura do jogo", em meio a escalada da inflação, a desvalorização cambial e a chegada do período de negociações salariais.

A tensão se tornou clara na última terça-feira, quando a presidente Cristina Kirchner atacou empresários e sindicalistas em discurso em cadeia nacional, acusando as empresas de "saquear os bolsos dos argentinos".

Fontes eclesiásticas confirmaram que o discurso inflamado preocupou o papa, que se mantém informado sobre a situação no seu país natal pela internet. Francisco enviou mensagem à presidência pedindo que Cristina se reunisse com Antonio Caló, alvo de duras críticas. Na quarta-feira, os dois se encontraram residência oficial em Olivos, e voltam a se reunir na próxima quarta-feira. Alguns arriscam dizer que houve um contato telefônico entre Francisco e Cristina, mas isso não foi confirmado pela Casa Rosada.

O convite do papa a Funes de Rioja, Martínez, Méndez e Tomada começou a ser planejado há algumas semanas. Segundo o "La Nación", o padre Carlos Accaputo, presidente da Pastoral Social e operador político de Francisco, entrou em contato com Funes de Rioja e fez o convite a todos os setores envolvidos.

O encontro tem permissão da presidente Kirchner. Tanto o papa como Cristina desejam diminuir as tensões sociais, mas ela não tem conseguido encontrar o caminho. Francisco preferiu dar um tom global ao encontro, por isso foram convidados atores argentinos vinculados com a Organização Internacional do Trabalho.


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Quem são os entes humanos que elegem partidos cujas ética-moral são os OPORTUNISMOS, ainda TODOS OS MEIOS JUSTIFICAM OS FINS?
    Idem, admitem e praticam as ideias de seres humanos como Lênin que diz: PRECISAMOS ODIAR. O ODIO É A BASE DO COMUNISMO; AS CRIANÇAS PRECISAM SER ENSINADAS A ODIAR SEUS PAIS SE NÃO FOREM COMUNISTAS?
    E, para se safarem de todas as acusações, os comunistas desqualificam os opositores na base do CHAME OS OUTROS DO QUE V É E ACUSE OS OUTROS DO QUE V FAZ?
    Mais se pareceria com inicio dos castigos que Deus promete a nóss por recorrentes injustiças cometidas, sem jamais se emendarem, como nas profecias de La Salette, Fátima, Quito seriam inicio de suas taças de ira sobre nós, pois se esses ateístas tanto na Argentina - assim como no Brasil estão lá em cima é por votos - refletem o que anda cá em baixo, homens psíquicos, como diz S Paulo, seres humanos que não mais distinguem a verdade do erro, com uma mente apenas direcionada para as coisas terrenas!
    Para se ter ideia quem são os eleitos pelos que se comportam como alienados, mesmo dentro do partido, odeiam-se uns aos outros e jogarem um companheiro no chão é apenas questão de conveniência e oportunidade - caso Pizzolato e tantos outros!
    Ou seja: instalaram o diabo no poder; satisfaçam-se com suas "boas obras"!


    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.