"Lembrança" é o c...

/
3 Comentários
NOTA IMPORTANTE: Esta resposta a uma fabete foi escrita antes da meia-boca retratação de Fábio de Melo. Posso não gostar de seus maus frutos, mas devo ser justo. Publico-a para não ficar muito desatualizada, e para não perder esta ácida peça do mais fino voto de boçalidade da Ordem Amuliana.

***

Pe. Fábio de Melo, em sua entrevista com a Gabi, a qual assisti na íntegra, em momento algum referiu-se a Jesus Cristo como um coitadinho que não conseguiu realizar o seu Reino. 

Não disse isto literalmente como transcrevi, mas suas palavras deixaram claro a conclusão. É a famosa "tecla SAP". As palavras tem significado e ninguém pode ficar alheio a suas consequências. O próprio Cristo ensinou isto quando disse "para bom entendedor meia palavra basta".

Este seu raciocínio torto podem servir para qualquer coisa. Quando Stálin disse que "os kulaks deveriam ser esmagados como classe" ele também não disse literalmente que os agricultores russos deveriam ser assassinados, exterminados pela fome, roubados e suas famílias enviadas para o exílio.  Nem precisou o que era um kulak.  Quando Hitler dizia em público disse que "deveria resolver o problema judeu" advogando as segregacionistas leis de Nuremberg também não falou das câmaras de gás, mas estava lá subentendido e eram a consequência natural delas. 

Ah, mas você está citando exemplos extremos comunistas!
Ué, não foi o Fashion de Melo quem disse que havia coisas boas no socialismo? Eis um socialista e um nacional-socialista para provar a tese. 

Não, não me venha com estupidez e bom-mocismo. Fábio de Melo sabe as consequências de suas palavras. E se Jesus Cristo depender de sacerdotes como ele, é um coitadinho mesmo.

A expressão: "nós o damos uma Igreja", refere-se ao conceito de assembleia; de templo, cujo local nos reunimos para lembrarmos o sacrifício de Jesus, na Santa Missa. 

LEMBRAR DO SACRIFÍCIO É O CACETE!!! MISSA NÃO É APENAS LEMBRANÇA DE SACRIFÍCIO! ISTO É DOUTRINA PROTESTANTE! VAI ESTUDAR! NÃO ÉS CATÓLICO!

Basta ver o Catecismo, pontos 1365-1366. É verdade que há um componente sim de lembrança, a fórmula é "fazei isto em memória de mim", as palavras tem sentido, mas nem de longe é o único sentido. Está lá no catecismo. Vá chorar no colo do papa se não gostou.

Aliás, você não sabe a diferença que escreveu Igreja com i maiúsculo. Se referisse-se ao templo, seria com i minúsculo. 

O que Favo de Mel falou trata-se de uma imbecilidade completa, já condenada no passado. 

Se Fashion de Melo fosse um parvo como você, eu até perdoaria. Mas ele "em teoria" é um padre. Estudou filosofia e teologia. Sabe o peso das palavras. Sabe o que não deve se falar. Jurou diante do bispo e de Deus militar por esta doutrina. É obvio que qualquer padre, por mais jovem que seja, sabendo do sinônimo entre igreja-templo e Igreja-corpo místico de Cristo usaria outro termo para igreja, como "prédio", "templo", etc. Ele NÃO SE REFERIA AO PRÉDIO. Ele se referia à Igreja católica mesmo, que em sua heresia é sucedâneo do Reino de Deus, afirmação já veementemente condenada por um papa e pelas congregações de um passado não tão remoto.

Além do mais, em que lugar do corpo a gente enfia o "O Reino de Deus é como um homem que espalha a semente na terra. Depois ele dorme e acorda, noite e dia, e a semente vai brotando e crescendo, mas o homem não sabe como isso acontece". Cadê o Espírito Santo na teologia do Senhor Fábio? Isto é puro leninismo, "fazer a Revolução hoje". A diferença é que o fabiodemelismo é só trocar "Revolução" por "Reino de Deus". Joaquim de Fiore dava ao Espírito Santo responsabilidades que ele não tinha. Fábio de Melo tira do Espírito Santo responsabilidades que tem. E também ignora que a Igreja católica é o Reino de Deus em ação.

Portanto, não vejo motivos para tantos questionamentos, justificando-se em heresias passadas e trazendo-as à tona. Creio que há muito mais coisas urgentes em nossa Igreja do que especular, procurar e justificar palavras, discursos de um padre que promove o bem à humanidade. 

Que bem? Cantar músicas mundanas, pregar filosofias duvidosas, desobedecer a doutrina, escandalizar os fiéis com comportamentos mundanos, vaidosos e metrossexuais, cadê o bem? Cadê a mudança de vida nos fiéis do tal padre? Cadê a doutrina excelente que ele deveria ensinar? Cadê então os orfanatos, os asilos, as casas de caridade do Fábio de Melo? Quanto tempo este homem passa no altar do Senhor? Quanto tempo passa no confessionário? Quanto tempo diante do Santíssimo? Quer comparar ele com quem para ver o que são boas obras? Com Vicente Ferrer? Com Madre Teresa? Com Agostinho? Com Antônio de Pádua? Com Pedro Fourier? 

Como disse, eu fiquei com a consciência pesada em comparar Fabio de Melo com Joaquim de Fiore. Que eu saiba, o abade Joaquim de Fiore, apesar de ter ensinado um ponto errado, tinha muito mais estofo moral e evangélico que Favo de Mel. Morreu antes de ver a condenação de seus erros. Se estivesse vivo, talvez voltasse atrás. Infelizmente muito seguiram e extremaram seus erros. Joaquinismo virou uma heresia. Joaquim de Fiore não virou um heresiarca. Nunca se ouviu dizer que Joaquim de Fiore cantasse para agradar as mocinhas. Nunca se ouviu dizer que Joaquim de Fiore gastasse seu tempo cultuando seu próprio corpo. Nunca se ouviu dizer que Joaquim de Fiore escrevesse livros de auto-ajuda com políticos acusados de corrupção que não conseguem explicar seu patrimônio (ie, Gabriel Chalita).

Com todo respeito, vejo isso como inveja de quem vê um trabalho dando frutos e não se sente feliz por vê-lo frutificar. 

Sem nenhum respeito, vejo isto como estupidez de quem não sabe nada de catolicismo ou de quem quer destruir a Igreja e se faz de lobo em pele de cordeiro.

Não nego que Fábio de Melo dê muitos frutos. Dá muitos MAU frutos. Frutos até Herodes dava. Frutos até Simão Mago dava. Frutos de Escândalo

Infelizmente, nossa Igreja tem muito o que aprender ainda, 

O CACETE!!!!
A Igreja já aprendeu o que devia com Jesus e os apóstolos. O que quer ensinar à Igreja que Jesus não ensinou??? Que pretensão! Que ousadia! Isto é doutrina. Está lá no catecismo, a revelação se esgotou na época apostólica. Não gostou? Vá chorar no colo de São Pedro!

principalmente, aqueles que difamam a imagem de um cristão que em hipótese alguma, quer ver a Igreja de Cristo Jesus desviar-se de seu objetivo: plantar o Reino de Deus. 

Mais uma prova de que você não entende nada de catolicismo. O objetivo da Igreja não é plantar o reino de Deus porra nenhuma! (Aliás, "Porraceus" é folha em latim). Vá estudar, vá. Isto é doutrina. 

Estaria difamando se estivesse atribundo a ele algo que ele não falou. Mas ele falou claramente uma heresia condenada pela Igreja em público e pertinazmente. Aliás, eu não fui o único a se queixar, diversos outros leigos e sacerdotes o fizeram. Estou sim o criticando veementemente, como recomendava o Apóstolo, especialmente por ser sacerdote. Não é difamar criticar uma afirmação pública. 

Um sacerdote sabe falar em público. Sabe das consequências de suas palavras. Estudou as heresias do passado. Ele falou aquilo porque quis, de plena consciência, sabendo do impacto que teria.

Quantas almas ele não desviou da sã doutrina com seus ensinamentos errados??? Isto é boa obra? Hein?

***

NOTA IMPORTANTE: Minha consciência me obriga a registrar novamente que esta resposta a uma fabete foi escrita antes da meia-boca retratação de Fábio de Melo.


Você também pode gostar

3 comentários:

  1. Um padre que foi professor do "Favo de Mel " ( Ate que falecido Fedeli era criativo, ele jah denunciava estes escandalos ha anos atras ) , me disse que ele desde seminarista adorava estar junto das "meninas" e dos carros de marca . Tem um patrimonio bom ( gracas a Igreja) . Nao duvido que logo pula fora se parar de fazer dinheiro por uma ordem superior mandando ele agir como padre comum .

    ResponderExcluir
  2. A MÚSICA É UM DOS MEIOS RÁPIDOS DE DESTRUIÇÃO DA SOCIEDADE - Lênin.
    HUUUUUMMM...COMO A RELATIVISTA FABETTE SE SENTIU OFENDIDA COM O "INVEJOSO E ÁCIDO AMULIANO"...
    Invejoso de quem? De quem seria implicitamente inimigo da fé católica, portanto satanista? De alguém que é distribuidor de deliciosos confeitos com sutil veneno em seu conteúdo?
    Cabe perguntar: v também seria das tais que aprecia a Ana Paula Valadão, Xuxa e similares e os relativistas melosos cantores protestantes, mesmo católicos por ai?
    V pertence à RCC ou seria simpática a ela? Acaso sim, nem precisaria mais se explicar; já entendi.
    Continuo acreditando que pe Fabio de Melo seria suspeito de ser infiltrado na Igreja atuando na vertente do "Amor", a qual seria espalhar o relativismo, desvirtuar e distrair as pessoas da rígida doutrina da Igreja por meio de seus dotes(?) como músico e cantor, estilo sedutor e modernista que é, idem quem o acolhe, como a CNova, possuidora de adesões muito estranhas ligadas ao pentecostalismo protestante e a comunistas, permitindo até dancinhas em frente ao SS Sacramento!...

    ResponderExcluir
  3. Desagradável os palavrões no texto.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.