Ópera mundi

/
1 Comentários
O problema é que ninguém sabe colocar a História da Igreja em perspectiva. Vejam o exemplo do tal "Exílio em Avignon" que fez poetas (Petrarca), teólogos (Occam) e santos (Catarina de Siena) arrancarem os cabelos e gastarem rios de tinta. Olhando do nosso século, quase ninguém mais se lembra, sou um dos poucos obcecados que ainda fala disto, eu e a secretaria de turismo da cidade de Avignon. E em sua época culparam a Santa Sé em Avignon até pela Peste Negra e a Reforma duzentos anos depois. Toda época se considera a véspera do Apocalipse, toda geração se
Ópera de Avignon
acha a mais importante com os piores problemas, com os maiores males, com a maior importância. Quando olhado da perspectiva de Deus, para quem mil anos é como um dia, nossas preocupações parecem exageradas como os sentimentos de uma ária de ópera, tudo são lágrimas, tudo são males e desculpas para as sopranos tentarem as notas nas oitavas maiores. A diferença é que neste espetáculo do mundo, o que os atores e cantores acham que é drama, talvez visto do camarote nobre divino seja apenas uma comédia, uma ópera bufa. Estamos na Cena XXI do Ato II da Salvação, onde um barítono argentino faz virtuoses no palco para arrancar aplausos. Quando as cortinas irão descer? Não sei. Parece apenas que a platéia se diverte. Acho que há muitos atos pela frente. E assim como os cantores da cena XIV em Avignon estão nos bastidores, também nós iremos, achando-nos o climax dramático, mas sendo em breve esquecidos pela platéia, envolvida em nova cena, em novos tenores, em novas árias... Tutto nel mondo è burla.


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. O PIOR É QUE MUITOS ALHEIOS ESTÃO SE DIVERTINDO com esse musical, por sinal nada interessante, pois poderia suscitar em certas mentes sentimentos de acharem que ambos podem se aproximarem, apesar de opostos e, com isso tirarem proveito para causarem muitas dissonâncias em meio dos associados ao barítono.
    Pelo menos pelo que se vê por aí nos murais virtuais referentes a essa apresentação - a maioria dos comentários careceria de critérios de avaliação - tem desagradado a ambos lados; uns esperavam de mais, outros de menos; quanto ao mais, aguardar o final da execução para ver no que deu; mas se terá de ter paciência pois tudo indica que será de longa execução...

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.