China: jornalistas vão passar por exame marxista para obter licença

/
1 Comentários
VEJA - Os jornalistas chineses terão de passar por um exame nacional sobre marxismo e outras matérias definidas pelo governo, entre os meses de janeiro e fevereiro, se quiserem manter sua licença de trabalho, segundo uma nova legislação aprovada pelas autoridades.

De acordo com o jornal estatal Global Times, cerca de 250.000 jornalistas chineses deverão fazer a prova até março. Segundo a Administração Estatal de Rádio, Cinema e Televisão, órgão chinês que controla a atividade de jornalismo, os profissionais começaram a ser notificados da exigência da prova em setembro. O órgão também advertiu os jornalistas de que é necessário estudar por, no mínimo, 18 horas.

O exame, que vai avaliar se a pessoa tem condição ou não para o exercício da profissão jornalística no país, abordará matérias como "socialismo com características chinesas", "perspectiva marxista do jornalismo", "ética jornalística", "normas informativas" e "como prevenir-se de boatos". Também serão abordadas questões sobre a preocupação mais importante do governo chinês, a "proibição de publicar artigos ou comentários contrários ao Partido Comunista".

Para responder as perguntas com sucesso, os jornalistas terão de estudar uma cartilha de 700 páginas vendida, é claro, em livrarias estatais chinesas.

***

Nota do Frei: Os jornalistas brasileiros deveriam fazer este teste também. Suspeito que mesmo sem estudos formais se sairiam muito bem. "Nossa, provão do curso de jornalismo!" diriam até. O que são nossos cursos de jornalismo senão marxismo puro e aplicado?

Também há este teste para entrar nas universidades no Brasil, chama-se ENEM.


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. JORNALISTAS, MELHOR, ADAPTADORES DE TEXTOS A SERVIÇO DO QUE REPRESENTA OS "DEDOS CHIFRADOS"!
    Jornalistas pensam, esses não: mantêm o nome, apenas redigem textos pré concebidos e os desenvolvem estritamente sob aquele conteúdo.
    Pois bem. doravante haverá, além da doutrinação marxista nas faculdades já tradicional, na modalidade nova, será a perseguição ideológica mais atualizada aos que discordarem do regime, além de mais aperfeiçoamentos marxistas.
    Não basta enfiar Marx goela abaixo do povo, pintar murais com a imagem dos falecidos assassinos e criar matérias inteiras só sobre o marxismo, é preciso intimidar e calar os que ousam pensar de forma independente para não "Contaminarem" os demais..
    Apesar de tudo, de tomarem todos os cuidados para o Estado comunista funcionar a contento segundo seus humanos planos, há uma misteriosa força estranha a movê-los noutra direção e levou Lênin a desabafar por meio dessa sentença: “O Estado não funciona como desejamos. Como funciona? O carro não obedece. Um homem está ao volante mas parece não dirigir, o carro não corre na direção desejada, ele avança conforme o desejo de outras forças”.
    Agora, é hora de v, sem ser advinho, descobrir que "Forças ocultas" movem os comunistas...



    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.