Esquerdismo é estatolatria

/
1 Comentários
O proletariado servir-se-á da sua dominação política para arrancar progressivamente todo o capital da burguesia, para centralizar todos os meios de produção nas mãos do Estado, isto é, do proletariado organizado.

Marx & Engels, O Manifesto Comunista

Ou seja, a maior definição de esquerdismo é inchaço estatal. Observem que define o Estado como o proletariado organizado. Ora, e quem é o proletariado organizado senão o partido? A equação diabólica comuna é

ESTADO = PROLETARIADO ORGANIZADO = PARTIDO COMUNISTA

Ou seja, a ditadura do proletário é a ditadura do partido comunista. E ponto final. 

Agora, você acha que um operário comum seria ministro de Estado? De jeito nenhum. Portanto os poderosos eram os membros do partido comunista QUE É O PROLETÁRIO. É porcaria nenhuma, sabemos, mas esta é a definição marxista mais rigorosa.  Sim, Stálin, Proskiobischev, Malenkov, Suslov, Beria, Kaganovitch, Molotov, Mikoyan, Andreiev, Voroschilov, Iagoda, Iezov, Abakumov, Kruschev eram proletários...  Da mesma maneira com que nunca foram trabalhadores os senhores Lula, Dirceu, Genoíno, Vacarezza, Rosemary Noronha, Cunha, Berzoini, Carvalho, Marta, Haddad-IPTU...

Na União Soviética era comum a piada que os prisioneiros, inclusive os prisioneiros políticos, que iam para os campos de trabalhos forçados do Gulag eram como punição "promovidos a se tornarem a classe dirigente, que era a classe trabalhadora". Pois é. Se, na teoria, quem manda são os trabalhadores, trabalhar no Gulag é tornar-se a elite dirigente do pais. Mesmo os antigos aristocratas czaristas longevos...

Quando o PT fala do Estado brasileiro em primeira pessoa não é ato falho não. É apenas o marxismo mais ortodoxo. 

O Estado é o Partido. 


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. JOIN THE COMMUNIST PARTY
    THIS THE WAY TO PROGRESS
    APPLY NOW!
    Apenas uma perguntinha: e o caso de Cuba que até hoje apenas exporta ideologia e subversão, idem Coreia do Norte e Laos, todos ainda na idade da pedra lascada, mesmo após 51 anos de intenso comunismo?
    O COMUNISMO NÃO PASSA DE UMA FACHADA PARA O SATANISMO, tornado palatável com uma série de dissimulações criadas por Marx, como “luta de classes, “mais valia”, “materialismo histórico”, “ditadura do proletariado”, “justiça social”, “estado final de perfeito comunismo” e outras farsas, vias seguras para o caos socio-econômico.
    Na prática, é o autêntico regime teoestatólatra, genética e constitucionalmente satânico, que adora o mal e odeia o bem, radicalmente anti Cristo, o comunismo representou o regime mais escravagista, selvagem e retrógrado de toda a história da humanidade, responsável pela tortura e morte de quase duzentos milhões de pessoas no século passado, além de retumbante fracasso financeiro e destruição do ambiente em dezenas de nações. O satânico comunismo foi a maior desgraça que jamais atingiu a humanidade, embora, para enganar os trouxas, só fala em “defesa dos pobres e das minorias, paz, justiça social” e outras mentiras, a mesma retórica que o PT usa para subir e se manter no poder e quando a todos dominar totalmente mostrar as garras afiadas.
    Os exemplos são visíveis: as prisões Cuba, Coreia do Norte, Laos e Vietnam depois de 50 anos de comunismo, todo o progresso que possuem tecnológico, como o software vem dos "outros" capitalistas que tanto odeiam, comprado ou roubado, embora sejam os verdadeiros burgueses e capitalistas de Estado; comunistas nada criam – são os parasitas do Estado – e onde adentram ficam garantidos destruição, miséria, opressão, escravismo e morte; são as legiões infernais – como praga de gafanhotos - sob formas de entes humanos, vivendo de subversão e pilhagem onde governam.
    Mesmo a China, se as empresas do Ocidente saírem de lá, quebra-se; na economia não pratica o comunismo, mas a economia de mercado capitalista, à força, se quiser sobreviver.
    Vejam o que disse Marx em seus escritos sobre de como as mentes dos comunistas são dominadas por forças estranhas:
    ... Mas as ideias conseguidas por nossa inteligência, incorporadas ao nosso modo de ver, e forjadas em nossa consciência, são correntes que nós mesmos não podemos romper sem partir nossos corações; elas são demônios que não podemos vencer sem nos submetermos a eles”.
    (apud David MacLellan).
    Lênin relatou que, apesar de tomarem todos os cuidados para o Estado funcionar a contento segundo seus planos, há uma misteriosa força estranha a movê-los noutra direção e desabafou por meio dessa sentença: “O Estado não funciona como desejamos. Como funciona? O carro não obedece. Um homem está ao volante mas parece não dirigir, o carro não corre na direção desejada, ele avança conforme o desejo de outras forças”.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.