Aparições, Aparições e mais Aparições

/
4 Comentários
O leitor que assina como Roberto me deu uma botinada dizendo que agi com "desonestidade intelectual" por não ter respondido (em menos de 24h) suas indagações sobre o tema das aparições. Pois é, Roberto, eu tinha antes de pesquisar sobre as aparições de La Salette, Palmar de Troya e Sion. 


Mas vamos ao Roberto que deve estar em casa triste e lambendo as feridas falando de mim e falando "Tutto quel mal che in bocca le venìa"!

           Olá Prezado Frei! Algumas indagações que coloco sobre o assunto, gostaria se o senhor quiser, de sua opinião. Por que Deus só poderá aparecer para santos ou para pessoas exemplares? Ele não pode aparecer também para pecadores, leigos, ou até mesmo para não crentes, existe algum exemplo nesse sentido na própria Bíblia?

Há uma tremenda confusão de conceitos ai. Primeiro, TODOS somos pecadores. TODOS. Salvo Jesus Cristo e a Virgem Maria. Ou seja, sempre uma aparição será a um pecador. 

A classificação pecadores, leigos e não-crente é espúria. Todos somos pecadores, todo não-crente por não ser ordenado é leigo. 

Segundo, estamos tratando das aparições da Virgem Maria, não de Deus. E mesmo quando é Deus quem fala em primeira pessoa, várias vezes o antigo testamento, especialmente o Pentateuco, dá a entender que são anjos os porta-vozes de Deus referindo-se à voz de Deus como a voz do anjo. No episódio da Sarça Ardente, um anjo é porta-voz de Deus no fogo, ainda que a fala seja em primeira pessoa. Da mesma maneira o fazia pela boca de Moisés e dos outros profetas, tanto que o Apóstolo na carta aos hebreus fala que "no passado Deus falou pelos profetas, mas que agora falava pelo seu Filho". Há sempre  a expressão "que ouviu a voz de Deus no meio do fogo" (do Sinai em chamas cercado pela nuvem incandescente da presença do Senhor). Mesmo o povo de Israel pediu que Deus falasse a Moisés, porque julgavam em seu temor que morreriam ao ouvir a voz direta de Deus. Muitos antigos estudiosos à época da compilação do Antigo Testamento consideravam ser impossível que Deus falasse diretamente às criaturas humanas com sua voz, portanto sempre uma criatura intermediária que fazia a "voz física" de Deus, fosse um anjo fosse um profeta. Isto acontece simultaneamente com o crescimento do grau de importância dos anjos no judaísmo pré-encarnação. Esta consideração foi derrubada pelo Mistério da Encarnação, se Deus se fez homem, verdadeiro homem e verdadeiro Deus, ouve-se sua voz diretamente.  Mas isto é Exegese demais.

O que você quer dizer é se não há aparições a algum ser maligno? Há. São Paulo é o exemplo claro. Porém o que digo é que um evento sobrenatural destes é tamanho que provoca uma tal conversão na vida da pessoa que praticamente ela muda de vida radicalmente. Saulo virou Paulo. St. Bernardette (Lourdes), os pastorzinhos (Fatima), São Juan Diego (NS de Guadalupe), Afonso Ratisbonne (NS de Sion) mudaram radicalmente de vida. 

A aparição de NS do Apocalipse, no parque romano de Tre Fontane, foi para um adventista do sétimo dia que estava planejando assassinar o papa (os escritos da papisa adventista Ellen White, que tinha visões com a facilidade com que um cão ergue a pata, são veneno puro). Ele se converteu. Que me consta, ele não está rico nem vende palestras, muito pelo contrário, envergonhou-se e pediu perdão de seus planos. 

A aparição de NS de Sion na Igreja romana de San Andrea foi a um judeu ateu. Afonso Ratisbonne não era essencialmente um homem mau, nem um judeu de anedota, mas era um incrédulo muito eloquente. Nossa Senhora apareceu a ele e ele se converteu. 

Quanto a ser religioso ou não, depende. As aparições de Lourdes, La Salette e Fátima foram a crianças camponeses ignorantes analfabetos. Aliás, os videntes de La Salette tinham inclusive reputação de crianças problemáticas e malcriadas. Em contrapartida, a aparição da Rue La Bac foi a uma religiosa. Quanto aos videntes de Fátima, ainda que fossem crianças comportadas, a visão afirmou  peremptoriamente que dois deles, Francisca e Jacinta, iriam morrer jovens, o que de fato aconteceu na epidemia de gripe espanhola. Não é algo que os descredencie, muito pelo contrário. Nenhum vidente falso profetiza a própria morte 

Como nota, os videntes de La Salette bem que tentaram entrar na carreira eclesiástica mas não conseguiram. A menina teve muita dificuldade em permanecer em uma ordem, teve de se mudar três vezes. Já o menino era ignorante demais para ser padre ou frade (bem diferente dos seminários brasileiros, onde os ignorantes e efeminados sempre tem vocação e são aceitos, enquanto os bem formados e inteligentes são rejeitados) e terminou a vida miserável, fabricando conhaque barato artesanal (bebida artesanal naquela época estava longe da fama que tem hoje em dia). Sabendo que La Salette já tinha crédito como aparição, o rapaz sempre poderia se arrumar com a credibilidade do Santuário. Já Afonso Ratisbonne foi batizado, fundou uma ordem para tentar converter seus compatriotas judeus, a Ordem de Nossa Senhora de Sion. Lúcia de Fátima entrou para um convento de Carmelitas. Bernadette, de Lourdes, também entrou numa ordem local, mas sofreu muito toda a vida com incompreensão das colegas e superioras. 

Ou seja, se há uma marca notável de todas as aparições é que o vidente muda radicalmente de vida. E sempre surge uma vocação religiosa - o que não quer dizer que o vidente tenha uma vida fácil depois!!! É surpreendente que Medjugorje, com uma dezena de videntes, não tenha tido nenhumazinha vocação. 

          Por que Deus apareceu nos anos 1800 e 1900 e não poderia aparecer agora, também nos anos 2000? 

Não foi Deus quem apareceu, foi a Virgem Maria. Este tipo de confusão é que causa todo o tipo de calúnia dos protestantes contra nós. 

Segundo, as aparições registradas da Virgem são tão antigas quanto a Igreja, as primeiras são registradas desde o século V. Notável é a de Nossa Senhora das Neves ao papa Libério, no lugar onde hoje se erige a Basílica de Santa Maria Maior. É fato que no segundo milênio da Era Cristã as aparições da Virgem tem se intensificado.

Os séculos de 1800 e 1900 são apenas uma referência imprecisa à Lourdes e Fátima. Não se esqueça que na mesma França, no mesmo breve período, houve além de Lourdes, La Sallete, Paris Rue La Bac (NS das Graças da Medalha Milagrosa). Aliás, compreendendo-se a convulsão que uma nação importantíssima no catolicismo como é França passaria, é compreensível. A aparição de NS das Graças da Medalha Milagrosa profetizou o assassinato do arcebispo de Paris, o que ocorreu. As vezes acho que não "cai a ficha" em nós brasileiros do que isto significa. É como se Dom Orani Tempesta fosse assassinado por black blocs. Chocados? Pois é, eis a França do século XIX. 

           Talvez Ele não queira que fiquemos só com as mensagens passadas, quer se mostrar agora, vivo, entre nós.

Argh! Eu tive de ouvir isto! Jesus está vivo na Eucaristia! E não foi Jesus quem apareceu, foi a Virgem. Não vou comentar. Esta frase foi infeliz. 

Já disse e repito, ninguém tem obrigação de seguir nenhuma revelação particular.

E se Medjugorje fosse uma mensagem dita nos anos oitenta e encerrou, vá lá. Mas vem desde lá! Um dos videntes vai fazer uma tour pelos Estados Unidos e vai receber mensagens na hora! Jesus Cristo! Quer dizer então que tem mensagens há quase trinta anos? Em Fátima e Lourdes houve uma dúzia de aparições, é verdade, mas Medjugorje já deve estar indo para o mítico 144.000 do Apocalipse: Uma dúzia vezes uma dúzia vezes mil! Nem São Tomás chegou a dar tantas aulas assim. Nem Cristo em seus três anos de ministério se equipara aos quase trinta anos de Medjugorje! Nossa Senhora de Medjugorje deve ser mesmo a Rainha dos Apóstolos, superou de longe os doze apóstolos em pregação. 

          Por que Deus precisa fazer um espetáculo sempre que aparece? Assim, em Fátima houve o milagre do Sol, em Lourdes os milagres de cura, porque Deus estaria obrigado a sempre que se manifestar fazer prodígios? Não é possível que sua maior intenção em Medjugorje seja somente ou principalmente a mensagem?

Não foi Deus quem apareceu, supostamente foi a Virgem?

Sabe por que precisa de "espetáculo" (que falta de educação ao se referir a milagres)??? PARA PROVAR QUE É DEUS MESMO FAZENDO, ORA! 

Quando Deus enviou Moisés, prometeu fazer milagres diante do povo para que eles cressem nele, como o do cajado virando cobra. Ou seja, até para converter um bando de escravos ignorantes e analfabetos que eram os hebreus no Egito tinha de haver milagres.

Cristo não se baseou apenas nas pregações. Ele se baseou nos milagres. Qualquer pilantra pode fazer pregações. Milagres, só Deus mesmo. E Cristo condenou os fariseus por não crerem em seus milagres, nas suas obras. Um dos sinais que os profetas deram do Messias era que faria curas e milagres.

Emblemático foi o episódio do paralítico descido pelo telhado. Cristo perdoou seus pecados. Os fariseus duvidaram. Os fariseus até tinham razão, qualquer homem poderia dizer que os pecados do outro foram perdoados. Mas Jesus para provar que ele era verdadeiro Deus, mandou o paralítico se erguer. Qualquer pessoa de bem deveria cair de joelhos neste momento. Só Deus faz milagres.

Da mesma maneira na Ressurreição de Lázaro, durante sua oração, Cristo agradece a Deus que permitia que ele fizesse aqueles milagres para que os homens cressem nele. 

O milagre é o sinal mais claro da ação de Deus. Tanto que a Igreja não canoniza nenhuma pessoa boa, por melhor que ela seja, sem ter antes um milagre inequívoco.

Tem de ter milagre SIM. O Milagre é Deus agindo. Como diriam os magos do faraó: "Isto é o dedo de Deus!!!"


        E se começar a dar ou já esteja dando frutos bons? Atenciosamente, Roberto 

Negativo. Os frutos estão sendo muito ruins. Um padre que violou seus votos, foi suspenso pelo bispo e continua celebrando é supostamente defendido pela Virgem Maria contra a decisão do bispo. Isto lá é fruto bom?

E se é a Virgem mesmo, custa algo ela dar a mesma mensagem ao mesmo tempo aos videntes? Por que cada um deles tem de dizer que ouviu diferente? 

Que raios de bons frutos são estes? Estou só vendo espinhos! Estou vendo é joio. Algumas boas práticas de piedade não compensam erros e as divisões. Ler a Bíblia é bom, isto faz do protestantismo bom? Adorar um só Deus é bom, isto faz do islamismo bom? Os fariseus cumpriam escrupulosamente a Lei de Moisés, foram chamados por Cristo de Filhos do Demônio. 

Para pôr devidamente a pá de cal neste assunto, traduzi um trecho do livro de Michael Davies, "Medjugorje a warning". Trata-se da aparição de Palmar de Troya, na Espanha. Recomendo que todos os fiéis de Medjugorje estudem cuidadosamente a Igreja católica palmariana (existente!) e parem de usar meia dúzia de rosários como argumento:

Eu me lembro muito vivamente que há uns dez anos atrás eu escandalizei alguns amigos muito piedosos por dizer que as supostas aparições em Palmar de Troya, na Espanha, era inspiradas pelo Demônio. Foi-me questionado como eu poderia falar isto, já que havia muita piedade manifestada lá: vigílias todas as noites, atos heróicos de penitência, Rosário, sacrifícios financeiros de assombrosas proporções. Eu conheço um altamente culto e devotado católico inglês que vendeu tudo, abandonou sua profissão e foi morar lá. Depois, quando Clemente, o auto-proclamado vidente, proclamou-se papa e "excomungou" a todos que não o reconheceram, este amigo e outros fugiram de Palmar em horror e admitiram que eles foram enganados. Mas a tragédia é que houve milhares que não o fizeram. Sua fé tornou-se identificada com a autenticidade da seita de Palmar. Satã os amputou do Corpo Místico. Como alguém pode conciliar a devoção que mencionei com inspiração diabólica? A resposta deve ser auto-evidente. Se um Vidente clamando que é inspirado pelos Céus nega a doutrina da Trindade ou advoga pelo "amor-livre" ele dificilmente enganaria católicos fiéis. Satã obviamente tentará buscar introduzir erro e separar os fiéis da Igreja sob o disfarce de piedade. 

Michael Davies, exerto de "Medjugorje, a Warning" tradução minha


Estão prontos para chorar e rasgar as vestes, leitores? 

O vidente Clemente Domingues y Gomez  se auto-proclamou em 1978 papa Gregório XVII. É tão risível que dificilmente poderia até ser chamado de Antipapa. Aliás, ser considerado Antipapa como Novaciano, Nicolau V, Clemente VII e Bento XIII (eu me refiro aos antipapas, não papas de mesmo nome) seria até mesmo uma honra, já que pelo menos os antipapas históricos eram eclesiásticos que tinham pelo menos algum apoio de cardeais, não eram completos aventureiros. A igreja Palmariana está em seu terceiro (anti)papa, Gregório XVIII, tendo um (humilíssimo na escolha do nome) Pedro II no meio.

A propósito, Clemente tinha de fato fundado uma Ordem em Palmar, os Carmelitas da Sagrada Face, reconhecida pela Igreja. Até que na aparição de 1978 a  máscara caiu. A devoção à Sagrada Face de Jesus é muito associada à Igreja palmariana, portanto não recomendo esta devoção, por mais piedosa que pareça. Há um bilhão de devoções na Igreja católica para praticarem, peço que evitem esta. 

Ainda que sejam mais dignos de risos que seriedade, neste link podemos ler testemunhos de muita dor de quem foi envolvido e prejudicado psiquicamente pela seita da Igreja "?católica?" palmariana. Aqui podemos ler um de seus pronunciamentos. A megalomania papal e a untuosidade conservadoras chegam a soar como paródias, soando mais papistas que os textos vaticanos, mas este documento é sério. O diabo é que é lavrado em puro linguajar tradicionalista. 

Portanto, meus caros, não pensem que falsas aparições são apenas trambiques e estelionatos sem conseqüências não-financeiras para os enganados, ou cismas de interesse meramente de fanáticos paroquiais. O Diabo é tão esperto que tapa o nariz para os rosários desfiados se consegue lá na frente condenar muita gente. 

Lembrem-se de Palmar de Troya quando ouvirem sobre os supostos bons frutos de Medjugorje! Foi um belo Cavalo de Tróia todos os rosários, todas as vigílias e todas as devoções, supostos "bons frutos"! Ironia finíssima do Maligno ter aprontado tudo isto em "Tróia". A propósito, antes que me perguntem, na mesma Espanha, há a aparição de Garabandal, que tenho visto muito lobby penetrando na Igreja brasileira. Garabandal não é reconhecida, e o prefeito da Congregação para Doutrina da Fé a época, Cardeal Otavianni, era descrente declarado de Garabandal. Convenhamos, é um testemunho de peso. Os adeptos garabandalenses dizem que ele era "inimigo", como se um prefeito deste Congregação simplesmente se desse ao luxo de "ser contra" por "gosto pessoal". Em tempo, prefeitos por prefeitos, Bento XVI também não crê em Medjugorje, de acordo com interlocutores.

Se os brasileiros são tão devotos marianos que precisam de Medjugorje e Gabarandal, antes desgastem as pedras do Santuário de Aparecida com vossos joelhos penitentes. É nosso, é reconhecido e já foi honrado pela presença de três papas. Como diria o velho do Restelo, para que ir buscar tão longe o que há às portas? Aliás, isto é deveras interessante, não? Aparecida, uma acanhada e silenciosa santinha de uma devoção local de um país sem expressão no mundo, teve a visita de três papas, enquanto Medjugorje, eloquentíssima em suas mensagens urgentes para tudo e para todos, supostamente repetindo  várias vezes até o milagre do Sol de Fátima, não teve nenhuma visita dos pontífices, estando ao lado da Itália praticamente. Interessante, né? Muito interessante... Ai vêm gente me dizer que "a Igreja não nega Medjugorje?". Desculpem-me, mas os papas também ensinam com os pés. Onde eles vão é bom, onde eles não vão... E olha que João Paulo II chegou a ir a Saravejo, pertinho de Medjugorje...

E mais uma vez, toda revelação particular é "particular". Ninguém incorre em erro se não crê. É por isto (vou mexer num vespeiro agora) que não vejo que tanto "auê" se faz sobre a Consagração da Rússia dita em Fátima. "Está certa/não está certa/ foi certa/ não foi certa". Se a nós, reles fiéis, é dado ignorar uma revelação particular, quanto mais ao papa? Infelizmente, tenho notado que as mensagens de Fátima tem perdido o crédito porque seitas rad-trads cismáticas (nos mais variados graus) querem ser as juízas da obediência à mensagem. Como se a queda do Muro de Berlim e o esfacelamento da União Soviética ainda no século XX não tivessem sido eventos dos mais incríveis... Vão plantar batatas em Medjugorje e Palmar de Troya! 

É por isto que particularmente adoro as aparições de NS de Sion e Apocalipse. Nossa Senhora apareceu e tinha uma mensagem particular para o vidente em particular resolvendo seu problema particular. Seja para converter um incrédulo, seja para deter um fanático adventista. Não tinham pretensões universais. Crer ou não crer nelas não importa. Ter devoção ou não ter não importa. O fato é que os videntes saíram de seus maus caminhos pelas mãos da Mãe. Aleluia! 

Devemos nos ater sim à revelação universal. Se um dia estivermos num destes eventos sobrenaturais, ai a revelação particular será para nós. Admira-me que Nossa Senhora, tão calada nos evangelhos dizendo "Façam tudo o que Jesus vos disser",  tenha desatado a falar em Medjugorje, falando mais que a Bíblia e a Summa juntas. As outras aparições foram bem lacônicas. 

Nunca pecará quem estiver com Roma. Nunca pecará quem estiver com o papa. Um barco sacudido e jogado para lá e para cá pelas ondas e pelos ventos não sai do lugar se a âncora estiver fincada firme, e nossa âncora é a Sé de Pedro, é a cátedra petrina na catedral laterana, é a sucessão apostólica simbolicamente representada pelo túmulo do apóstolo no subterrâneo da basílica vaticana, sob o qual os pálios dos arcebispos são depositados antes de distribuídos. 

Sigam a Revelação Universal, digam o ensinamento dos doze Apóstolos, ouçam seus sucessores! No seu julgamento particular não será cobrado se compreenderam os três segredos de Fátima, mas sim se praticaram o ensinado nos quatro evangelhos.


Você também pode gostar

4 comentários:

  1. Excelente texto, frei!

    ResponderExcluir
  2. TEM ME PARECIDO QUE HÁ UM MÓRBIDA PREOCUPAÇÃO COM APARIÇÕES, REVELAÇÕES, COMO SERÁ O FIM DO MUNDO...
    NÃO SERIAM INFLUENCIAS RCCISTAS OU DE SEITAS PROTESTANTES PENTECOSTALISTAS COM TANTAS "REVELAÇÕES"?
    Pareceria mentira, mas o diabo tem uma predileção toda especial por pessoas que começam a entrar na vida espiritual, e logo cava as oportunidades: sugerindo à pessoa de estar muito santa, "revelações" disso ou daquilo, "Experiencias" com Deus, o "Espírito Santo" lhe passando mensagens, não mais necessitar dos ensinamentos da Igreja de Roma, já sou "Inspirado" e daí prá frente.
    Quanto a Medjugorje, já li certas mensagens de "Nossa Senhora" muito estranhas; não passaram no meu crivo, assim como muitos procedimentos dos envolvidos diretamente na vivencia diária da Gospa Mira, e desde que os conheci e chequei-lhes os procedimentos os rejeitei; ao contrario, Fátima, Lourdes e Aparecida, nosso caso.
    Não foi apenas um protestante, por ex., que já me disse: o Mestre me apareceu de noite no quarto, de branco e me disse: "Muito bem, meu Filho; agora v está na verdadeira igreja", apesar de eu refutar em contrario e lhe dizer que a revelação era falsa pois a igreja Assembleia de Deus a que pertencia fora fundada nos EUA e mais alguns detalhes; o outros era de outra seita... E ambos disseram que sabiam que era o verdadeiro Mestre pelo "jeito"...
    Será que o pé desse mestre não seria "Fendido", como sugerido conferir pelo Pe Malachi Martin?
    E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. 2 Cor 11:14.
    Sem me estender: deve-se seguir o S Padre e o Magistério da Igreja, à qual se unem a Tradição - por sinal precede a bíblia - e ocupar-se em cumprir os Mandamentos de Deus e da Igreja e cuidar de tudo anexo aos mesmos; Deus mesmo providenciará a cada um desses do que julgar ser necessário para chegar a Ele.
    Essas revelações prá lá e prá cá poderiam ser belas tentações diabólicas para desviarem as pessoas de ocupar-se do essencial da vida cristã e viver à procura de "fenômenos"...
    Buscai, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Frei, estava viajando e não pude a publicação. Não sou nenhum advogado de Medjugorje, simplesmente coloquei esse assunto na mesa e com questionamentos que muita gente pode se fazer.
    Realmente não sei o que pensar, não tenho juízo formando sobre Medjugorie. Aliás, parece que nem a Igreja tem ainda.
    Está em estudo, não?
    Quanto aos milagres frei, o senhor deve ter melhor embasamento sobre isso, mas, em tese, Deus não precisaria toda vez que se manifestasse praticar milagres. (talvez os milagres sejam mais indicados para aqueles que não creêm, os "São Tomés" de hoje?)
    Se não fosse para demonstrar seu Poder e Glória, porque haveria Dele sempre fazer milagres quando de sua manifestação? Teoricamente Deus não precisaria, necessariamente disso.
    Um abraço, obrigado Frei.

    ResponderExcluir
  4. Ratisbone e o fanático adventista poderiam não acreditar nas aparições e não seriam condenáveis por isso, seguindo o princípio de que revelações particulares não são obrigatórias. Mas seriam condenados porque seguiriam nos seus rumos de pecado. Quão burros e loucos teriam sido se não tivessem acreditado. Digo isso para exemplificar que o fato de não ser obrigatório crer, significa tão somente que não se está pecando ao não crer; mas mesmo assim será uma perda incomensurável de oportunidade (a aparição não é uma visita; é suposto que tenha uma finalidade), em se tratando de uma aparição que não nos dá motivos para descrer e muitos para crer, como é o caso de Fátima,

    Os Papas poderiam não crer nas aparições de Fátima, mas acreditaram, tanto é que foram lá várias vezes e falaram sobre as aparições. Não há sentido em crer nas aparições e desprezar as mensagens e o que foi dito sobre a consagração alegando que se trata de uma revelação particular.

    Se grupos radicais, neuróticos e cismáticos gostam de citar esse tema (das mensagens de Fátima e do pedido de consagração), não significa que este não é importante. Fosse assim, usando seus próprios exemplos, crer na Bíblia e adorar a um só Deus seriam crenças discutíveis porque muito enfatizadas por protestantes e muçulmanos.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.