Jejum e oração pela Síria, a Última Cruzada

/
2 Comentários

Deixai os mortos protestarem para seus mortos. O Dia da Independência do Brasil deve ser também o dia da Independência da Síria das forças do mal. Cristo disse que certos demônios só poderia ser expulsos com jejum e oração. Muito bem, às armas, com espírito de Cruzados. 

O Oriente Médio está se tornando um celeiro de mártires cristãos. As fotos que vejo na internet são horríveis. Não se respeita mais nada. O pior do Islã está lutando na Síria. Como já disse, o problema é que do Alcorão tanto se tiram palavras doces de paz e diálogo inter-religioso quanto justificativas de terrorismo, estupro de menores e a mais crua intolerância. Como o Islã não tem autoridade central, cada um que escolha o seu. E como os homens são corruptos, vivem submetidos à concupiscência da carne e sofrem as influências de Satanás, obviamente se escolhe sempre o pior. A balança naturalmente é desequilibrada para o mau Islã, que predomina. Pecaria como mentiroso se dissesse que todos os muçulmanos são carniceiros, mas também seria um tolo se dissesse que o Islã é uma religião de paz e tolerância. Não, não é. Não faz sentido eu tentar diálogo inter-religioso com quem quer me matar e violentar minhas filhas. Neste caso é "si vis pacem, para bellum" e a guerra das mais justificadas de proteção, e repito neste caso as palavras de Tito Lívio "Benditas são as armas quando nela repousa a única esperança" Se eu vivesse na Síria, certamente não teria opção melhor que lutar por Assad, mesmo ele sendo o porco que é. Algumas vezes é moralmente inexcusável não se escolher o mal menor. E Assad é infinitamente menos ruim que a Al Nusra, leal à Al Qaeda. 

É um aparente paradoxo que no dia de orações pela paz eu faça uma apologia da guerra justa. A guerra justa é a "ultima ratio", a última opção. Não é o caso da Síria. Ainda há opção pela paz. Se não tão cedo, pelo menos que não haja uma intervenção militar que piore as coisas. Parece que Obama deseja ser o Chamberlain de sinal trocado. Enquanto Chamberlain quis evitar uma guerra e gerou uma guerra pior, Obama pode correr à guerra e piorar a guerra contra si. É fogo fazer estas comparações. Cada caso é um caso! 




Não, meus caros, a paz não é fácil. E a paz da Dhimmitude, a submissão ao Islã, é apenas um martírio adiado. Muitos criticam o rei de Leão e Castela por na batalha de Navas de Tolosa ter sido excessivamente cruel com as forças dos marranos, por ter planejado a batalha para matar o máximo possível de soldados dos califas. Eu lembro que os califas espanhóis tinham a obrigação da "razia" o ataque e saque sistemático e anual às terras cristãs. O rei castelhano apenas quebrou o poder militar muçulmano e gerou o ponto de inflexão para a reconquista das Espanhas. Ou aquilo os as razias anuais, que acabaram. Porém uma vez Dar Al-Islam, sempre Dar Al-Islam. Ah, que Deus quebre a Al Qaeda como quebrou Amalec. Ah, Al Qaeda, feliz quem esmagar teus bebês ideológicos contra o rochedo! A vingança pertence ao Senhor, Deus de Israel e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, não a um suposto "Deus Clemente e Misericordioso' cujos fiéis não são nem clementes nem misericordiosos!

Meus caros, a paz na Síria é um milagre do porte da ressurreição de Lázaro, mas oremos ao Deus que quebrou um mais poderoso Faraó e afogou seus carros no Mar Vermelho. Que Deus puna os mercadores de petróleo das tendas de Cedar insufladores de guerra civil como os profetas, os verdadeiros profetas de Israel, previram. Que nos palácios da Arábia e nos quartéis da Pérsia o anjo escreva a fogo "Pesado, Contado, Medido" e derrube estes malditos como derrubou ao rei da Babilônia. Que a Síria pare de ser campo de braço de férro ente a Arábia Saudita sunita-wahabita e o Irã (Pérsia) xiita, dois países covardes, que ao invés de irem às armas um contra o outro financiam grupos para lutarem na casa do vizinho. Que Deus, Pai de Jesus Cristo, dê aos opressores de cristãos na Síria o destino do exército assírio de Senaquerib, caídos pela mão do anjo vingador de Jerusalém.

Que os cristãos presos nas mãos destes terroristas escapem como escapou Pedro da prisão de Herodes. E que aqueles que morrerem, mártires, sejam sementes de cristãos naquela terra que um dia foi toda cristã. Não se esqueçam que Pedro antes de ser bispo de Roma foi bispo de Antioquia da Síria. Que a Sé de Pedro volte a ter a comunhão de Antioquia da Síria. Devo ser um homem de pouca fé ao não pedir a Deus que mais uma vez a cruz possa ser empunhada vitoriosa e em paz na Síria. Por hora, eu só peço a paz, mesmo que seja a dos dhimmi. Oxalá (palavra que veio do Inshalah de Al Andalus) Deus tenha um plano de que estes novos mártires da Síria sejam a semente da recristianização daquelas terras tão caras ao Senhor e aos apóstolos. Que na Ásia Menor voltem livre e pujantes as sete igrejas do Apocalipse, Éfeso, Pérgamo, Esmirna, Filadélfia, Sardes, Tiatira, Laodicéia, mesmo com todos seus defeitos. Roma e Avignon também tiveram os seus defeitos, mas não mereceram ter as cruzes trocadas por minaretes. Que dizer, depende, a maior mesquita do mundo fica em Roma, enquanto a menor igreja do mundo não seria tolerada em Mecca. Nós damos ao Islã direitos que eles nos negam, mas somos mais que eles no coração do Altíssimo. 

Ao Senhor Deus dos Exércitos pertence a vingança. Não, não é pecado desejar que Deus puna aos maus. É meritório. Os mártires no Apocalipse se perguntam quando Deus os vingaria. E isto que peço a Deus. A paz. E se é necessário a queda daqueles que promovem a guerra, como a juíza Débora, estarei pronto a celebrar a morte de Sísara a queda dos madianitas do deserto das Arábias. A guerra civil na Síria só vai terminar quando a Al Qaeda e Arábia Saudita pararem de financiar os rebeldes, e o Irã e o Hezbollah pararem de ajudar o governo. Sou realista. Por outro lado, ainda é pior o que fazem os rebeldes conosco. Assad dá liberdade religiosa pelo menos. Eis o Islã, devemos implorar a um tirano laico o que o Alcorão e o profeta Maomé nos negam, a liberdade de culto e expressão!

Orem e jejuem. Se jejuar totalmente é duro, jejue a pão e água, o amido do pão não derrubará seu metabolismo e os prazeres da alimentação serão negados para a alma se purgar de seus afetos. Acima de tudo, oração. Muitos destes fanáticos muçulmanos que causam tanta repugnância no Altíssimo são fidelíssimos no jejum do Ramadã. Jejuam num mês e matam todo dia. Irão ao Inferno magros, digo com convicção.  Portanto orem em comunhão com a Igreja católica, orem na unidade do Espírito Santo. Recomendo no mínimo rezarem um terço. O terço é poderosíssimo, foi pelo terço que em Lepanto os cristãos venceram os otomanos. O terço é a funda de Davi dada aos cristãos, para a derrota dos gigantes filisteus seguidores de Bafomé. Ou a liturgia das horas. Lembro que meditar é uma forma de oração, portanto uma santa leitura meditada também é uma maneira de se guardar. Que tal a leitura dos profetas, clamando a Deus pela justiça contra os opressores de Israel? Ou mesmo uma visita ao Santíssimo? Ezequias ficou prostrado diante da arca antes que Deus exterminasse os assírios. Judite jejuou fortemente antes de matar o ímpio Holofernes. Jejum e oração. 

Orem!

Estejam vigilantes. O Demônio ronda falando pela boca de um falso profeta! 

Que São Tiago Matamouros e São Luis Cruzado roguem por nós! Eles sabem pelo que os cristãos da Síria passam. 

E que Nossa Senhora dos Mártires como a santa viúva Judite decapite os Holofernes do Oriente Médio.




Você também pode gostar

2 comentários:

  1. QUE ESPERAR DE POVOS DIVIDOS, RELIGIÃO EM CONTINUAS E FEROZES LUTAS FRATRICIDAS SÉCULOS ADENTRO DESDE AS ORIGENS E QUE AINDA SE ASSOCIAM A SATANO-COMUNISTAS?
    Só na Irã x Iraque - xiitas x sunitas - mais de 1 000 000 de mortos. É bom frisar que nos tempos modernos os islamitas sempre se aliaram aos comunistas por terem muitos pontos comuns, como o relativismo e ódios recíprocos entre facções - ambos idem aos cristãos - e as alianças comungam do POLITICAMENTE CORRETO, praticando as mesmas intolerâncias com quem se aliam e compartilham ideais.
    O PAPA BENTO XVI PRONUNCIOU EM REGENSBURG a frase de Manuel II, Paleólogo, em 1391: "Simplesmente me mostre o que Maomé trouxe de novo, e lá você encontrará tão somente coisas más e desumanas, como seu comando de espalhar pela espada a fé por ele pregada". Lembram-se do sucedido de perseguições adicionais aos católicos e cristãos mundo afora?
    É bom notar que à medida que no Ocidente se elegem os comunistas, como o PT no Brasil, Obama nos EUA, grande propulsor do Islã e perseguidor da Igreja etc., mais os eleitores colaboram, tornam-se comparsas no caos decorrente.
    Unicamente Deus, pela intercessão da Virgem Mãe Maria para obtermos a paz; via nossos incessantes pedidos, acompanhados de conversão, preces e jejuns.

    ResponderExcluir
  2. Os radicais do islamismo cometem erros inaceitáveis.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.