Protesto dos atoas

/
4 Comentários

Lauro Jardim - Foi negado ontem à noite pela Justiça do Rio de Janeiro um pedido de salvo-conduto para garantir o direito de manifestação de associação de ateus, – a Atea, Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos – durante a Jornada Mundial da Juventude. Ou seja, os integrantes da Atea queriam uma liminar que lhes garantisse o direito de portar, por exemplo, cartazes contra o catolicismo, por exemplo, sem correr o risco de prisão pelas Forças de Segurança.

Na petição, representantes da Atea argumentaram que o general José Alberto Abreu, comandante da 1a Divisão do Exército e coordenador de defesa de área da JMJ, disse  numa entrevista que "quem tentar promover qualquer mobilização no espaço sob o controle das Forças Armadas será convidado a se retirar".
O desembargador Luciano Rinaldi justificou, assim, a decisão em seu despacho:
- A condição de ateu deve ser respeitada, porquanto a ausência de crença também está inserida no campo da liberdade de orientação religiosa, protegida pelo texto constitucional. Contudo, essa condição não garante, sob qualquer pretexto, o pretenso direito de manifestação nos locais de livre exercício dos cultos religiosos e suas liturgias, que devem ser protegidos pelo estado, conforme determinação constitucional.


Você também pode gostar

4 comentários:

  1. SEUS MUARES!
    IMPOSTORES, INTORELANTES E TODOS OS DESQUALIFICATIVOS ANEXOS!
    Há uma incoerência de todas as agremiações religiosas - excetua-se a Igreja católica - de protestar contra a fé alheia, quer passeatas, mídia geral ou folhetos como se ela os agredisse.
    Muito ao contrario, a Igreja oferece a sua fé e deixa a critério pessoal decidir pró ou não, e nem por isso tacha de quaisquer pejorativos a quem a recuse, muito menos em manifestações públicas; jamais isso sucedeu.
    O exemplo da ATEA e doutras similares é que os que as recusarem são injuriados de todos os palavrões e achincalhes, como homofóbicos, preconceituosos...
    Não é ao contrario?
    Não é atacarem para se defenderem, as velhas e manjadas estratégias marxistas?

    ResponderExcluir
  2. Caro Frei, é tão raro alguém defender o catolicismo, que quando acontece, fica no ar algo estranho.... creedo....
    Abraço
    Cesar@
    littlecesar04@yahoo.com

    ResponderExcluir
  3. Engraçadinho os ateus, nós não invadimos os espaços deles e eles querem invadir o nosso, eles devem merecer tudo o que eles merecem, ou seja, um coice no traseiro para ir parar na ateia China ou quem sabe a Coréia do Norte,

    ResponderExcluir
  4. A liberdade alheia sempre esmagará a liberdade de tantas outras pessoas onde quer que se instale. Desse modo, imaginem o quão cruel será comer o pão da liberdade que os ateus desfrutarem levando-se em conta a história do ateísmo no mundo!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.