Bons Bispos: A ira de Deus se expressa na indignação dos homens de bem

/
2 Comentários
Bolas: Estes bispos têm!
O site do Padre Paulo Ricardo registrou as notas pastorais de dois valentes bispos em repudio a mais uma tentativa de aprovar brancamente o aborto no Brasil, a famigerada PLC 03/2013. Publico trechos em que vá ao âmago da questão:

(...) Os defensores da implantação do aborto no Brasil usaram uma estratégia muito bem preparada: sabendo que jamais passaria pelo Congresso algum tipo de projeto que diretamente permitisse a implantação do aborto, trocaram termos e palavras, sem contudo desviar um só milímetro de suas intenções: o puro e simples encaminhamento para a aprovação do aborto de fato. (...) A estratégia é clara e, infelizmente, o Congresso brasileiro entrou, como se costuma dizer, "na jogada" aprovando e encaminhando um projeto destes para a sanção da Presidente da República. Tudo muito bem preparado, estudado e levado a efeito sem a devida discussão e sem a necessária participação da sociedade brasileira como tal, que sabidamente é em sua grande maioria, contrária à implantação do aborto. (...)


(...) Reafirmo que na defesa da vida – desde a concepção até a morte – precisamos entender que a legalização do aborto é uma saída menos custosa ao Governo, pois garantir a vida – da mulher e da criança – requer investimentos em profissionais de saúde, clínicas, hospitais, medicamentos, assistência social. Ao aprovar o aborto - não de forma explícita na lei - o parlamento e o Governo, através do Ministério da Saúde, pretende evitar mais despesas para o já combalido orçamento público. É inegável que a legalização da prática criminosa do aborto (mesmo estando implícito na proposta da deputada Iara Bernardi), contraria os preceitos da Igreja. Arrancar o feto do útero da mulher é um crime. Um ser indefeso é assassinado, sob a tênue luz de uma suposta legalidade. Este feto, com poucas semanas de gestação, é filho de Deus e sua concepção é abençoada. Na leitura de Jeremias (1–5), vemos que "antes que no seio fosses formado, eu já te conhecia; antes de teu nascimento, eu já te havia consagrado". (...)


***

E para não dizer que ataco os bispos de graça, eu quero ver os bispos que critiquei queimarem minha língua - sim, quero queimarem a minha língua - levantarem-se corajosamente contra este projeto infame. Se o fizerem, publicarei com gosto os elogios pelo dever cumprido.

Aguardo a nota de Dom Demétrio Valentim, aquele que visita maçons em suas Lojas.
Aguardo a nota de Dom Pedro Casaldáglia, aquele que não há uma proposta esquedista que não defenda.
Aguardo a nota de Dom Tomáz Balduíno, aquele que mui apoliticamente ataca a presidente da Confederação Nacional da Agricultura e defende o MST.
Aguardo a nota de Dom Paulo Sérgio Machado, aquele que publicou no site da diocese um artigo defendendo o espiritismo.
Aguardo a nota de Dom Vilson Dias de Oliveira, tão zeloso por manter a Missa Tridentina longe de sua diocese.
Aguardo a nota de Dom Walmor de Oliveira, que quer gastar rios de dinheiro para erigir na bela Minas das igrejas de Sabará e Ouro Preto um outro cone niemayriano horroroso e chamar de catedral.

Nossos Cardeais Veneráveis também devem se manifestar. Capaz de já terem se manifestado e ainda não vi. Se o fizeram, por caridade peço que um leitor me avise, que registrarei.

Aguardo a nota de nosso papabili na terra de Anchieta, Dom Odilo Scherer.
Aguardo a nota do em instantes anfitrião de Pedro, Dom Orani Tempesta, que cardeal ainda não é, mas será.
Aguardo a nota de nosso valentão metedor de boca na Cúria Romana, Dom João Braz de Aviz.
Aguardo a nota de nosso presidente da meio veto, meia bomba CNBB, Dom Raymundo Damasceno.
Aguardo a nota de nosso metropolita venerável, Dom Geraldo Magella.

Vamos lá, Purpurados! Vocês são a Guarda Vermelha do bem. Não se acanhem. Deixem a indignação fluir. Não é difícil. Como diria Santo Agostinho, a ira de Deus se expressa na indignação dos homens de bem.

E Dom Tersites Wilson Câmara Marques de Montfort? Desse, deixa que eu cuido.



Você também pode gostar

2 comentários:

  1. ALEGAR SUPOSTO ESTUPRO A CRITERIO DA MULHER FACILITARÁ SUA PRÁTICA!
    Essa é a CNBB quase unanimemente rejeitada e criticada na net devido a seus posicionamentos pró ideologias marxistas.
    Só mesmo um partido de origens e ações satanistas como o PT poderia aprovar o aborto, sob quaisquer modalidades ou esquemas, tendo-se em vista tratar-se nesse caso de cinismo, hipocrisia, dissimular o estímulo da adoção e prática do aborto apenas sob alguma mulher alegar que fora estuprada, facilitando gradativamente os caminhos de liberação total e imposição de seu procedimento nos hospitais.
    Os comunistas em geral, em questões onde haja grande rejeição fecham o cerco paulatinamente por meio de subterfugios - são diabólicos - até chegarem aonde querem; daí, quem apoia ou vota no PT compartilha dos abortos realizados!
    A CNBB, embora cada bispo seja autônomo para decidir, não os representaria, portanto deveria se abster de opinar ou emitir notas ou pareceres públicos sobre quaisquer assuntos pois sugeriria os representar; deveria deixar, quer o veto, aprovação ou outra modalidade como da PL 03/2013 a critério de cada um, levando-se em conta que não há unanimidade dos bispos de apoio às ideias e ou às ações procedentes da ideologia marxista, apesar da existencia de bispos apoiando os comunistas
    Que o S Padre seja bem informado disso e cartazes apareçam na JMJ em repulsa à PLC 03/2013, mesmo aos da suposta banda vermelha da CNBB!

    ResponderExcluir
  2. Observação, Dom Orani João,não é CARDEAL TEMPESTA. Arcebispo. Rojão não é foguete.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.