A greve das Antas na Revolta da Jabuticaba

/
1 Comentários
Está um papinho de greve geral dia primeiro de julho.

Filhos, não caiam neste papo furado, você que trabalha duro nem queria ouvir este lero-lero. Greve é para funcionário público que tem a vida ganha na estabilidade. Para os trabalhadores normais, greve é rua mesmo.

E que raios de greve é esta que prejudica o seu empregador? O coitado do patrão já paga FGTS, Contribuição Patronal sobre a folha, Vale-Transporte, Plano médico, Imposto de Renda, Cofins, Pis, ICMS nas vendas, ISS nos serviços, Imposto de Importação, Imposto da PQP, e você quer fazer greve para o prejudicar???

É como ter um tumor no fígado e martelar o pé para ver se o câncer recua. É como ter dor de cabeça e tomar um laxante. O governo canta e anda para greves no setor privado. E só há greves no setor público porque estatutariamente é muito difícil o passaralho, para mandar embora os servidores que não servem, porque quem poupa os maus condena os bons. Aliás, a grande injustiça do Brasil é esta diferença cruel entre funcionários da iniciativa privada e pública, sinal da nossa Estatolatria.

Eu de todo coração estou com pena dos pobres trabalhadores que podem cair nessa conversa fiada de Greve Geral dia primeiro de julho. Nem deem ouvidos a esta bobagem!


Você também pode gostar

Um comentário:

  1. A ESTATOLATRIA tupiniquim, já que se referiu a esse tema é tão arraigada que um dos sonhos e metas acalentados pelos brasileiros é passar num concurso público e adentrar o Estado com um bom salario...
    Ainda sobre o Estado:
    URGE QUE OS MANIFESTANTES EXPRESSEM NOS CARTAZES AVERSÃO A TODAS AS PRÁTICAS SOCIALISTAS DO "POLITICAMENTE CORRETO"!
    Da forma como agem, EXIGINDO MATERIALISMO APENAS, CONFORMAM-SE COM UM SOCIALISMO PRÓDIGO DE BENS!
    Ou mudamos nossa direção anti estatólatra ou nos tranformarão em "ESTATO-DEPENDENTES"...

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.