O maior furo jornalistico dos últimos 2000 anos! - ''A eleição do Papa é política''

/
4 Comentários
Tem jornalista que pensa que enquanto a humanidade estava copulando sem compromisso embalada na fumaça da Cannabis, ele era o único a estudar a Lei da gravidade junto de Sir Isaac Newton. Em meio a má-fé com que registram o que se passa na Igreja, as vezes saem pérolas de verdade de uma obviedade tão que nos cega a pretensão do sujeito em escrever aquilo.

Leio um, muito cheio das conspirações que escreve um calhamaço de palavras para concluir que "A eleição do papa é tudo política!"

OH, REALLY???
MEU DEUS!
VERDADE?
ESTOU PASMO!
ESTOU BEGE!
MUDOU TODA MINHA COMPREENSÃO DE MUNDO!
COMO NUNCA PENSAMOS NISTO?

A eleição do papa é política? Oohhoohoh.... repitam comigo este pasmo de assombro e surpresa: ohohohohohohooh. Arquimedes, pulando da banheira e gritando EUREKA, não descobriu verdade maior. Hubble não se assombrou mais ao ver as galáxias se afastando. E Mendel não se arrepiou mais com a genética de suas ervilhas.

Sério que a eleição do papa é política? Que coisa! Quando eu lia que a política era a moral aplicada à coletividade, eu pensava que estavam falando sobre hot-dog, rock´n´roll ou pompoarismo!

A eleição do papa é política? Por que será que a eleição de um chefe de Estado é política, hein?

A eleição do papa é política? Por que será que a eleição de um líder de uma organização de um bilhão de homens é política, hein?

A eleição do papa é política? Quando os filhos de Zebedeu, apóstolos, pedem para Cristo para se sentarem a sua direita e esquerda, eu pensava que era meramente o desejo de ter cadeiras mais confortáveis!

A eleição do papa é política? E eu achei que a eleição de São Lino, o sucessor direto de São Pedro, não tinha sido porque ele era o braço-direito de Pedro na Igreja romana!

A eleição do papa é política? E eu achei que a eleição de Libério, o papa da época de Constantino Magno, tivesse sido porque ele era gente boa!

A eleição do papa é política? E eu achei que a eleição de Leão Magno pela plebe romana tivesse sido por falta de quórum!

A eleição do papa é política? E eu achei que a eleição de Estevão IV, inimigo acérrimo do predecessor Formoso, era meramente revesamento entre adversários, um inocente Fla-Flu medieval!

A eleição do papa é política? E eu achei que a eleição de Inocêncio III tivesse sido por um bilhete de loteria, uma rifa em uma feira de Bolonha!

A eleição do papa é política? E eu achei que a eleição de Gregório VII e todas as rusgas com o Imperador tivesse sido apenas uma disputa pelo campeonato de truco da baixa Saxônia.

A eleição do papa é política? Que coisa! E eu achei que a eleição de Rodrigo Bórgia, o Alexandre VI, paga a peso de ouro para os cardeais corruptos, tivesse sido por motivos exclusivamente teológicos!

A eleição do papa é política? E eu achei que a eleição de Urbano VIII fosse porque uma pomba cagou na cabeça dele!

A eleição do papa é política? E eu achei que a eleição de Clemente  XIII tivesse sido apenas pelos mais cândidos e estritos motivos pastorais! (E foi mesmo! Foi para pastorear os jesuítas para o olho da rua!)

A eleição do papa é política? E eu achei que eleição de Montini, o nosso Paulo VI, fosse apenas uma brincadeira dos cardeais num happy-hour regado a vinho Chianti depois de uma sessão cansativa do Concílio!

Estou pasmo! Que bom que há jornalistas para nos darem estes FUROS JORNALISTICOS! Não é que há 2000 anos ninguém tinha percebido que a eleição do papa, numa organização composta de homens, é política???



Você também pode gostar

4 comentários:

  1. Frei, tem dias que eu fico imaginando esse pessoal tomando água de vaso sanitário ... suja. Só isso para explicar essas bobagens ditas como se fossem super-verdades.

    ResponderExcluir
  2. VIVA A "DITADURA DO RELATIVISMO"!
    VIVAAAA!
    A eleição do Papa é política, estou sabendo, concordo, porém as eleições de Lula e da Dilma são religiosas, garanto ter sido mudança há muito tempo.
    Mas o sr. frei não sabia?
    Explico: estamos noutros tempos, sob plena aplicação de Is 5,20: Ai de vós que ao mal chamais bem, e ao bem mal, e tendes as trevas por luz e a luz por trevas, e fazem do amargo doce, e do doce amargo!
    Tudo no "inverta-se"!
    Daí concluo que, "baseado" na escolha "política" do Papa, essas eleições foram "religiosas" pelo fato de ambos terem sido eleitos por membros da "religião ateísta" - a do gayzista Jean Wyllys - assim afirmando que não ter religião é ser fiel devoto dessa nova seita recém introduzida no mercadão.
    São os do time do "politicamente correto" e chamam os católicos de intolerantes, homofóbicos, discriminadores...
    Bem esclarecido!

    ResponderExcluir
  3. Pois é frei, como diz o Olavo de Carvalho, a grande mídia deixou há muito tempo de ser fonte de informação.
    Servem mais como instrumento propaganda, de doutrinação ideológica.

    ResponderExcluir
  4. O Papa ainda pode voltar atás: http://freinascimento.blogspot.com.br/2013/02/o-papa-pode-desistir-de-renunciar.html

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.