Verdades frescas de Bento XVI sobre o Concílio Vaticano II, o Concílio traído

/
4 Comentários
Pio IX e X, Basílica nova de Lourdes-FR
Esta homilia foi dada HOJE, 11 de outubro, , homilia fresquinha feito fruta tirada do pé. 
 
Ao detratores do Concílio Vaticano II, o Concílio traído, meditem estas palavras de Bento XVI, o sucessor  de Pedro: "O Concílio (Vaticano II) não excogitou nada de novo em matéria de fé, nem quis substituir aquilo que existia antes (...) os documentos do Concílio Vaticano II são uma expressão luminosa (do Evangelho e da fé da Igreja), assim como é o Catecismo da Igreja Católica, publicado há 20 anos." 

Enfim este é um cala-boca poderoso nos detratores do Concílio.  Aliás, um dos primeiros posts detes blog foi de um imbecil (ordenado, mas imbecil) que me queimou os documentos conciliares.

Roma locuta... AH, sim, é verdade que esta homilia não é ex-catedra nem determinação dogmática nem piriri nem pororó... Mas um sermão papal é uma bela carga de autoridade do magistério, não? Os papas não são infalíveis fora dos limites estritos da Infalibilidade papal, é verdade (e relembro que o dogma da Infalibilidade só foi decretado formalmente nos últimos 10% da História da Igreja, fique posto, e vivemos muito bem sem este dogma 1800 anos), porém anda longe do bom caminho quem só espera as últimas instâncias da autoridade papal para crer no ensinamento ordinário deles.

Olhem lá, o atual papa disse que os ensinamentos do Concílio Vaticano II são uma expressão luminosa dos evangelhos e da fé da Igreja. O que querem mais? O que querem mais? Depois ficam magoadinhos quando chamos os negadores do CVII de cismáticos...

PS - Para o bem da sintaxe da última flor do Lácio, só alerto que tive de inverter o posicionamento da última frase, já que era uma oração subordinada adjetiva de "Evangelho e fé da Igreja" ligada a estes pela conjunção "dos quais". Quem consultar o original verá que nem parafraseei, só mudei a posição.
 







Você também pode gostar

4 comentários:

  1. Enquanto começa o ano da fé, seu amigo Pe. Fábio: http://globotv.globo.com/rede-globo/encontro-com-fatima-bernardes/v/padre-fabio-de-melo-fala-sobre-os-segredos-da-confissao/2173331/

    ResponderExcluir
  2. Sabemos que muitos se aproveitaram indevidamente do V II para pintar e bordar, como a criação da comunista Teologia da Libertação desses traidores padres, grandíssimos contribuintes em potencial de o país estar comunizado, eleitores de Lula-Haddad, vindo isso desde D Hélder e os Boffs seguintes, assim como o disfarçado Fabio de Mello e + relativistas colaboradores do atual estado de degradação em todos os níveis.
    O que rola por aí pode ser o nível da apostasia.

    ResponderExcluir
  3. Bento XVI em sua homilia disse:
    ...A referência aos documentos protege dos extremos tanto de nostalgias anacrônicas como de avanços excessivos...(sic)

    Ele disse tudo.

    ResponderExcluir
  4. E disse mais. Logo na primeira frase, para que fique bem claro.

    Hoje, com grande alegria, 50 anos depois da abertura do Concílio Vaticano II, damos início ao Ano da fé.

    Ele está com uma grande alegria!

    Que bom ver o papa alegre.

    Meu querido papa nós fazemos coro com a sua alegria.

    Viva o papa!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.