"A Verdade é a Verdade!"

/
0 Comentários

Cena do Filme de Mel Gilbson "A Paixão de Cristo",
no diálogo com o Governador Pôncio Pilatos, o qual
fez a famosa frase a Jesus:
"Quid est Veritas?" (O que é a Verdade?!)
A resposta: "Est vir qui adest!"
(É o homem que está diante de você!)
"A Verdade é a Verdade, não tolera compromissos com interesses particulares. A vida cristã exige, por assim dizer, o 'martírio' da fidelidade diária ao evangelho, que é a coragem de deixar que Cristo cresça em nós e direcione o nosso pensamento e as nossas ações." (Papa Bento XVI, Audiência Geral em 29 de agosto de 2012, apud blog Ecclesia Una). 

***

Desde o Êxodo, os predicados que são sujeitos tem um efeito estilístico de reforço. Aquilo que é, é; não pode ser outra coisa. O sentido é o sentido

O Pai se diz "Eu sou quem sou", frase lapidar, que só mesmo Deus poderia forjar para se definir. O Filho também diz em modo subjuntivo do verbo ser: "Que teu SIM seja teu SIM."

Aquela frase atribuída ao Bandido da luz vermelha: "Bandido é bandido, polícia é polícia" é o balizamento moral da correta separação eterna entre criminosos e agentes da lei:

Agora Bento XVI: "A Verdade é a Verdade" - e o Papa acrescenta "não tolera compromissos com interesses particulares."

O verbo "ser" se presta a igualar. O que é perigoso, já que iguala diferentes e cria encadeamentos lógicos inesperados. Orwell explorou, no sentido oposto as frases acimas, o estribilho comunista dialético "Guerra é Paz, Liberdade é Escravidão, Ignorância é Força". Igualando os diferentes, você curto-circuita as idéias e tira o que quiser. A Física - dogmática como sempre - te explode na cara se você curto-circuitar uma rede elétrica. Infelizmente a Lógica não é tão clara na Ciência Política e Filosófica. Não é irônico que todos os países comunistas se declarassem democráticos? Porque democracia para eles era o "centralismo democrático" leninista, que é a vontade irrecorrível do Partido Comunista, que é  a ditadura do proletariado, que é a vontade do povo, que portanto é democrático. Ou seja, num encadeamento de "é"s uma ditadura vira democrática. Liberdade é Escravidão, resumiu Orwell.

Indo pela senda de Orwell, retomando nosso criminoso declarado, qual chaga é maior hoje em dia no Brasil senão que "polícia é bandido" muitas vezes? Mas a corrupção embaixo não prospera se não haver em cima: Na verdade, o chefe da polícia, o poder executivo, é bandido. O regulador daquilo com que a polícia trabalha, o poder legislativo, é bandido. O cliente do trabalho investigativo da polícia, o poder judiciário, é bandido. Corrói como câncer a corrupção no Brasil porque a separação entre polícia e bandidos, citando a Ilíada "a inimizade eterna entre ovelhas e leões", perdeu-se muitas vezes. E evocando as palavras do papa, quantos policiais, magistrados e agentes públicos honestos e tementes a Deus e/ou a moral não são martirizados porque não abrem mão que "bandido é bandido e polícia é polícia"? (Escrevi "e/ou" porque tal é o poder da Lei Natural da moralidade colocada por Deus no coração humano que não necessariamente você precisa crer em Deus para ser honesto. Crer em Deus ajuda, sim, mas não é requisito.)

Deus é, a Verdade é, a honestidade é, e o Mal também é. As palavras tem sentido e tem significado, certos conceitos são cláusulas pétreas da Realidade e de qualquer especulação. Se Deus é, a Verdade também é. E que teu SIM seja teu SIM, o que vier além disto é do Maligno. Aliás, o primeiro deturpador da realidade foi Satanás, ao tentar nossos pais, ele assegurou que não morreriam. De fato, não morreriam no sentido da aniquilação, porque a alma é imortal. Mas morreria na separação entre alma e corpo. Literalmente, pelo pecado, Satanás nos convenceu que "Liberdade humana é Escravidão pelo pecado". Mentiroso cósmico sem vergonha! Jesus foi claro, "SIM é SIM", mudar o sentido das coisas por diatribes lógicos é coisa do Maligno, é o Mal. Corrupção é mal público porque faz "polícia é bandido". Mentira é mal particular (e, às vezes, público) porque faz "SIM é NÃO".

A Verdade é a Verdade. Cuidado com quem diz diferente. Cuidado com quem quer dizer que a Verdade é algo mais, algo além, algo diferente que a Verdade. E prepare-se para seu martírio pela Verdade. Deus é aquilo que é. A Verdade é a Verdade. E teu SIM seja teu SIM.



Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.