Medieval eu sou... eu sou demais...

/
1 Comentários
O rei Filipe IV da França prende o papa Bonifácio VIII (1303)
para quem diz que os papas medievais eram poderosos...
Observem esta reportagem da Folha via Reinaldo Azevedo:
"As universidades brasileiras têm condições de competir. Elas são muito novas - a Unicamp, por exemplo, tem menos de 50 anos e já está competindo com universidades europeias que são medievais, centenárias."

Das universidades brasileiras, eu espero menos que as de Pyongyang... PUCs inclusas. Por isso, não prestei atenção. Eu li a notícia na diagonal e meus olhos detectaram a palavra "medieval". E já imaginei críticas aos "métodos medievais". Volto no texto e qual minha surpresa ao encontrar o termo medieval usado num sentido positivo.

Há alguns séculos a lenda negra da má Idade Média anda livre leve e solta. Vem desde o Renascimento.

Renascimento do quê? Fazer umas colunas gregas numas cidades italianas, copiadas pelos franceses em Paris não é exatamente "renascer", não? Renascer é sobreviver e converter aos godos, dar impulso à vida monástica, salvar os clássicos gregos e romanos, proteger Roma, deter os muçulmanos, suportar os lombardos, sobreviver aos bizantinos, unificar Gália e Germânia sobre o mesmo cetro pela última vez na história, libertar a Terra Santa, encarar duas epidemias de peste negra, derrotar os cátaros, acabar com o Cisma Ocidental, plantar feijão, construir óculos, avançar as fronteiras agrícolas no norte da Europa, reabrir a rota da seda, usar arados de ferro e estribos, criar universidades, edificar a escolástica, "batizar" Aristóteles, importar o zero, erigir o ideal da cavalaria, calcular a refinada engenharia do gótico, criar os  primeiros estados nacionais modernos...

Enfim, na média, a Idade Média foi toda feita de Renascimentos...



Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Gostei Frei. Se a Idade Média não foi o paraíso na Terra, foi muito melhor do que veio antes e abriu os caminhos para o que veio depois.
    Só tolos não lhe reconhecem o valor. Sua benção Frei.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.