As limitações da Ética utilitarista

/
2 Comentários
Em qualquer aula mequetrefe de Ética (como tenho vergonha na cara sou obrigado a dizer: PUCs inclusas) se ouve a oposição entre Ética Fundamentalista e Ética Utilitária, quase sempre com um belíssimo viés para a segunda.

Ética Fundamentalista é aquela dos "princípios", ah, malvados princípios, quase sempre irracionais e religiosos. Ética Utilitarista é muito mais inteligente, porque pondera as consequências e admite maus menores. E quase sempre o professor, algum douto, comenta que é justo fazer experiências com ratinhos de laboratório e usar células de embriões para curar doenças (o bom de citar estes dois exemplos juntos é que eles parecem a mesma coisa, mas não são. É bem diferente defender os fetos humanos das gabolisses hiper-vegetarianas de veganos). E a sala toda, recheada em Zeitgeist, concorda com a Ética Utilitarista.

Agora todos estão escandalizados com a foto acima. Ué?! Eis ai a Etica Utilitarista. Se o bem maior para o Lula é ganhar, per fas et per nefas, a eleição paulistana, é aceitável fazer a aliança com o Anticristo de outrora do seu partido, Maluf. O que os petralhas estão escandalizados?

Leon Trotsky, que é canonizado por 99% dos comunistas, disse que o comunista deveria ter uma moral interamente focada no sucesso da Revolução, que valia a pena matar, mentir e fazer terrorismo se fosse pela causa da Revolução Comunista (ou da prefeitura de São Paulo, na moral lulista). Não deixa de ser de uma ironia justa que Stálin tenha aplicado todo o arcabouço teórico de Trotsky para pegar o próprio Trotsky. Enfiar pelas mãos de um espião um picador de gelo na cabeça do ilustre Leon é apenas uma aplicação da ética trostkysta no cérebro trotskista - literalmente. Afinal, Stálin deveria saber que matar é errado (afinal, o código penal stalinista punia homicídios) mas ele concedia à etica utilitarista que era bom para a Revolução que os inimigos soviéticos morressem, dentre eles, Trótsky e os outros 29.999.999 cidadãos que cairam no moedor de carne do Arquipélago Gulag e do GPU/NKVD/KGB. "Ipse venena bibas".

Não afirmo que a ética utilitarista deve ser banida de todo. Mesmo no Êxodo, logo após ser proclamado o "Não Matarás" houve a chacina dos 3.000 adoradores do bezerro de ouro nas mãos dos levitas. Era uma aplicação do código penal da época, a idolatria é sem dúvida um Mal Maior que merecia punição num Mal (comparativamente) Menor que é uma morte como punição de um crime, o combate à idolatria é um "fundamento" da Antiga Aliança, não utilidade (Utilitário foi o rei Salomão, que aceitou a idolatria para satisfazer politicamente as esposas pagãs, e que a longo prazo condenou todo o reino). A questão é que a ética da utilidade deve sempre ser entendida "cum grano salis". Um grão? Eu diria um saco de sal grosso! Ao tornarmos a utilidade o único norte e removermos os fundamentos, não raro, como Trostky, a utilidade "dos outros" se volta contra nós. 

Nota à parte: O mais interessante em citar a passagem politicamente incorreta do bezerro de ouro é que muitas mesmas pessoas que defendem AGORA o aborto total de inocentes fetos humanos reprovam o comportamento "homicida" dos levitas de três mil anos atrás ao punir os idólatras. É muito bacana e coerente ser a favor da vida de criminosos de três milênios atrás e condescender com o açougue de inocentes existente na atualidade. Em tempo, antes que algum imbecil diga que o Frei Rojão é a favor da morte de hereges, a Igreja reprova totalmente a pena de morte, tá?!

Para quê toda esta arenga? Cuidado com o relativismo, cuidado com a ditadura do útil, cuidado ao remover os fundamentos como coisas de Talibãs e orientalismos do Antigo Testamento! Cuidado! Às vezes é necessário ser utilitário, mas há várias "utilidades" que devem ser vigiadas de perto pelos Fundamentos da Lei, mormente a Lei Divina e a Lei Natural. Não queira ser vítima da plástica e moldável ética útil para os poderosos e influentes do momento. A lição de Trostky é clara. Você pode receber uma lancetada de ética utilitarista alheia no meio da sua testa.



Você também pode gostar

2 comentários:

  1. Sempre que for malhar as PUCs, tenha sempre o cuidado de também descer o relho na Universidade Católica de Pernambuco, que não é das PUC, mas elas têm muito em comum. Ali, há constante assombração de dois espíritos: um é o do CV-II, o outro é o de Dom Hélder Fotogenia Câmara.

    ResponderExcluir
  2. O Frei conhece este testemunho?

    http://nossasenhorademedjugorje.blogspot.com.br/2010/07/testemunho-de-pe-eugenio-maria-fmdj.html

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.