Um texto que me tocou

/
0 Comentários
Frei Rojão tem nervos de aço ainda que tenha a paciência de um merengue, mas este texto de D. Luiz me tocou. Numa época em que os bispos estão mais preocupados em... mais preocupados em... bem, parece que não estão preocupados, eis um bispo que, como Maria de Betânia, fica com o essencial, Jesus Cristo.

Jesus Cristo me concedeu vários privilégios: ... de receber a missão sacerdotal; ... de me conceder a missão episcopal

A garganta enrola forte e os olhos marejam. Lembro das palavras da Imitação de Cristo: "Hoje em dia parece que já muito fazem os que obedecem às Regras (das Ordens Religiosas)" . Numa época de tantos padres problemáticos, que trabalham a contra-gosto na vinha (e poderiam sair quando quisessem!), que querem mil privilégios e concessões pelo simples fato de cuidadem de uma paróquia ou conduzirem o celibato que ciente e voluntariamente aceitaram, presbíteros que são adolescentes mentalmente, rebeldes sem formação teológica tangidos por bispos omissos, fico feliz que um bispo proclame a felicidade e alegria de seu estado consagrado. Um apóstolo que nem a doença impede de se consagrar ao Evangelho. Afinal, nós, padres, para que andamos nesta terra se não for para ganhar almas para Cristo? Para que servimos? Não militamos no exército, não trabalhamos na indústria, não distribuímos no comércio, não plantamos com nossas mãos, não administramos, não financiamos, não alugamos, não geramos riqueza. Somos inúteis para este mundo, só somos úteis para o Reino de Deus, que não é desta terra. Nós só servimos para algo se servimos a Jesus Cristo!

Ah, se os leigos soubessem como um sacerdote que segue sua missão é feliz! "Maria (de Betânia) tomou a melhor parte e não lhe será tirada". Nós somos a tribo de Levi do Novo Israel. Os levitas não tinham terras, mas comiam das ofertas ao Senhor. Nossa tribo de Levi não tem família, nossa família são vocês, não nos chamam de "padres" a toa.

Senhor, Senhor, Senhor Deus do Universo, que separou os levitas para si, que dividiu o espírito que animava Moisés (que era tu mesmo, Espírito Santo!) entre os líderes do povo de Israel, que deu a Eliseu ainda mais que a parte da profecia de Elias, destes aos doze apóstolos o poder de distribuir pela imposição das mãos o Espírito que soprastes sobre eles, o nosso sacramento da Ordem, ó Senhor de Abraão, Isaac e Jacó, mandai mais sacerdotes e bispos com este espírito! Vossa vinha está tão quebrada e abatida, quase não dá mais fruto, "por que destruistes sua cerca, para que todos os passantes a vindimem, o javali da mata virgem a devaste e os animais do descampado nela pastem? (Sl 79)". Por que em tua ira te afastas de teus levitas? Este povo não é nosso, é teu, não os geramos, tu os gerastes pelas águas do batismo. É verdade que muitos de nós, como os velhos levitas infiéis, abandonaram a ortodoxia católica, ensinam doutrinas alienígenas que nunca dissestes nem nunca mandastes ensinar, ignoram a Pedro e seu sucessor, desobedecem a Paulo, rejeitam os doze, desafiam as Congregações, debocham de Roma, ignoram as encíclicas, são descrentes da eucaristia, e idolatram os bezerros de ouro dos reis Jeroboões do momento. Olha, Senhor, por teus sacerdotes, que pastoreiam teu rebanho católico. Não queiras, Bom Pastor, perder vossas ovelhas nas mãos dos mercenários. Convertei teu clero, Ó Deus Altíssimo!!!

***
        Dom Luiz Bergonzini

          Continuo na UTI, mas vivo!

Fui internado com um quadro de pneumonia, que evoluiu para embolia pulmonar. O pulmão esquerdo foi inundado por sangue, provocando dificuldades de respiração e crises.  A última crise aconteceu no sábado, quando todo o restante do sangue que estava no pulmão foi expelido.  O quadro clínico melhorou, mas a pneumonia persistiu. Os excelentes médicos,  enfermeiros e enfermeiras e as irmãs do Hospital Stella Maris não descuidam um segundo de mim. Sou grato por toda a dedicação que têm a mim e aos outros pacientes da UTI.

Agradeço, do fundo de meu coração, a todos que estão em oração por mim. Ao Bispo de Guarulhos,  Dom Joaquim Justino Carreira, a todos os padres, seminaristas, religiosos e religiosas e leigos da Diocese. Ao Padre Paulo Ricardo,   ao Padre Mateus Maria, ao Padre Marcelo Gabert Masi, e a todos que os acompanham e os seguem  no Twitter, Facebook, Google+, agradeço as muitas orações. Agradeço aos Blogueiros e Internautas de Cristo, aos grupos de oração e a todos os que comentaram no blog ou enviaram emails diretamente para meu endereço eletrônico.  Suas preces são imprescindíveis.

Estou vivo. Vejo, ouço, falo e meu cérebro continua funcionando muito bem. Jesus Cristo me concedeu vários privilégios: o primeiro, de não ter sido abortado e de ter a mãe que jamais cometeria esse assassinato;  o segundo,  de receber a missão sacerdotal; o terceiro, de me conceder a missão episcopal e, por último, a vida longa, de 76 anos, recheada de muito amor e carinho recebido dos muitos amigos, durante toda a minha vida.

Acho que devo continuar a proclamar o Evangelho, mesmo da UTI, pois sou uma pessoa privilegiada por Jesus Cristo.  Enquanto puder ver, ouvir, falar e estiver lúcido, posso e devo continuar. Até posso, mas não preciso escrever. Posso ditar para alguém, de minha absoluta confiança,  escrever e publicar. O beato Papa João Paulo II não parou de evangelizar em momento algum. Continuou até o último minuto de sua vida.

Também quero continuar até o último minuto de minha vida, seja em breve ou daqui a muito tempo. Não quero perder um minuto. A Internet nos proporciona  essa maravilha. Com este post, volto à ativa.  Vou informar a situação de minha saúde e, na medida do possível, terminar e publicar textos já começados.

          Deus abençoe a todos!
            29.05.2012



Dom Luiz Gonzaga Bergonzini
Bispo Emérito de Guarulhos

Jornalista MTb 123



Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.