Revolucionário foi o Caminho das Índias, a máquina a vapor e a penicilina, não o Facebook

/
1 Comentários
Lamento veementemente terem censurado meu perfil no Facebook, que estava fazendo um interessante apostolado virtual e lutando contra a multidão de inimigos da Igreja que falam demais e estudam pouco. Demerval, meu caríssimo assistente, estava tendo um tremendo trabalho limpando os comentários anticatólicos. Finalmente, provavelmente dado a multidão de "denúncias de violação do pensamento politicamente correto" sobre meu perfil, bloquearam. Uma pena tremenda, porque havia uma interessante coleção de meditações sobre a arte sacra e o catecismo, que precisarei migrar para este blog, mas que falta a agilidade do Facebook na transmissão.

A ação do Facebook caiu 10% depois da abertura. O mercado financeiro é amoral, nem bom bem ruim, é um meio de comprar e vender como qualquer outro, como a feira de domingo na rua de baixo. Porém na sabedoria e emoções coletivas que vão radiografadas nele, fico satisfeito que o mercado tenha precificado os exageros que se cometem na avaliação do Facebook. Neste mundo, revolucionário foi o Caminho das Índias, a máquina a vapor e a penicilina, não o Facebook. O Facebook é um site, outros melhores virão.  E com sérias restrições válidas sobre o direito de propriedade e privacidade do que vai nele, bem como a censura. Portanto é bom que "baixem a bola" do Facebook.

Alguém dirá: "O Evangelho, Frei, não foi revolucionário???". Sim e não. Sim, porque mudou a face do Universo para sempre, se você assumir que isto é "fazer a revolução". Não porque as verdades evangélicas já estavam anunciadas - ainda que de maneira sutil e com as características de sua época - no Antigo Testamento. Jesus é um cotejador intensivo das Escrituras hebraicas em seu apostolado (Suas Escrituras!) e coloca seu ensinamento no mesmo pé de igualdade delas, até mesmo modificando sua extensão, como limitou a lei do dia da guarda, como a limitação total do divórcio, como modificou o sacrifício anual do cordeiro Pascal com o seu próprio d euma vez por todas. O Deus de Abraão é o Deus dos cristãos. O Deus que ditou a Lei a Moisés no meio do fogo do Monte Sinai é o mesmo Verbo que ditou as bem-aventuranças sentando calmamente no sermão de um Monte na Galiléia.

Revolucionário mesmo é que Deus se faça homem sem deixar de ser Deus e que nasça da Virgem e morra por nossos pecados. Cotejando o Deuteronômio, "Perguntarão as nações que povo tem leis tão sábias, ditadas pelo próprio Deus?"... ah sim, eu estava falando do Facebook, né? Desviei para falar de Jesus Cristo e seu evangelho, né? Muito melhor! Assunto muito mais delicioso e necessário! Num tempo em que "missionários" se orgulham de passar décadas com os índios e não batizam uma pobra alma, parece estranho que um padre fale de Deus!



Você também pode gostar

Um comentário:

  1. AS PATAS DE SATANÁS = SOCIALISTAS, PROTESTANTES, MAÇONS, MARXISMO CULTURAL, PARADAS GAYS, MARCHA DAS VADIAS...
    Há um clímax de decadência moral e relaxamento geral de costumes no mundo atual - naturalismo - inclusive em países que se proclamam cristãos - perda da fé - exacerbado pela ditadura do relativismo decorrente do extrato final do acima mencionado que são as paradas gays, marcha das vadias e anexos, recheados de presunção, orgulho, vaidade, hedonismo, etc. patrocinados por partidos socialistas/comunistas, possuindo alguns vínculos com a maçonaria, o protestantismo e outras sociedades secretas anti Igreja Católica-Cristo.
    Note-se que isso já reflete em muitos de seus membros incautos, mal formados ou já deformados comparecendo até às celebrações litúrgicas da S Eucaristia em trajes inadequados, que muito mal conhecem a Doutrina da Igreja e suas responsabilidades na promoção e instalação do Reino de Deus, a partir do agora para a vida eterna.
    Imaginemos: se dentro dos templos alguns se comportam dessa forma, exteriormente nem falemos; as sexo-novelas, BBBs da vida, os rock in Rio e outras formas de instigado pansexualismo, um subsidiado e exacerbado hedonismo, a deficiente formação religiosa da família refletindo nos filhos e do Catecismo Católico.

    Note-se que há um soturno financiamento a essas mazelas na mídia, acinte de projeção e exibição valorizando apenas o exterior, como ser capa de revista, ser desejada, etc. etc., faz com que as coisas cheguem a esse ponto de materialismo e imoralidade, juntando-se a outros muitos promotores que não passam apenas de pagãos batizados e apostasiados; incluem-se nesse contexto as satânicas paradas gays e a recente "marcha das vadias", mais um subfruto dessas injustiças, mas que na mentalidade ateísta é "politicamente correta".
    As mulheres/homens que pecam publicamente, além das faltas pessoais, prestarão contas adicionais de maus pensamentos e toda excitação dos sentidos procedentes dessas exposições e atitudes imorais que infectam as mentes, vitimam as pessoas por não se conterem: os esquecidos pecados da sedução e escândalo.
    Infelizmente, desafiam ostensivamente a Lei de Deus, comportam-se como agentes, asseclas de Satanás, candidatando-se e, quem sabe, junto a si levar outros para o inferno.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.