Direto ao ponto: Criação e Termodinâmica

/
1 Comentários
Lord Kelvin, um dos postuladores da Segunda Lei 

EXISTE o Sobrenatural, que não obedece as leis da Física, PORQUE a Criação pressupõe a violação da primeira e segunda leis da Termodinâmica. E a criação só foi possível pelo SOBREnatural.

Diz a Primeira Lei da Termo: A energia se Conserva. Esta Lei, depois da relatividade Geral, aglutinou a Lei de Lavoisier, que a massa se conserva. Como a relatividade demonstrou que massa é energia (E=mc², todo mundo fala, mas ninguém entende para que serve), portanto massa e energia se conservam.

A Segunda Lei da Termo tem diversos postulados, e na minha modesta opinião de religioso e homem de Ciência, é a maior descoberta científica de todos os tempos. Fiquemos com um postulado: A entropia do universo sempre aumenta. Entropia, trocando em miúdos, é o grau de desordem das coisas. A segunda lei da Termo explica o fluxo do tempo: O Tempo flui no sentido do aumento da entropia. Explica como a energia flui, sempre nos entido de energias de menor entropia (eletrica, quimica) se tornarem energia de maior entropia (termica). E prosaicamente, no ciclo de Carnot, explica porque os motores dos carros esquentam, e porque a grelha de trás da geladeira deve ser quente.

Pondo estas leis, seja a definição da Criação do Universo, matéria/energia (e depois a consequênte VIDA).

a) A Criação viola a Primeira Lei da Termodinâmica, porque algo é criado do nada. Ie, algo sempre vem de algo, algo veio do nada. Portanto conclui-se que houve algo sobrenatural, acima da primeira lei que criou. Pode-se aventar a objeção de que antes deste Universo havia outro, ainda assim, a causa deve ter causas, que criou o outro? Mais outro? E o outro do outro? In summa, é o velho argumento medieval da causa primária, que é validado pela Ciência. Se a Criação viola uma lei natural, é um evento SOBREnatural.

b) A Criação viola a Segunda Lei da Termodinâmica, porque o instante da Criação é um momento em que foi criada uma organização universal de menor entropia que pôde evoluir na maior entropia, e vai aumentar a entropia pelos séculos dos séculos. Diminuir universalmente a entropia é impossível de acordo com a Segunda Lei, sendo assim, apenas um evento SOBREnatural pode ter criado esta entropia mínima. E se disserem que havia uma entropia menor ainda antes, recai-se de novo na causa sem causas. Se a Criação viola uma lei natural, é um evento SOBREnatural.

In summa, eis o arrazoado pelo qual a Ciência demonstra a sobrenaturalidade da Criação.

Simples assim. Quem discordar, vá brigar com a Física.



Você também pode gostar

Um comentário:

  1. EXCELENTE artigo, frei Rojão. Parabéns. Falo muito disso no www.youtube.com/logosapologetica. Aliás, o senhor está inscrito no canal?

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.