Abortistas asquerosos!

/
3 Comentários
No jornal deste domingo de Páscoa li um artigo de um documentário tão asqueroso a favor do aborto de anecéfalos - assinado por uma tal "professora universitária de bioética" que piquei o jornal de raiva e atirei longe. Deus me livre desta professora, ela haveria de ensinar a SS hitleristra que injeções letais eram belas, justas e nobres!

Deus puna os abortistas com as penas mais severas do profundo Inferno. O artigo oscilava pelo patético sobre uma suposta (deve ser ficção, tão ruim que nem identificar pude) mulher pobre que pedia licença para abortar seu anencéfalo, mas os "homens de toga e batina não deixavam" e não ligavam para o sofrimento de uma mmulher pobre. Mentirosos, asquerosos! O artigo usa só e desonestidas intelectuais. Porque cagam para o que dizem "os homens de batina" (que não usam batina) e querem pressionar os homens de toga.

Sofrimento da mulher não é absoluto. O feto, mesmo anecéfalo, é um ser humano. Não tem sofrimento que valha a morte de outra vida. Mas eristicamente ficando no "sofrimento" (suposto!) da mãe, se descaracteriza o feto como ser humano com os mesmos direitos à vida que a mulher que o carrega. E dai que ele pode morrer depois? Morreremos todos. Quem fez aos homens juízes?! Quem assassina fetos anecéfalos, assassina deficientes, assassina pessoas socialmente inadequadas, opositores do regime e assim vai...

Uma frase apenas:"Asqueroso!"
Deus os puna!


Você também pode gostar

3 comentários:

  1. Teófilo Gaudério13 de abril de 2012 19:47

    Defesa impecável da vida do nascituro faz o ex-ministro do STF, EROS ROBERTO GRAU.
    Não é possível transcrever aqui, porque excede a 4.096 caracteres, limite para os comentários.
    Todavia, poderá ser lido na íntegra do blog DEUS LO VULT - http://www.deuslovult.org/ .

    O artigo foi publicado originalmente no [Reformador] e o título é

    PEQUENA NOTA SOBRE O DIREITO DE VIVER.

    Vale a pena ler, copiar, guardar e usar nesta batalha contra a legalização do morticínio.

    ResponderExcluir
  2. Frei Rojão, uma pergunta: E SE O DIAGNÓSTICO ESTIVER INCORRETO??
    Eu já vi acontecer isso: a irmã de uma amiga foi fazer um exame pré-natal, o "técnico" disse que o bebê tinha uma anomalia e que não nasceria normal e que tinha o endereço de um médico que poderia ajudá-la no assunto. Por sorte, a garota deu um perdido no cara e teve o bebê que hoje é um menino saudável e espertinho. Aquela "anomalia" foi um erro do técnico.

    ResponderExcluir
  3. Frei Rojão, uma pergunta: E SE O DIAGNÓSTICO ESTIVER INCORRETO??
    Eu já vi acontecer isso: a irmã de uma amiga foi fazer um exame pré-natal, o "técnico" disse que o bebê tinha uma anomalia e que não nasceria normal e que tinha o endereço de um médico que poderia ajudá-la no assunto. Por sorte, a garota deu um perdido no cara e teve o bebê que hoje é um menino saudável e espertinho. Aquela "anomalia" foi um erro do técnico.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.