As ruas... mas antes, às missas!!!

/
2 Comentários
Eis o que me diz o Senhor: Desce ao palácio do rei de Judá, e lá pronunciarás este oráculo: Ouve a palavra do Senhor, rei de Judá, que ocupas o trono de Davi, tu, teus servos e teu povo que entrais por essas portas. Eis o que diz o Senhor: Praticai o direito e a justiça, e livrai o oprimido das mãos do opressor. Não deixeis o estrangeiro sofrer vexames e violências, nem o órfão e a viúva, nem derrameis neste lugar sangue inocente. (...) Ai daquele que para si construiu esse palácio por meios desonestos, e seus salões, violando a eqüidade. Ai daquele que faz seu próximo trabalhar sem paga, e lhe recusa o salário! E daquele que diz: Vou mandar construir suntuosa morada, salões espaçosos, com largas janelas e revestimento de cedro, e pinturas de vermelho. Julgas ter o posto de rei porque rivalizas (no emprego) do cedro? Também teu pai comia e bebia, praticava a justiça e a eqüidade, e tudo lhe era próspero.Julgava a causa do pobre e do infeliz, e tudo lhe era próspero. Não é isso conhecer-me? - oráculo do Senhor. Mas teus olhos e teu coração não procuraram senão satisfazer tua cobiça, derramar o sangue do inocente e exercer a opressão e a violência.
Jeremias 22,1-3.13-17


Zaqueu, entretanto, de pé diante do Senhor, disse-lhe: Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo.  Disse-lhe Jesus: Agora entrou a salvação nesta casa, porquanto também este é filho de Abraão.
São Lucas, 19,8-9

O sétimo mandamento proíbe o roubo, isto é, a usurpação do bem de outro contra a vontade razoável do proprietário.  (...) São ainda moralmente ilícitos a (...) a corrupção, pela qual se "compra" o julgamento daqueles que devem tomar decisões de acordo com o direito; a apropriação e uso privados dos bens sociais de uma empresa; os trabalhos malfeitos; a fraude fiscal; a falsificação de cheques e de faturas; (...) Infligir voluntariamente um prejuízo aos proprietários privados ou públicos é contrário à lei moral e exige reparação.
 
Catecismo da Igreja Católica, 2408-2409 


É ensinamento claro da Igreja, corruptos vão para o Inferno porque violam o Sétimo Mandamento, pecado mortal, e tanto mais mortal quanto atinge a toda a sociedade, inclusive os mais fracos (não que roubar dos ricos também não seja moralmente injustificável). Quantos velhos e crianças não morreram a míngua sem a assistência social adequada? E dinheiro havia, o governo chupa 30% de todos os contracheques e 40% do PIB.

Em última instância, combater a corrupção é enxugar gelo, a concupiscência humana é a fonte da corrupção. Logicamente, temos tido icebergs excessivos na política brasileira. Assim não dá.

"Sem mim nada podeis fazer". Vão participar dos protestos contra a corrupção em 12 de outubro. Mas antes vão à missa da padroeira! Zaqueu só se salvou quando prometeu restituir o que roubou, mas antes de se converter ele se sentou a mesa com Cristo. Sentem-se à mesa com Cristo, o Senhor da Justiça, antes de querer arrumar o mundo. Se vocês não tiverem o apoio dele, não conseguirão nada. Com Cristo, doze galileus semi-analfabetos mudaram o mundo. Sem Cristo, caiu a Toda-Poderosa República Soviética. Com Cristo, Francisco de Assis mudou sua geração. Sem Cristo, a iluminada Revolução Francesa devorou seus filhos. Com Cristo, Antônio enfrentou o Tirano de Pádua. Sem Cristo, centenas foram apenas fuzilados, mortes sem utilidade que não foram sementes de cristãos.

Eu peço que os católicos não tornem estes protestos como apenas uma demonstração de indignação moral e cívica. Considerem como um combate ao pecado. Corrupção é pecado. Limpar Brasília é uma etapa importante, mas é parte da purificação dos corações. Cada homem tem um Congresso corrupto em seu coração. Limpar o copo por dentro e por fora. Usem a limpeza da Brasília externa para limpar a Brasília interna. Façam uma boa obra com os olhos da fé.

A Santa Ira é a capacidade do homem usar sua emoção no combate ao Mal. Vão aos protestos, defendam nossa República, combatam o mal e promovam o bem. Mas não tirem os olhos no céus.

Não haverá homenagem mais digna à Virgem da Conceição Aparecida que libertar a terra da qual ela é padroeira.


Você também pode gostar

2 comentários:

  1. Estou de plenissimo acordo Frei Clemente Rojão. Parabéns pelo artigo. Que todo bom católico tome consciência dessa verdade.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom mesmo Frei !!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.