Pe. Lombardi versus os hunos

/
0 Comentários
Uma vez me perguntaram (vou escrever assim porque se queixam que não há sistema de perguntas e respostas no blog) se eu aceitaria um cargo no Vaticano.

Difícil dizer. Um religioso tem voto de obediência, se o superior diz "Vai e aceita" deve-se ter bons motivos para demover o superior. Eu - e São Bento - somos uns românticos que achamos que os religiosos devem ser um exemplo de disciplina, obedecer ao superior é como que obedecer a Cristo.

Onde estava? Ah, sim. Se disserem "Duc in Altum", eu vou. Mas há um cargo que não aceitaria. Ah não, ah não, ah não, é além das minha forças. É o de Porta-Voz. Eu preferia ser Leão Magno e enfrentar desarmado Átila e sua horda que ser Porta-Voz do Vaticano.

É que Átila e os hunos eram abertos à razão. Eram bárbaros, mas dava para negociar com eles. A Grande Imprensa, oh meu Deus, quanta má vontade de entender a Igreja. Eles já vem com a pauta pronta, pau no papa, e pronto. Nem sequer tem paciência de ir no http://www.vatican.va/ e ler um dos textos originais, não, eles não pesquisam nada, repetem feito papagaios o que o Mundo fala, e especialmente o que fala errado.

É muito difícil conversar com quem quer distorcer - ou já tem uma visão distorcida - do que você quer expressar. A compreensão da comunicação depende do receptor. Bento XVI tem sido irreprensível em todas suas colocações, mas estes receptores, meu Deus, quanta má vontade, quanta empáfia e ignorância! Não é para ser "Chapa Branca" da Igreja, nem bajulá-la como bajulam o PT - é só ser menos "marrom". É só se ater ao que é dito e aos fatos, não o que querem entender que foi dito. 

Pelo menos os hunos eram objetivos. Tantos quilos de ouro é tantos quilos de ouro e o resto é "vae victis!" (tecnologia gaulesa, meus caros).   Nunca Átila sairia espalhando pelos quatro cantos da Germânia ou Sarmátia que Leão "disse isso/disse aquilo/liberou isso/permitiu aquilo"...


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.