Freiras dançarinas e notícias que dançam

/
0 Comentários

Vamos lá

Não sou pintor, mas sei distinguir o belo de um Rafael ou um Caravaggio. Não sou sapateiro, mas sei quando um sapato me aperta dos calos. Não sou jornalista, mas sei quando uma notícia é bem escrita. Em primeiro lugar, noto a preguiça jornalística. Sempre é "de acordo com informações de jornais italianos" ou "O jornal "La Stampa" informou ..." - Convenhamos, não podia o escritor (não direi jornalista ou repórter, seria demais) pegar o telefone e ligar para Roma para confirma??? "Bon giorno, Vorrei parlare...". Tem de tomar cuidado com o jornalismo declaratório, porque é verdade quando você afirma uma mentira em terceira pessoa. Por exemplo, imagine o frei aqui escrevendo a seguinte matéria no jornal diocesano: 

Segundo Satanás, Deus não está com nada e já perdeu a batalha do Armagedon

Interlocutores do Inferno afirmaram que o Satanás, em sua audiência geral hoje na sala Martinho Lutero, na República dos Danados, exortou seus demônios a continuarem o trabalho do Mal com a virtude da perseverança e que Deus não está com nada, e já perdeu a batalha do Armagedon. O príncipe das Trevas reiterou seu ódio ao bem e a virtude e a firme constância de continuar espalhando joio no meio do trigo.

Em tese, escrevi absolutamente correto. Mas propaguei uma inverdade. Imagine se o fulano ai (porque jornalista não é) ler o Jornal "La Menzogna" (A Mentira)? Não duvido que tenha tudo acontecido como o La Stampa disse. Mas me incomoda saber que estão publicando coisas sem confirmar a fonte original.

Vejam a frase: "O Vaticano teria expressado sua insatisfação com os boatos a respeito do mosteiro. (SIC)" Sério? Sério mesmo? Teria expressado? Expressado quem, meu filho??? Onde está a boca do Vaticano? É o Padre Lombardi? É o Cardeal Bocaccio Linguini? Ou é a Boca da Verdade? Mas esta fica em Santa Maria do Cosmedin, não no Vaticano. Observem que a notícia diz : "O inquérito foi feito pela Congregação dos Institutos de Vida Consagrada do Vaticano" mas qual é o lead? "Papa Bento XVI fecha convento em que freiras dançavam em cerimônias". A congregação faz tudo e é Bento XVI que fecha? OK, Bento XVI é o bispo de Roma, não deveriam "dançar" debaixo de seu nariz, se fosse em outra diocese talvez houvesse mais "camadas" de hierarquia para deixar a intervenção mais lenta. Esta até deixo passar. Mas por que fechou?  "devido a 'irregularidades' litúrgicas, financeiras e morais". Aha, dentre elas uma freira dançarina (e observem a sutil negativa das aspas no irregularidades). Mas a manchete correta e insossa "Congregação dos Institutos de Vida Consagrada  fecha um convento em Roma devido a irregularidades litúrgicas, financeiras e morais" é bem sem graça e mais cabe no L´Osservatore Romano que no globo.com.

Sou contra dança em qualquer forma litúrgica. Vão dançar diante do Bezerro de Ouro! Davi dançou diante da Arca da Aliança, mas ele não estava tecnicamente num culto, mas numa procissão de transporte mesmo. E mesmo assim a princesa filha de Saul reprovou. Não fica bem. Especialmente se uma das religiosas já tinha histórico de danças que estavam mais para Salomé que Davi. Gera escândalo. Melhor deixar a dança de lado, junto com todas as renúncias que os religiosos fazem. Mas o convento não foi fechado porque uma freira dançava. Sabe Deus o que estava por trás do "irregularidades litúrgicas, financeiras e morais" - especialmente o morais!

O fim da matéria é feito com chave de ouro: "A Basílica de Santa Croce é uma das mais antigas e famosas de Roma, foi construída em volta de uma capela do século IV. A igreja é um dos locais mais importantes de peregrinação na capital italiana e acredita-se que ela guarda relíquias sagradas (SIC)." - Que importante saber que foi feita em volta de uma capela! Puxa, quantas igrejas em Roma não foram? Que informação importante! Fico satisfeito que o escritor, num trabalho árduo de pesquisa, tenha nos trazido esta informação. Mudou a visão de mundo de muita gente, sem dúvida.


Frei Rojão mostra as relíquias que "se acredita" estarem na Basílica

Que raios é este "acredita-se que ela guarda relíquias sagradas (SIC)" ???? Quer dizer que acham que em algum lugar da basílica há relíquias sagradas? (Ou há relíquias "sagradas" no meio das não-sagradas, santo pleonasmo?). As relíquias sagradas estão escondidas na basílica? Ou estão perdidas no seu interior? Acredita-se que há relíquias na basílica, não que o que há na basílica como relíquia seja relíquia. Se dissesse que "A Basílica guarda relíquias que acredita-se que são sagradas", por mais que fosse irritantemente céptico em relação a tão venerandas e comprovadas relíquias, estaria correto. E que relíquias são estas? Ora, nada mais, nada menos, que um pedaço da verdadeira cruz de Cristo, dois de seus pregos, dois de seus espinhos, e a tabuleta escrita por Pilatos (e o dedo de São Tomé, sempre esqueço dele!). Reliquiazinhas de nada, convenhamos, que nem merecem ser citadas, não? Não é artigo de fé crer que as peças são reais, mas diversas pesquisas científicas apenas apontam que são verdadeiras.

Comentei o texto, filho. Ou você queria que comentasse o fechamento do convento?


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.